sicnot

Perfil

País

Jerónimo diz que PCP "irá intervir" para que próximo PR cumpra a Constituição

O secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, afirmou hoje, em Lisboa, que o seu partido "irá intervir" para que o próximo Presidente da República seja alguém que "cumpra o juramento de cumprir e fazer cumprir a Constituição".

In\303\241cio Rosa

"Posso garantir que o PCP irá intervir de modo a que, para a Presidência da República, seja eleito alguém que, no essencial, cumpra aquele célebre juramento de cumprir e fazer cumprir a Constituição", disse o líder do PCP, em declarações aos jornalistas, no final de uma homenagem ao antigo dirigente comunista António Dias Lourenço, na Casa do Alentejo, em Lisboa.

Num dia marcado pela apresentação da primeira candidatura a Belém, a do socialista Henrique Neto, Jerónimo de Sousa realçou que, "agora, a batalha" para o partido são as próximas eleições legislativas.

"É uma discussão que, neste momento, não é a prioridade do Partido Comunista Português. Toda a força para as legislativas, a seu tempo as presidenciais", sublinhou o líder comunista, acrescentando que "as presidenciais são daqui a um ano e as legislativas são daqui já a menos de seis meses."

Sobre se o PCP irá apoiar um candidato presidencial que seja uma figura do partido, o secretário-geral comunista não quis avançar uma resposta, justificando que "é uma discussão que neste momento não é prioridade".

Lusa
  • Fuga de Vale de Judeus em junho de 1975 no Perdidos e Achados
    0:36

    Perdidos e Achados

    Prisão Vale de Judeus, final de tarde de domingo, dia 29 de junho de 1975. O plano da fuga terá sido desenhado por uma vintena de homens. Serrada a presiana metálica era preciso passar, para fora do edifício, as cabeceiras dos beliches onde os presos dormiam. Ao longo de cerca de uma hora 89 detidos, agentes da PIDE/DGS, a Polícia Internacional e de Defesa do Estado português extinta depois da revolução de 1974, fogem do estabelecimento prisional.

    Segunda-feira no Jornal da Noite