sicnot

Perfil

País

Cavaco Silva com François Hollande no final de visita a Paris

O Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, encontra-se hoje pela primeira vez com o seu homólogo francês, François Hollande, no último de dois dias de uma deslocação a Paris, onde terá ainda um encontro com investidores franceses.      

(Lusa/ Arquivo)

(Lusa/ Arquivo)

MIGUEL A. LOPES/ LUSA

Cavaco Silva inicia o dia com um pequeno-almoço de trabalho com 23 empresários e investidores de várias áreas, entre as quais os presidentes do fundo de investimento Adrian, Dominique Senequier, e da Altice - Telecomunicações (Numericable - SFR), Eric Denoyer, cujo grupo vai comprar a PT Portugal. 

No mesmo encontro estarão ainda presentes, na área da banca, o presidente do BNP Paribas, Jean Lemierre, no setor automóvel, o presidente da comissão executiva (CEO) da PSA Peugeot Citroen, Carlos Tavares, e Xavier Huillard, CEO da Vinci (construção e gestão de aeroportos).

O Presidente da República estará ainda reunido com dirigentes de empresas das áreas do tratamento de resíduos, aeronáutica, energia e transportes, hotelaria e energias renováveis.

Após este encontro, o chefe de Estado visitará a delegação da Fundação Calouste Gulbenkian, em Paris.

A visita de dois dias de Cavaco Silva à capital francesa termina com o encontro com François Hollande, no qual discutirão assuntos da agenda bilateral e internacional. 

O Governo português estará representado pelos secretários de Estado das Comunidades Portuguesas, José Cesário, e pelo secretário de Estado das Finanças, Manuel Rodrigues.


Lusa
  • Mário Centeno lidera hoje a primeira reunião do Eurogrupo
    1:56
  • Eleição de Rio "embaraça" PCP e BE
    0:34

    Opinião

    Luís Marques Mendes considera que a eleição de Rui Rio veio criar embaraço ao PCP e Bloco de Esquerda. O comentador da SIC considera que a promessa de que venha a haver pactos de regime entre PS e PSD é motivo de preocupação para os parceiros do Governo.

  • Quem são os arguidos da operação Fizz
    2:29

    País

    É já considerado o julgamento do ano da justiça portuguesa e o caso que está a abalar as relações entre Portugal e Angola. O processo da operação Fizz tem quatro arguidos, mas um deles, já é certo, não irá sentar-se esta segunda-feira no banco dos réus.

  • Que shutdown é este que paralisou os EUA?
    2:27
  • Casal que mantinha filhos acorrentados queria participar num reality show
    3:15
  • Quase 100 atletas testemunharam contra médico Larry Nassar
    1:38

    Desporto

    Quase 100 atletas e antigas ginastas da seleção dos Estados Unidos da América confrontaram esta semana, em tribunal, o médico Larry Nassar, acusado de assédio sexual. Em dezembro, o clínico foi condenado a 60 anos de prisão por um tribunal do Michigan, por posse de pornografia infantil.