sicnot

Perfil

País

Cavaco Silva com François Hollande no final de visita a Paris

O Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, encontra-se hoje pela primeira vez com o seu homólogo francês, François Hollande, no último de dois dias de uma deslocação a Paris, onde terá ainda um encontro com investidores franceses.      

(Lusa/ Arquivo)

(Lusa/ Arquivo)

MIGUEL A. LOPES/ LUSA

Cavaco Silva inicia o dia com um pequeno-almoço de trabalho com 23 empresários e investidores de várias áreas, entre as quais os presidentes do fundo de investimento Adrian, Dominique Senequier, e da Altice - Telecomunicações (Numericable - SFR), Eric Denoyer, cujo grupo vai comprar a PT Portugal. 

No mesmo encontro estarão ainda presentes, na área da banca, o presidente do BNP Paribas, Jean Lemierre, no setor automóvel, o presidente da comissão executiva (CEO) da PSA Peugeot Citroen, Carlos Tavares, e Xavier Huillard, CEO da Vinci (construção e gestão de aeroportos).

O Presidente da República estará ainda reunido com dirigentes de empresas das áreas do tratamento de resíduos, aeronáutica, energia e transportes, hotelaria e energias renováveis.

Após este encontro, o chefe de Estado visitará a delegação da Fundação Calouste Gulbenkian, em Paris.

A visita de dois dias de Cavaco Silva à capital francesa termina com o encontro com François Hollande, no qual discutirão assuntos da agenda bilateral e internacional. 

O Governo português estará representado pelos secretários de Estado das Comunidades Portuguesas, José Cesário, e pelo secretário de Estado das Finanças, Manuel Rodrigues.


Lusa
  • Pagar IMI a prestações e um Documento Único Automóvel mais pequeno

    País

    O programa Simplex + 2017 é apresentado hoje à tarde e recebeu mais de 250 propostas de cidadãos ao longo dos últimos meses. As novas medidas preveem o pagamento em prestações do Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) e a criação de um simulador de custos da Justiça, que devem estar em vigor no próximo ano.

  • Depois do Fogo
    23:30
  • "A culpa morre sozinha?"
    0:41

    Opinião

    Luís Marques Mendes não acredita que o Ministério Público não formule uma acusação de homicídio por negligência e que não haja demissões na sequência do incêndio de Pedrógão Grande. O comentador da SIC debateu o tema este domingo no Jornal da Noite da SIC.

    Luís Marques Mendes

  • Cinco anos depois do incêndio na Serra do Caldeirão
    5:24
  • Trump quebra tradição da Casa Branca com 20 anos

    Mundo

    Donald Trump decidiu não fazer um jantar de celebração pelo fim do Ramadão, o mês em que os muçulmanos cumprem jejum entre o nascer e o pôr do sol. O Presidente dos Estados Unidos quebrou a tradição da Casa Branca, pela primeira vez em 20 anos.

  • Novo avião da TAP com pintura retro
    0:36
  • Destaques económicos que marcaram a semana
    2:03

    Economia

    A semana ficou marcada pela tragédia provocada pelos incêndios no centro do país. No entanto importa olhar para o que se passou noutras áreas e fazer um resumo das notícias relacionadas com a economia.