sicnot

Perfil

País

Chuva e trovoada marcam hoje início da primavera e dia de eclipse

A chuva e a trovoada vão marcar hoje o início do Equinócio da primavera, prevendo-se nebulosidade e vento forte nas terras altas, disse o meteorologista Ricardo Tavares, do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

(Reuters/ Arquivo)

(Reuters/ Arquivo)

© Akintunde Akinleye / Reuters

"Para hoje [dia em que começa a primavera] e para o fim de semana estamos a prever períodos de céu muito nublado e aguaceiros com condições favoráveis à ocorrência de trovoadas, em especial nas regiões centro e sul e vento fraco a moderado, sendo forte nas terras altas", adiantou à agência Lusa Ricardo Tavares.

 

O meteorologista do IPMA disse também que está prevista queda de neve nos pontos mais altos da Serra da Estrela até ao início da manhã e para o final do dia e subida da temperatura.

 

De acordo com Ricardo Tavares, as temperaturas para hoje e no fim de semana vão oscilar entre subidas e descidas, mas "nada de significativo".

 

"As temperaturas vão ter alguma oscilação. Hoje prevê-se uma subida da máxima e descida da mínima, mas amanhã [sábado] já temos uma descida da máxima. No domingo não haverá grandes alterações", disse, salientando que as temperaturas máximas vão rondar os 20 graus Celsius na região norte.

 

De acordo com o Observatório Astronómico de Lisboa, o Equinócio da primavera começa hoje às 22:45.

 

"Este instante [22:45] marca o início da primavera no Hemisfério Norte. Esta estação prolonga-se por 92,75 dias até ao próximo Solstício que ocorre no dia 21 de junho às 17:38", indica ainda o Observatório Astronómico de Lisboa.

 

O dia de hoje é também marcado por um eclipse parcial do Sol, com a Lua a tapá-lo durante duas horas, um fenómeno que será total na região do Ártico e no extremo norte do Atlântico e que em Portugal tem início pelas 08:00 (hora de Lisboa) e termina pelas 10:00, com o pico a ocorrer pelas 09:00.

 

O arquipélago dos Açores é a região do país onde o Sol vai estar mais tapado pela Lua, ao contrário da Madeira, onde a dimensão do eclipse é menor, num fenómeno que se repete a cada período de aproximadamente 18 anos e 11 dias e que não deve ser observado diretamente sem filtros solares oculares devido ao risco de lesões irreversíveis nos olhos, como a cegueira. 

 

 Lusa

  • Como fotografar o eclipse solar com smartphone

    Eclipse solar

    As câmaras fotográficas associadas à maioria dos smartphones permitem captar imagens com muita qualidade. O iPhone 6, Samsung Galaxy S5, Sony Xperia Z3 e HTC One M8 são exemplos de aparelhos que possibilitam a obtenção de excelentes fotos, mas os eclipses solares são particularmente difíceis de fotografar. Aqui ficam algumas dicas de como aproveitar ao máximo esta sexta-feira a câmara do smartphone, desde que as nuvens não impeçam a observação do fenómeno.

  • As suas fotos e vídeos do eclipse

    Eclipse solar

    Esta sexta-feira de manhã vai ser visível no país um eclipse parcial do sol. A SIC convida-o a partilhar as suas fotos e vídeos do momento, através do email eureporter@sic.pt - mas ATENÇÃO: não se esqueça dos cuidados a ter na observação do fenómeno. E deixamos também algumas dicas de como fotografar o eclipse, sobretudo num telemóvel. Saiba mais abaixo, nos relacionados.

  • Cuidados a ter na observação do eclipse solar

    Eclipse solar

    O eclipse solar que vai ocorrer esta sexta-feira exige para a sua observação uma série de cuidados. Estes procedimentos de segurança são fundamentais para evitar qualquer dano ao nível da visão. A observação direta pode causar cegueira instantânea ou gradual, alerta o Observatório Astronómico de Lisboa (OAL).

  • Observar o eclipse solar sem proteção pode causar cegueira

    Eclipse solar

    O eclipse solar não traz riscos para a saúde, mas desperta curiosidade e a observação do Sol, sem a proteção adequada, pode trazer danos irreversíveis para a visão. Olhar para o Sol directamente e sem proteção é sempre perigoso, queima as células da retina e provoca lesões oftalmológicas graves. A observação do eclipse solar sem os devidos cuidados pode, no limite, provocar cegueira.

  • Presidente do Sporting vai processar um dos sócios do clube
    0:42

    Desporto

    Bruno de Carvalho anunciou esta sexta-feira que vai processar o sócio José Pedro Rodrigues. O presidente do Sporting acusa o sócio de ter posto a circular um documento falso que revelava que Bruno de Carvalho estaria a ser investigado por causa das transferências de Bruno César e Alan Ruiz. O caso fez Bruno de Carvalho tomar uma decisão sobre o futuro.

  • Bruno de Carvalho contra almoço de Dias da Cunha e Menezes Rodrigues com Luís Filipe Vieira
    1:17

    Desporto

    Bruno de Carvalho insurgiu-se, esta sexta-feira, contra Dias da Cunha e Menezes Rodrigues por terem estado, em Setúbal, num almoço com Luís Filipe Vieira. Durante o discurso na Assembleia-geral do clube, o presidente dos leões considerou lamentável a atitude dos dois sportinguistas numa altura em que o Benfica é acusado pelos rivais de poder estar envolvido num alegado esquema de corrupção e tráfico de influências.

  • PJ investiga forma como o FC Porto obteve os e-mails
    1:58

    Desporto

    Enquanto o campeonato português de futebol está de férias do relvado, nos bastidores continua uma guerra aberta por causa dos e-mails. O FC Porto entregou à Polícia Judiciária toda a documentação disponível do chamado caso dos e-mails, que envolve o Benfica num alegado esquema de corrupção. O pedido foi feito pela Unidade Nacional de Combate à Corrupção da PJ. A forma como o FC Porto obteve os e-mails também está a ser investigada pela Polícia Judiciária.

  • Atirador canadiano mata combatente do Daesh a 3,5km de distância

    Mundo

    Um atirador das Forças Especiais do Canadá matou um combatente do Daesh com um tiro disparado a 3,5 quilómetros de distância, no passado mês de maio, no Iraque. O Comando de Operações Especiais canadiano garantiu à BBC que a distância do disparo, realizado com sucesso, é já considerada um recorde na história militar.

  • Revelada a verdadeira identidade de Banksy?

    Cultura

    O músico e produtor Goldie pode ter revelado a identidade do artista mais conhecido por Banksy, durante uma entrevista ao podcast do rapper Scroobius Pip. Goldie referiu Robert Del Naja de forma acidental e os fãs acreditam que a identidade do artista britânico foi finalmente desvendada.

  • "Mãe, por favor, para de dizer asneiras. Não quero que leves um tiro"
    0:51

    Mundo

    O Departamento de Investigação da Polícia do Minnesota divulgou esta sexta-feira um vídeo com imagens de um incidente que levou à morte de um afro-americano pela polícia, nos Estados Unidos da América. Em julho de 2016 um polícia atingiu mortalmente Philando Castile, de 32 anos, durante uma operação de controlo rodoviário. O homem procurava os documentos de identificação quando o polícia disparou quatro tiros. Nas imagens é possível ver o desespero da filha da companheira de Philiando Castile, minutos depois de ter visto o padrasto a morrer. O agente responsável pela morte de Castile foi absolvido pelo Tribunal na semana passada.

  • Depois da "provocação", o acidente em cadeia
    0:43

    Mundo

    Um vídeo de um acidente numa autoestrada em Santa Clarita, na Califórnia (EUA), está a tornar-se viral nas redes sociais. Nas imagens é possível ver um motociclista a dar um pontapé num carro que seguia à sua frente. Como forma de "retribuição", o carro vira na direção da mota mas bate no separador e depois numa carrinha que acabou por capotar. Segundo a imprensa norte-americana o condutor da carrinha foi levado para o hospital com ferimentos ligeiros. Já a pessoa que conduzia a mota seguiu o seu caminho. 

  • Johnny Depp pede desculpa por piada a sugerir assassínio de Trump

    Mundo

    Johnny Depp pediu esta sexta-feira desculpa por ter feito uma piada sobre assassinar Donald Trump, durante a sua atuação no Festival de Glastonbury, em Inglaterra. "Quando foi a última vez que um ator assassinou um Presidente?", foi assim que o ator e músico falou para a multidão que o estava a ver. Contudo, as declarações não foram bem recebidas pela Casa Branca, que emitiu um comunicado a condenar as palavras.