sicnot

Perfil

País

Direção nacional da PSP e sindicatos reunidos de urgência

A Direção Nacional da Polícia de Segurança Pública chamou hoje de urgência os presidentes dos sindicatos de polícia para uma reunião, disse à agência Lusa uma fonte da PSP.

(Lusa/ Arquivo)

(Lusa/ Arquivo)

LUSA

"A direção nacional e os presidentes dos sindicatos de polícia estão reunidos hoje de manhã a pedido da direção nacional", disse à Lusa o porta-voz da Direção Nacional, Paulo Ornela Flores, escusando-se a divulgar qual o motivo da reunião.

 

No entanto, a rádio TSF avançou que a direção nacional da PSP convocou hoje os sindicatos, com urgência, para  discutir o estatuto profissional, envolto em polémica.

 

Esta reunião de urgência convocada pela Direção Nacional da PSP ocorre no dia em que a ministra da Administração Interna, Anabela Rodrigues, inicia com os sindicatos da PSP negociações sobre o futuro estatuto profissional, cujas alterações propostas pelo Governo estão a gerar descontentamento entre os polícias.

 

A Associação Sindical dos Profissionais da Polícia (ASPP-PSP) é o primeiro sindicato a ser recebido por Anabela Rodrigues, que no início do mês apresentou às estruturas sindicais a proposta de alteração ao estatuto profissional da PSP.

 

Todos os sindicatos da PSP se manifestaram contra a proposta, alegando que, após a divulgação do documento, se gerou um clima de "instabilidade, insatisfação e revolta" entre os polícias.

 

Nesse sentido, os sindicatos também vão reunir-se hoje de manhã, na sede da ASPP, em Lisboa, para concertar posições reivindicativas e preparar eventuais formas de luta caso o Ministério da Administração Interna (MAI) avance com a atual proposta de estatuto.

 

O presidente da ASPP, Paulo Rodrigues, disse quinta-feira à agência Lusa que hoje a ASPP vai pedir à ministra Anabela Rodrigues que esclareça qual a disponibilidade do MAI em alterar a proposta apresentada.

 

Paulo Rodrigues considerou que o documento tem que ser "revisto na globalidade", tendo em conta que ficou "aquém das expetativas" e "é o inverso do que estava previsto" pelo anterior ministro, Miguel Macedo.

 

O aumento da carga horária, a redução dos dias de férias e a criação de um novo regime de avaliação são alguns dos pontos contestados pelos polícias, que exigem que o estatuto consagre a profissão como de risco e de desgaste rápido.

 

A proposta do MAI prevê também a criação dos postos de agente-coordenador e chefe-coordenador e a dispensa do trabalho noturno dos polícias com mais de 58 anos, mantendo o pedido de passagem à pré-aposentação aos 55 anos de idade ou 36 anos de serviço.


Lusa

  • IPSS no Seixal alvo de processo e auditoria financeira
    1:47

    País

    A Segurança Social está fazer mais uma inspeção total a uma IPSS, agora na Associação Unitária de Reformados, Pensionistas e Idosos do Seixal. A fiscalização já recolheu documentação e está agora a passar a pente fino as contas, os serviços e todos os procedimentos da Instituição.

    Investigação SIC - Hoje no Jornal da Noite

    SIC

  • Rui Santos revela novos e-mails que envolvem o Benfica
    1:52
    Tempo Extra

    Tempo Extra

    3ª FEIRA 23:00

    No programa da SIC Notícias Tempo Extra, Rui Santos revelou esta terça-feira que o blogue de Hugo Gil, associado ao Benfica, partilhou informação privilegiada da APAF (Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol) com várias figuras do clube da Luz.

  • Fredy Montero é reforço do Sporting

    Desporto

    Fredy Montero está de regresso ao Sporting, anunciou o clube. O avançado colombiano, de 30 anos, já tinha vestido a camisola dos leões entre 2013 e 2015.

    Última Hora

  • Trump mentalmente apto para ser Presidente dos EUA

    Mundo

    O Presidente dos Estados Unidos foi na semana passada sujeito aos exames médicos anuais obrigatórios. O médico oficial da Casa Branca informou esta terça-feira que Donald Trump está de "excelente" saúde, não apenas física, como já tinha sido divulgado, mas também mental. As dúvidas sobre as capacidades cognitivas de Trump ganharam força após as revelações feitas no livro "Fire and Fury: Inside the Trump White House".

    SIC

  • "É preciso namorar bem para que o namoro dê certo"
    2:31
  • Governo vai proibir refeições nos monumentos com estatuto de panteão
    0:53

    País

    O Governo vai acabar com as refeições no Panteão Nacional e em edifícios com estatuto semelhante, como os mosteiros dos Jerónimos e da Batalha. A decisão foi anunciada esta terça-feira pelo ministro da Cultura, no Parlamento. Luís Filipe Castro Mendes esclareceu que a decisão surge no âmbito da revisão do regulamento sobre os monumentos.