sicnot

Perfil

País

PS arranca hoje jornadas parlamentares com crescimento e inclusão na agenda

O PS realiza hoje e amanhã as jornadas parlamentares em Gaia, dedicadas ao tema "Crescer com as pessoas, mais investimento e inclusão". 

JOS\303\211 SENA GOUL\303\203O

O secretário-geral do PS, António Costa, marca presença logo de manhã, acompanhando os deputados do PS nas visitas à entidade "Inovgaia" e à creche "Cercigaia".

Durante as jornadas, estão previstos dois discursos do líder socialista: o primeiro no jantar de hoje e o segundo na sessão de encerramento de amanhã.

A sessão de abertura formal das Jornadas Parlamentares do PS acontecerá ao início da tarde, com o discurso de fundo a cargo do líder da bancada, Ferro Rodrigues.

Depois, os deputados socialistas discutem sem a presença da comunicação social o tema "Valorizar as pessoas, reforçar a coesão social e investir no futuro", no qual participam o ex-ministro socialista Augusto Santos Silva, o padre Lino Maia, Fernanda Rodrigues (presidente da Associação dos Profissionais de Serviço Social) e Palmira Macedo (economista).

No sábado, antes do encerramento das jornadas, os deputados socialistas voltam a reunir-se à porta fechada para discutirem o tema "Investir, recuperar e modernizar a economia - oportunidades no quadro europeu", com António Barros (vice-presidente da CIP), Paulo Vaz (diretor da Associação Textil e Vestuário de Portugal) e a eurodeputada socialista Elisa Ferreira - um debate que será coordenado pelo líder da Federação de Aveiro do PS, Pedro Nuno Santos.

Segundo o vice-presidente da bancada socialista João Paulo Correia as jornadas parlamentares pretendem sustentar a tese de que "o crescimento da atividade económica não pode desligar-se das condições sociais do país".

"Investimento, recuperação económica e inclusão social são as áreas chave da ação política do PS, constarão no programa eleitoral do partido e serão as linhas orientadoras de um futuro Governo socialista", apontou João Paulo Correia.

A escolha de Gaia para a realização das jornadas, segundo João Paulo Correia, justifica-se pelo facto de o distrito do Porto "ter preocupantes índices sociais, quer ao nível da pobreza (infantil ou idosos) e da exclusão, quer no que respeita ao desemprego de longa duração".

Lusa

  • Bomba encontrada na Nazaré pode ter sido largada durante 2.ª Guerra Mundial
    2:26

    País

    A bomba que esta segunda-feira veio nas redes de um arrastão na Nazaré já foi detonada. O engenho explosivo foi identificado como uma bomba de avião por especialistas da Marinha, que eliminaram também o perigo equivalente a 600 quilogramas de TNT. A bomba sem qualquer inscrição tinha um desgaste evidente e, segundo a Marinha, pode ter sido largada de um avião durante a 2.ª Guerra Mundial.

  • Derrocada de muro em Lisboa obriga à retirada de 40 pessoas de 5 prédios
    2:14

    País

    Os moradores de três prédios de Lisboa não podem regressar tão cedo a casa. Durante a madrugada, a derrocada de um muro obrigou à retirada de 40 pessoas de cinco edifícios. Um dos inquilinos sofreu ferimentos ligeiros. Entretanto, a maioria dos residentes já foi realojada em casas de familiares e num hotel.

  • "Geringonça" elogiada na Europa e EUA
    4:22

    País

    Num momento em que por cá se fala de claustrofobia democrática, a Europa e os Estados Unidos desdobram-se em elogios ao sucesso da maioria de Esquerda em Portugal. A palavra "geringonça" já tem até tradução em várias línguas.

  • ONU estima que mais 750 mil civis estejam em risco na cidade de Mossul
    1:39

    Mundo

    As Nações Unidas estimam que mais 750 mil civis estejam em risco na zona ocidental de Mossul, no Iraque. Mais de 10 mil pessoas fugiram da zona ocidental da cidade nos últimos quatro dias. Enquanto a população tenta escapar ao fogo cruzado, as forças iraquianas avançam sobre a cidade ainda controlada pelo Daesh.