sicnot

Perfil

País

Ministro admite que um milhão não tem médico de família e anuncia que metade vai ter

O ministro da Saúde admitiu hoje que existe um milhão de portugueses sem médico de família, mas anunciou que os concursos que estão a decorrer deverão resultar num ganho destes profissionais para 500 mil pessoas.

(Reuters/ Arquivo)

(Reuters/ Arquivo)

REUTERS/ ARQUIVO

Paulo Macedo, que falava na Comissão Parlamentar de Saúde, afirmou que existem quatro concursos para a contratação de médicos, os quais deverão resultar em mais 500 mil utentes com médico de família até ao final do ano.

 

Ainda assim, o governante reconheceu que ainda existe um milhão de portugueses sem médico de família, número que ascendia aos dois milhões, segundo as contas de Paulo Macedo.

 

Segundo o ministro, o défice de médicos de família é maior nas Administrações Regionais de Saúde (ARS) de Lisboa e Vale do Tejo e do Algarve, existindo uma cobertura superior a 90 por cento nas outras três regiões.


Lusa

  • Ministro da Saúde insiste num projeto integrado para novo hospital de Lisboa
    1:25

    País

    O ministro da Saúde diz que o novo Hospital de Todos os Santos é um projeto integrado e que vai incluir a pediatria atualmente no Hospital Dona Estefânia. Numa entrevista à Rádio Renascença, Paulo Macedo garante que até ao fim da legislatura quer ter definido o projeto e financiamento. Já sobre a falta de recursos humanos, o ministro insiste na questão dos numerus clausus de Medicina nas universidades.

  • Paulo Macedo critica aproveitamento em torno da dívida regularizada de Passos
    0:35

    País

    O ministro da Saúde referiu-se à polémica sobre as dívidas do primeiro-ministro com uma nota de crítica para a forma como considera que a situação está a ser aproveitada em termos políticos. De resto, Paulo Macedo diz que no caso concreto a situação está regularizada e que o que é mais importante é que cada um cumpra as obrigações fiscais.

  • Costa desvaloriza ameaça e mantém planos de visita a Angola
    2:27

    Economia

    O governo angolano reagiu duramente à acusação do Ministério público portugues contra o vice-presidente de Angola. Luanda diz que a acusação é um sério ataque à República de Angola que pode perturbar as relações entre os dois paises. António Costa desvaloriza a ameaça e mantém os planos de uma visita a Angola na primavera.

  • Catarina Martins diz que é preciso ouvir os dois secretários de Estado sobre offshores
    1:27

    Economia

    O Bloco de Esquerda diz que participa com empenho em todas as comissões de inquérito, mas insiste que não faz sentido suspender o trabalho da comissão em curso sobre a Caixa Geral de Depósitos. Catarina Martins esteve esta manhã em Estremoz, onde comentou também o caso das transferências para offshores. A coordenadora do Bloco diz que é preciso ouvir os dois Secretários de Estado dos assuntos fiscais para perceber o que se passou.

  • Brasil já tirou o "pé do chão"
    1:59

    Mundo

    Já começaram os desfiles e festas de carnaval, no Rio de Janeiro.Esta sexta feira foi o início oficial das celebrações com centenas de milhar de pessoas nas ruas até de madrugada.

  • Luaty Beirão agredido em manifestação em Luanda
    1:27

    Mundo

    Luanda tem sido palco de várias manifestações contra a forma como está a decorrer o processo eleitoral em Angola. Esta sexta-feira, uma dessas manifestações acabou em confrontos com as autoridades. Entre os manifestantes estava o ativista Luaty Beirão.

  • Atores de Hollywood contra Trump
    1:44

    Mundo

    Centenas de pessoas juntaram-se em mais um protesto contra o presidente dos Estados Unidos. A manifestação, em Beverly Hills, juntou várias estrelas de Hollywood.