sicnot

Perfil

País

GNR deteve 179 pessoas durante o fim de semana

 A GNR deteve 179 pessoas em operações de combate à criminalidade e de fiscalização rodoviária realizadas durante o fim de semana em todo o país, indicou hoje a corporação.

(SIC/ Arquivo)

Num comunicado de divulgação dos resultados da atividade operacional do último fim de semana, a GNR adianta que 98 pessoas foram detidas por condução sob o efeito de álcool, 21 por condução sem habilitação legal, 11 por tráfico de droga, cinco por furto, uma por violência doméstica e uma por ofensas à integridade física.

Segundo a GNR, as 179 detenções decorreram de um conjunto de operações de prevenção e combate à criminalidade violenta e de fiscalização rodoviária realizadas em todo o país.

Durante o fim de semana, a GNR apreendeu também 84 doses de heroína, oito doses de cocaína, 534 doses de haxixe, dois selos de LSD, 133,8 gramas de canábis, uma arma de fogo e outra branca, sete munições e 5,5 quilogramas de artefactos pirotécnicos.

Os militares da GNR elaboraram igualmente 175 autos de notícia por detenção em flagrante delito e 2.240 autos de contraordenação.

No âmbito do trânsito, a GNR fiscalizou 7.423 condutores e detetou 2.224 infrações, designadamente 232 por condução com taxa de álcool no sangue superior ao permitido por lei, 1.226 excessos de velocidade, seis relativas a excesso ou deficiente acondicionamento de carga, e 17 relacionadas com tacógrafos.

Lusa
  • Incêndio em fábrica de congelados em Viseu continua ativo
    0:29

    País

    O incêndio que deflagrou esta manhã numa fábrica de produtos congelados em Viseu continua ativo no pavilhão principal. De acordo com o segundo comandante dos Bombeiros Municipais de Viseu, trata-se de um trabalho "demorado e difícil porque a estrutura está abalada". Contudo, os bombeiros conseguiram que o fogo não se propagasse a outros edifícios.

  • Nova fábrica de medicamentos inaugurada na Amadora
    1:36

    País

    Uma nova fábrica de produção de fármacos foi inaugurada esta terça-feira, na Amadora. O espaço dedica-se em exclusivo à produção de um medicamento inovador, para o tratamento do excesso de potássio no sangue.