sicnot

Perfil

País

Marcelo diz que lista VIP não é motivo para demissão de Passos

Marcelo diz que lista VIP não é motivo para demissão de Passos

Marcelo Rebelo de Sousa considera que não faz sentido nenhum pedir a demissão do primeiro-ministro na sequência da existência de uma lista VIP de contribuintes. Palavras do antigo líder do PSD ontem num jantar em Viseu.

  • "Já tive ocasião de responder", diz Passos sobre lista VIP
    0:29

    País

    O primeiro-ministro não acrescenta nem mais uma palavra ao que já disse sobre o caso do "Pacote VIP" de contribuintes. Passos Coelho, que participou hoje em Bruxelas num Conselho Europeu, relembrou apenas o que disse anteontem, quando saíu em defesa do secretário de Estado Paulo Núncio e responsabilizou o diretor-geral de Impostos pelo que aconteceu.

  • José Maria Pires nega ter autorizado qualquer lista VIP de contribuintes
    0:38

    Economia

    O ex-subdiretor-geral da Autoridade Tributária nega ter autorizado ou participado na elaboração de uma lista VIP de contribuintes. No Parlamento, onde é ouvido esta sexta-feira, na sequência da polémica que o levou a demitir-se, José Maria Pires garantiu ainda que nunca recebeu de qualquer membro nem de ninguém de qualquer lista.

  • Ferreira Leite diz que Paulo Núncio não tem condições para continuar no cargo
    1:17

    Economia

    Manuela Ferreira Leite diz que o primeiro-ministro não pode ser responsabilizado pelo caso da "Lista VIP", mas garante que o secretário de Estado Paulo Núncio não tem condições para continuar no cargo. A ex-ministra das Finanças considera que o governante foi de tal forma desrespeitado que perdeu autoridade para dar ordens ou instruções à Autoridade Tributária.

  • Brigas Afonso garante que nunca autorizou constituição de lista VIP
    1:27

    Economia

    O Ex-Diretor-geral da Autoridade Tributária admite que houve testes para um mecanismo de proteção de dados nas Finanças. Ouvido, esta tarde, no Parlamento, na sequência da polémica que o levou a demitir-se, Brigas Afonso garantiu que nunca autorizou a constituição de qualquer lista de contribuintes ou alertas especiais de acesso indevido.

  •  "Se dizem que aprovei, onde está a prova?"
    3:43

    Economia

    O Partido Socialista quer o Ministério Público a investigar a alegada lista de contribuintes VIP da Autoridade Tributária. O anúncio encerrou a audição desta noite ao secretário de Estado dos Assuntos Fiscais no Parlamento. Uma audição que estava marcada para as 16h30, mas que acabou por começar perto 20h00. Paulo Núncio afirmou ser "visceralmente" contra a existência de uma lista de contribuintes específicos e garantiu que não há provas que o envolvam neste caso simplesmente porque não aprovou, não deu instruções e nem sequer tinha conhecimento desta questão.

  • Obama diz que Guterres "tem uma reputação extraordinária"
    1:38

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar com Barack Obama e também com Donald Trump, na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido por Obama, na Casa Branca, onde recebeu vários elogios do presidente norte-americano.

  • Mãe do guarda-redes da Chapecoense comove o Brasil
    1:37
  • Dezenas de mortos em bombardeamentos do Daesh em Mossul

    Daesh

    Dezenas de civis, entre os quais várias crianças, morreram e outros ficaram feridos em ataques de morteiro efetuados pelo grupo extremista Daesh em Mossul, disse à agência Efe o vice-comandante das forças antiterroristas iraquianas.

  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.

  • Tribunal chinês iliba jovem executado há 21 anos

    Mundo

    Nie Shubin foi fuzilado em 1995, na altura com 20 anos, depois de ter sido condenado por violação e assassinato de uma mulher, na cidade de Shijiazhuang. Agora, a justiça chinesa vem dizer que, afinal, o jovem era inocente, uma vez que não foram encontradas provas suficientes para o condenar.