sicnot

Perfil

País

Ano Internacional da Luz vai levar "iluminação constante" às escolas portuguesas

O coordenador nacional do Ano Internacional da Luz (AIL), Carlos Fiolhais, disse hoje que a iniciativa vai proporcionar "uma iluminação constante" e levar "um conjunto de pequenas luzes" às escolas básicas e secundárias.

AP

As comemorações do AIL, em países de todos os continentes, são "um programa para unir e tornar o mundo mais solidário", declarou Carlos Fiolhais à agência Lusa.

Na segunda-feira, o cientista e professor catedrático da Universidade de Coimbra vai intervir na apresentação do programa "Haja Luz nas Escolas", que é também o tema da conferência que proferirá na Escola Secundária Passos Manuel, em Lisboa.

Ao longo do ano, "quer-se que os olhos brilhem e vejam mais", disse, realçando a importância de divulgar o papel da luz ao longo da história e a sua relação direta com o desenvolvimento da humanidade.

As atividades comemorativas do Ano Internacional da Luz são "uma oportunidade para se tomar mais consciência do papel da luz na vida", em Portugal e a nível planetário, afirmou.

O coordenador da comissão nacional do AIL disse que "a ciência e a tecnologia não têm sido para todos", mas que "ninguém é excluído" destas celebrações em Portugal, podendo os cidadãos e instituições diversas realizar as suas próprias iniciativas.

As escolas têm a possibilidade de solicitar a participação de cientistas, engenheiros ou artistas, entre outros preletores, e escolher temas de um menu que será disponibilizado pela comissão.

O projeto "Haja Luz nas Escolas", dedicado ao público escolar, vai ser apresentado na segunda-feira, às 15:00, na Escola Passos Manuel, em Lisboa.

A sessão começa com uma intervenção da presidente da Sociedade Portuguesa de Física (SPF), Teresa Peña, seguindo-se a palestra do físico Carlos Fiolhais, o "Show de Luz Física Viva", produzido pelo Centro Ciência Viva de Aveiro -- Fábrica, e uma conferência de imprensa sobre o AIL.

Dirigidas às escolas, as comemorações integram palestras, cafés de ciência e 'workshops' realizados por centros Ciência Viva e museus, uma exposição itinerante de hologramas e um concurso de fotografia.

"Para apoiar os professores nesta área tão presente nas nossas vidas, está em preparação um curso de formação de professores e 'kits' desenvolvidos pela SPF no âmbito do projeto LIGHT 2015", segundo uma nota da comissão nacional.

Em Portugal, o AIL é promovido pela SPF, Comissão Nacional da UNESCO e Ciência Viva, em colaboração com a Sociedade Portuguesa de Óptica e Fotónica, a Sociedade Portuguesa de Química e a Ordem dos Biólogos.

Declarado pela Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e a Cultura (UNESCO), o Ano Internacional da Luz arrancou oficialmente em janeiro, em Paris, com um programa em que estiveram representados mais de 100 países, reunindo mais de mil pessoas.


LUSA
  • Hoje é notícia 

    País

    O PSD leva a debate parlamentar a reprogramação do atual quadro comunitário, desafiando os partidos a pronunciarem-se sobre a proposta inicial do Governo, que considera "não servir o país". Os parceiros sociais e o Governo reúnem-se na Concertação Social para discutirem o Programa Nacional de Reformas. O Sporting de Braga procura alcançar o Sporting no 3º lugar da I Liga, ao defrontar o Marítimo na abertura da 31.ª jornada.

  • É importante que "as pessoas não tenham medo" de denunciar o tráfico humano
    0:48

    País

    Manuel Albano, relator nacional para o tráfico de pessoas, concorda com a ideia de que é necessário continuar a investir na inspeção e na fiscalização para travar o tráfico de seres humanos, mas rejeita a denúncia do sindicato dos trabalhadores do SEF, que esta quinta-feira alertou para a "falta de controlo".

  • Trocar a economia pela dança
    7:21
  • Salas de consumo assistido previstas na lei há 17 anos
    3:01

    País

    Dezassete anos depois, Lisboa vai ter as primeiras salas de consumo assistido, vulgarmente conhecidas como salas de chuto. O objetivo é apoiar os mais de 1400 toxicodependentes sinalizados e evitar a propagação de doenças.

  • O que faz um guaxinim às duas da manhã num quartel de bombeiros?

    Mundo

    Os animais são muitas vezes os protagonistas de histórias incríveis ou até insólitas. Desde o cão mais pequeno ao urso mais assustador. Desta vez, o principal interveniente é um guaxinim, que foi levado até um quartel de bombeiros por uma dona muito preocupada. Porquê? O animal estava sob o efeito de drogas.

    SIC

  • "Por vezes até as princesas da Disney ficam apavoradas"

    Mundo

    A atriz norte-americana Patti Murin foi esta semana elogiada nas redes sociais por se preocupar com a sua saúde mental e não ter problemas em falar sobre o assunto. A artista faltou a um espetáculo da Disney, onde ia atuar, devido a um ataque de ansiedade.

    SIC