sicnot

Perfil

País

Absolvida agente da PSP acusada de tortura

O tribunal absolveu hoje, em Lisboa, uma agente da PSP que estava acusada de ofensa à integridade física, abuso de poder e de tortura sobre duas mulheres, em 2011, por considerar que as acusações não ficaram provadas.

(SIC/ Arquivo)

Segundo o despachado de acusação do Ministério Público, a agente policial, de 33 anos, teria perpetrado os crimes a caminho e no interior da esquadra do Largo do Calvário, em Lisboa, sobre duas mulheres que se encontravam na Rua das Trinas, acompanhadas por dois homens.

 

Durante o trajeto teria "desferido uma bofetada" numa das mulheres e, já na esquadra, agredido as duas queixosas com um esticador "nas pernas, nas costas e nos braços".

 

Contudo, hoje, na leitura do acórdão, o coletivo de juízes decidiu absolver a agente por considerar que não ficou provado nenhum dos crimes de que era acusada.

 

O acórdão também teceu críticas à atitude das queixosas, uma vez que "nunca demonstraram qualquer vontade em esclarecer a verdade", negando-se sempre a comparecer em tribunal.

 

No final da sessão, em declarações aos jornalistas, o advogado da agente da PSP, Hélder Cristóvão, manifestou-se satisfeito com a absolvição da sua cliente e elogiou o comportamento do coletivo de juízes.

 

"Mais do que satisfeito com a absolvição, que já se esperava, estou satisfeito com a forma como o tribunal conduziu todos os trabalhos", afirmou.

 

A agente policial está atualmente adstrita ao Comando da PSP do Porto, encontrando-se a frequentar o curso de formação de chefes na Escola Prática de Polícia, em Torres Novas.


Lusa

  • Agente da PSP acusada de tortura
    0:56

    País

    Uma agente da PSP foi acusada de tortura e ofensa à integridade fisica de duas mulheres. Os crimes terão sido cometidos em 2011 no interior de uma esquadra em Lisboa.

  • Queixas sobre comércio online dispararam em 2017

    Economia

    A Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor (Deco) recebeu 1.642 reclamações sobre compras feita pela internet em 2017, numa média de quatro queixas por dia, número que sobe para 8.538 no caso da rede social Portal da Queixa.

  • Tragédia em Vila Nova da Rainha aconteceu há uma semana
    7:18
  • Mais de 60% dos jovens não usam preservativo
    1:42
  • Doze meses de polémicas, ameaças e promessas
    3:52