sicnot

Perfil

País

Trabalhadores da STCP e sindicatos falam em "falta de segurança no terreno"

A Comissão dos Trabalhadores da Sociedade de Transportes Coletivos do Porto (STCP) e representantes sindicais acusaram hoje o Governo e a direção desta empresa de ignorarem a "falta de segurança com que vivem os funcionários no dia-a-dia".

LUSA/ ARQUIVO

"Os utentes veem-se privados de transporte público e os trabalhadores são confrontados diariamente com agressões verbais e físicas. Os trabalhadores no terreno são os primeiros a ser confrontados com a insatisfação dos utentes", descreveu o coordenador da Comissão dos Trabalhadores da STCP, Pedro Silva.

O representante falava à Lusa após uma reunião pedida por esta comissão e por representantes de cinco sindicatos do setor com a direção da STCP, que durou várias horas, tendo sido descrita à saída como "inconclusiva".

"O que o conselho de administração nos disse não nos acalma. [A direção] não apresentou proposta nenhuma concreta para o problema que nos trouxe aqui: a falta de efetivos que causa falta de segurança", disse Pedro Silva que descreveu "casos" que terão ocorrido hoje, os quais despoletaram este "pedido urgente de reunião".

Segundo Pedro Silva, a população, em forma de protesto, terá bloqueado autocarros na linha de Contumil (carreira 402), obrigando a intervenção policial, por "só estarem dois veículos na rua, quando deveriam estar cinco".

O representante dos trabalhadores falou ainda de uma "tentativa de agressão" a funcionários da STCP nas instalações da empresa por parte de "um utente mais desagradado pela falta de efetivos e carros a circular".

Questionado sobre as respostas que obteve por parte da direção, Pedro Silva sintetizou: "A administração diz sempre que a tutela não autoriza nada".

"O que temos vindo a verificar é que esta administração está a cumprir um ato de gestão. Não há estratégia nenhuma para a empresa. Vivem o dia-a-dia da empresa à espera de uma concessão que ninguém sabe quando vai acontecer, nem se vai acontecer", acrescentou.

Pedro Silva avançou ainda que os representantes dos trabalhadores têm pedido quer ao secretário de Estado dos Transportes quer ao ministro da Economia que se reúna com os funcionários da STCP mas, afirmou o dirigente, "há falta vontade política para resolver estes problemas".

"Ficamos sem alternativas que não seja o recurso a outras vias que temos tentado evitar", disse, não descartando a possibilidade de recorrer à greve, hipótese que vai ser discutida "entre outras" numa reunião entre as estruturas sindicais e de trabalhadores na próxima quinta-feira.

Além de membros da Comissão dos Trabalhadores da STCP, participaram na reunião o Sindicato Nacional dos Motoristas (SNM), a Associação Sindical de Motoristas de Transportes Coletivos do Porto (SMTP), o Sindicato dos Trabalhadores dos Transportes Rodoviários do Norte (STRUN), o Sindicato dos Trabalhadores dos Transportes (SITRA) e o Sindicato dos Trabalhadores dos Transportes da Área Metropolitana do Porto (STTAMP).

A agência Lusa tentou obter um comentário por parte da direção da STCP mas até ao momento não foi possível.


LUSA
  • Carro que atropelou adepto encontrado na casa de um amigo do suspeito
    2:18

    Desporto

    O carro que terá atropelado o adepto italiano que morreu junto ao Estádio da Luz foi encontrado esta terça-feira, numa garagem na Amadora, na casa de um amigo do suspeito. Trata-se de um homem na casa dos 30 anos que pertence à claque No Name boys e é agora procurado pela Polícia Judiciária.

  • Os filhos do divórcio
    20:50
  • Será que lavar em lavandarias self-service compensa?
    8:21
  • A SIC foi dar uma volta de bicicleta

    País

    Há 90 anos, cerca de 40 ciclistas partiam do Marquês de Pombal, em Lisboa, para a primeira etapa da 1.ª Volta a Portugal de Bicicleta. Hoje, um grupo de investigadores repete o percurso, até Setúbal, dando início a uma viagem que pretende incentivar o uso da bicicleta como meio de transporte no dia-a-dia. Um jornalista da SIC segue no pelotão e pode acompanhar a viagem em direto no Facebook da SIC Notícias.

    SIC

  • Avião divergiu para as Lajes devido a discussão a bordo

    País

    Um avião da companhia aérea British Airways divergiu hoje para o aeroporto das Lajes, na ilha Terceira, nos Açores, devido a uma discussão a bordo entre um casal de passageiros e a tripulação, informou hoje a Força Aérea Portuguesa.

  • Web Summit inaugura primeiro escritório fora da Irlanda em Lisboa
    1:58

    Web Summit

    A Web Summit inaugurou em Lisboa o primeiro escritório fora da Irlanda, que vai dar emprego a 20 pessoas, algumas portuguesas. O próximo objectivo é alargar eventos a outros pontos do país. A conferência internacional regressa a Lisboa entre 6 e 9 de novembro e, a organização espera ter 60 mil participantes.

  • Ivanka Trump vaiada por defender o pai durante debate sobre igualdade de género
    1:51

    Mundo

    Com o propósito de criar pontes com Donald Trump, a chanceler alemã Angela Merkel convidou a filha mais velha do Presidente norte-americano para participar numa cimeira. No entanto as coisas não correram muito bem e Ivanka Trump foi vaiada pela audiência por ter defendido o pai quando o assunto era a igualdade de género. 

  • Irmã da mulher mais pesada do mundo acusa hospital de mentir

    Mundo

    A irmã da mulher egípcia que se acreditava ser a mais pesada do mundo acusou os médicos de mentirem acerca da sua perda de peso. No entanto, o hospital que realizou a cirurgia bariátrica já respondeu às acusações, defendendo que a mulher pesa agora 172 quilos.