sicnot

Perfil

País

Jerónimo de Sousa chama "todos à rua" na marcha nacional a 6 de junho

O secretário-geral comunista apelou esta segunda feira à adesão popular à Coligação Democrática Unitária (CDU), que inclui "Verdes" e Intervenção Democrática, na formalização da candidatura conjunta às eleições legislativas, destacando a marcha nacional de 6 de junho.

Tiago Petinga

"Aos muitos que hoje, partilhando as nossas propostas, reconhecendo a nossa seriedade e coerência, se interrogam - perante o desastre que a política de direita cria para desanimar vontades, sobre o que podem fazer -, aqui lhes dizemos: juntem-se a nós, juntem-se à CDU, sejam parte ativa desta corrente de exigência de mudança, de alternativa, de futuro", afirmou Jerónimo de Sousa, em conferência de imprensa, no centro de trabalho Vitória (PCP), em Lisboa.

O líder comunista dirigiu-se "a todos os trabalhadores, jovens, mulheres e reformados, aos democratas e patriotas empenhados na rutura com a política de direita e o rumo de declínio" para participarem "na marcha nacional do próximo 6 de junho, na Avenida da Liberdade, do Marquês de Pombal à Baixa, pela libertação e dignidade nacionais, por uma política patriótica e de esquerda", curiosamente a data apontada pelo secretário-geral socialista, António Costa, para apresentar o programa eleitoral.

"A marcha nacional , a força do povo, todos à rua por um Portugal com futuro, promovida pela CDU, será uma grande jornada de luta, de afirmação da força e da vontade do povo português num país desenvolvido, uma poderosa afirmação de que reside no povo a decisão soberana sobre o futuro que quer ver construído para as gerações presente e vindoura, uma afirmação de que está nas mãos dos trabalhadores e do povo decidir os seus destinos", previu Jerónimo de Sousa.

A dirigente ecologista Heloísa Apolónia antecipou que "aqueles que são hoje maioria parlamentar e Governo vão usar muitas mistificações, deturpar muito do que fizeram e enganar muito pelos resultados atingidos" e "usarão a ilusão e também algumas medidas eleitoralistas".

"PSD e CDS chegaram ao Governo com base na mentira e usaram a austeridade em benefício da sua ideologia. Podemos nós admitir que o martírio do povo é sucesso do país? Que os cofres do país estejam cheios da pobreza instituída ao povo português?", questionou, referindo-se a declarações recentes da ministra das Finanças e classificando a política do atual executivo como "maquiavélica e bafienta".

O líder da Associação Intervenção Democrática, Corregedor da Fonseca, defendeu que "não se pode ficar indiferente e aceitar como factos consumados ou uma fatalidade" as políticas protagonizadas por Passos Coelho e Paulo Portas e sua "conceção neoliberal".

Com Lusa

  • Presidente do Tondela diz que clube foi humilhado
    1:26

    Desporto

    O presidente do Tondela participou esta segunda-feira na conferência de imprensa após o jogo da 23.ª jornada da I Liga com o Sporting. Gilberto Coimbra criticou o árbitro do encontro João Capela, e diz que o tempo de compensação dado a mais foi por uma falta que não foi assinalada sobre um jogador do Tondela, Bruno Monteiro.

  • Último golo do Sporting ao Tondela "é legal e limpinho" 
    0:41

    Desporto

    Jorge Jesus entende que a vitória desta segunda-feira do Sporting frente ao Tondela não merece contestação e destaca o facto de o árbitro ter avisado os jogadores que iria prolongar o tempo extra. Para o treinador dos leões, o golo no minuto 99' é legal. 

  • Deputados pedem medidas urgentes para travar exploração de urânio junto à fronteira
    3:06

    País

    Um projeto de exploração de urânio no município de Retortilho em Salamanca, a cerca de 40 quilómetros da fronteira portuguesa, está a causar preocupação nos dois países. Portugueses e espanhóis temem o risco de contaminação por via aérea e fluvial. Deputados portugueses visitaram o local, onde pediram medidas firmas e urgentes ao Governo para travar o projeto. As autoridades de Espanha não acionaram o mecanismo de avaliação ambiental partilhada.

  • Mulher enterrada viva no Brasil
    1:13

    Mundo

    Uma mulher de 37 anos terá sido enterrada viva no oeste da Bahia, no Brasil. A certidão de óbito aponta um choque séptico como a causa da morte, mas os ferimentos com que foi encontrada no interior do caixão indicam um possível erro. Os moradores de casas vizinhas do cemitério municipal onde Rosângela dos Santos foi enterrada ouviram gritos vindos do túmulo.

  • "Os Estados Unidos são uma sociedade de pistoleiros"
    3:47
  • Trump desafia Oprah a candidatar-se para ser derrotada

    Mundo

    Apesar de Oprah Winfrey ter excluído uma eventual candidatura às eleições presidenciais dos Estados Unidos da América, Donald Trump ainda não se esqueceu dos rumores e desafiou a apresentadora a candidatar-se em 2020. Através do Twitter, o Presidente norte-americano disse ainda que assim poderia ser "exposta e derrotada como todos os outros".

    SIC