sicnot

Perfil

País

Direção nacional da PSP e sindicatos reunidos de urgência

A Direção Nacional da Polícia de Segurança Pública chamou hoje de urgência os presidentes dos sindicatos de polícia para uma reunião, disse à agência Lusa uma fonte da PSP.

(Lusa/ Arquivo)

(Lusa/ Arquivo)

LUSA

"A direção nacional e os presidentes dos sindicatos de polícia estão reunidos hoje de manhã a pedido da direção nacional", disse à Lusa o porta-voz da Direção Nacional, Paulo Ornela Flores, escusando-se a divulgar qual o motivo da reunião.

 

No entanto, a rádio TSF avançou que a direção nacional da PSP convocou hoje os sindicatos, com urgência, para  discutir o estatuto profissional, envolto em polémica.

 

Esta reunião de urgência convocada pela Direção Nacional da PSP ocorre no dia em que a ministra da Administração Interna, Anabela Rodrigues, inicia com os sindicatos da PSP negociações sobre o futuro estatuto profissional, cujas alterações propostas pelo Governo estão a gerar descontentamento entre os polícias.

 

A Associação Sindical dos Profissionais da Polícia (ASPP-PSP) é o primeiro sindicato a ser recebido por Anabela Rodrigues, que no início do mês apresentou às estruturas sindicais a proposta de alteração ao estatuto profissional da PSP.

 

Todos os sindicatos da PSP se manifestaram contra a proposta, alegando que, após a divulgação do documento, se gerou um clima de "instabilidade, insatisfação e revolta" entre os polícias.

 

Nesse sentido, os sindicatos também vão reunir-se hoje de manhã, na sede da ASPP, em Lisboa, para concertar posições reivindicativas e preparar eventuais formas de luta caso o Ministério da Administração Interna (MAI) avance com a atual proposta de estatuto.

 

O presidente da ASPP, Paulo Rodrigues, disse quinta-feira à agência Lusa que hoje a ASPP vai pedir à ministra Anabela Rodrigues que esclareça qual a disponibilidade do MAI em alterar a proposta apresentada.

 

Paulo Rodrigues considerou que o documento tem que ser "revisto na globalidade", tendo em conta que ficou "aquém das expetativas" e "é o inverso do que estava previsto" pelo anterior ministro, Miguel Macedo.

 

O aumento da carga horária, a redução dos dias de férias e a criação de um novo regime de avaliação são alguns dos pontos contestados pelos polícias, que exigem que o estatuto consagre a profissão como de risco e de desgaste rápido.

 

A proposta do MAI prevê também a criação dos postos de agente-coordenador e chefe-coordenador e a dispensa do trabalho noturno dos polícias com mais de 58 anos, mantendo o pedido de passagem à pré-aposentação aos 55 anos de idade ou 36 anos de serviço.


Lusa

  • Descobertos fósseis que podem provar existência de vida em Marte

    Mundo

    Fósseis com 3,77 mil milhões de anos, dos mais antigos já descobertos, foram identificados por cientistas de vários países na província do Quebec, no leste do Canadá. As descobertas coincidem no tempo com a altura em que Marte e a Terra tinham água líquida à superfície, o que levanta questões sobre a hipótese de vida extraterrestre.

  • As polémicas declarações de João Braga sobre os Óscares

    País

    A Associação SOS Racismo reagiu esta quarta-feira às palavras do fadista João Braga na sua página no Facebook, sobre a cerimónia de entrega dos Óscares, e disse esperar que a Comissão para a Igualdade e Contra a Discriminação Racial atue de forma exemplar face.

  • "Apelamos ao debate e somos criticados? Então m...."
    0:52
  • Oprah admite candidatar-se à Presidência dos EUA

    Mundo

    A apresentadora norte-americana Oprah Winfrey admitiu, numa entrevista, que a vitória de Donald Trump nas eleições presidenciais de novembro a fez considerar a possibilidade de entrar na corrida à Casa Branca.

  • Temperaturas recorde no "último lugar da Terra"

    Mundo

    A Organização Meteorológica Mundial (OMM) anunciou esta quarta-feira que se registaram nos últimos 37 anos temperaturas altas recorde na Antártida, num local que foi descrito como "o último lugar da Terra".