sicnot

Perfil

País

GNR deteve 179 pessoas durante o fim de semana

 A GNR deteve 179 pessoas em operações de combate à criminalidade e de fiscalização rodoviária realizadas durante o fim de semana em todo o país, indicou hoje a corporação.

(SIC/ Arquivo)

Num comunicado de divulgação dos resultados da atividade operacional do último fim de semana, a GNR adianta que 98 pessoas foram detidas por condução sob o efeito de álcool, 21 por condução sem habilitação legal, 11 por tráfico de droga, cinco por furto, uma por violência doméstica e uma por ofensas à integridade física.

Segundo a GNR, as 179 detenções decorreram de um conjunto de operações de prevenção e combate à criminalidade violenta e de fiscalização rodoviária realizadas em todo o país.

Durante o fim de semana, a GNR apreendeu também 84 doses de heroína, oito doses de cocaína, 534 doses de haxixe, dois selos de LSD, 133,8 gramas de canábis, uma arma de fogo e outra branca, sete munições e 5,5 quilogramas de artefactos pirotécnicos.

Os militares da GNR elaboraram igualmente 175 autos de notícia por detenção em flagrante delito e 2.240 autos de contraordenação.

No âmbito do trânsito, a GNR fiscalizou 7.423 condutores e detetou 2.224 infrações, designadamente 232 por condução com taxa de álcool no sangue superior ao permitido por lei, 1.226 excessos de velocidade, seis relativas a excesso ou deficiente acondicionamento de carga, e 17 relacionadas com tacógrafos.

Lusa
  • "Almaraz: Uma bomba-relógio aqui ao lado"
    1:56
  • 105 detidos pela PSP e GNR nas últimas 24 horas

    País

    Só a GNR deteve 64 pessoas em flagrante delito, entre a noite de sexta-feira e o início da manhã deste sábado, a maioria das quais (47) por condução sob o efeito do álcool. A PSP de Lisboa efetuou 41 detenções em 24 horas, dez por tráfico de droga.

  • Videoamador mostra grupo a atar tocha a um touro
    1:33
  • PJ investiga forma como o FC Porto obteve os e-mails
    1:58

    Desporto

    Enquanto o campeonato português de futebol está de férias do relvado, nos bastidores continua uma guerra aberta por causa dos e-mails. O FC Porto entregou à Polícia Judiciária toda a documentação disponível do chamado caso dos e-mails, que envolve o Benfica num alegado esquema de corrupção. O pedido foi feito pela Unidade Nacional de Combate à Corrupção da PJ. A forma como o FC Porto obteve os e-mails também está a ser investigada pela Polícia Judiciária.

  • Manifestantes bloquearam Caracas

    Mundo

    Milhares de pessoas bloquearam esta sexta-feira as ruas de Caracas e de outras cidades, em protesto contra a repressão e o assassinato de manifestantes pelas forças de segurança.