sicnot

Perfil

País

"É fundamental investir na investigação da esquizofrenia"

O psiquiatra Tiago Reis Marques foi distinguido com o prémio de "Melhor Jovem Investigador",  no 15 º Congresso Internacional de Investigação da Esquizofrenia, que decorreu, este fim de semana,  nos Estados Unidos. É a primeira vez que um português vence este galardão. 

Agencia Zero

Tiago Reis Marques tem 38 anos. Atualmente trabalha em Londres no Instituto de Psiquiatria do Kings College, mas foi em Coimbra que "se fez psiquiatra".


Compreender a esquizofrenia é um dos objetivos deste psiquiatra. Este prémio, "um estímulo para continuar a trabalhar e avançar na sua compreensão", mas também um alerta para a esquizofrenia enquanto doença.


Ao site da SIC Notícias, Tiago Reis Marques explica que "é fundamental investir-se na investigação desta doença. 1% da população mundial sofre desta patologia, que é das mais interfere no funcionamento pessoal, social e profissional" explica. 


Sublinha ainda a qualidade da formação nas universidades portuguesas, mas alerta para a necessidade de "mais financiamento para que a investigação continue".


Tiago Reis Marques foi distinguido no 15º Congresso Internacional de Esquizofrenia. O foco da sua é a utilização de dados de neuroimagem, como a ressonância magnética, para a compreensão das doenças psiquiátricas.

Recentemente, participou num estudo conduzido pelo Instituto de Psiquiatria, Psicologia e Neurociências do King's College de Londres, e concluiu que o consumo de canábis em doses diárias e muito fortes aumenta cinco vezes o risco de psicose.

De acordo com esta investigação, um em cada quatro novos casos de psicose se deve à ingestão diária de canábis de "alta potência".




  • As leis sobre a posse de canábis no Mundo

    Mundo

    Na maioria dos países a posse de canábis para uso pessoal é ilegal, mas em muitos não é considerada crime. Pequenas doses para consumo próprio são toleradas ou são sancionadas com multas. No entanto, há países como a Arábia Saudita, o Laos ou a Malásia onde está prevista pena de morte para traficantes.