sicnot

Perfil

País

Empresa acusada de forjar contrato de trabalho para legalizar imigrante

O Ministério Público acusou dois sócios de uma empresa de Barcelos de falsificação de documentos e auxílio à imigração ilegal, num processo que envolve um falso contrato de trabalho com uma mulher estrangeira, informou hoje o SEF.

Em comunicado, o SEF refere que os dois detidos foram presentes aos tribunais de Aveiro e Espinho. (Arquivo)

Em comunicado, o SEF refere que os dois detidos foram presentes aos tribunais de Aveiro e Espinho. (Arquivo)

SIC

Em comunicado, o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) especifica que os dois sócios são pai e filha e terão agido "concertadamente" com uma cidadã estrangeira para legalizar a sua permanência em Portugal.

Além de um falso contrato de trabalho, os arguidos terão também elaborado falsos recibos de vencimento, documentos que permitiram que a cidadã estrangeira requeresse legalização junto do SEF.

Este organismo investigou o caso e desvendou "o logro", tendo agora os sócios da empresa sido acusados da coautoria dos crimes de falsificação de documentos e auxílio à imigração ilegal.

A mulher estrangeira, que é procurada em Espanha para afastamento coercivo, foi acusada do crime de falsificação de documentos de forma continuada.

Lusa
  • Outros casos de fuga de prisões portuguesas
    2:58

    País

    Nos últimos cinco anos, 52 reclusos fugiram de cadeias portuguesas, mas foram todos recapturados. Entre 1999 e 2009, fugiram oito reclusos da prisão de Caxias. Em 2005, um homem condenado a 21 anos de prisão fugiu de Coimbra, viajando por França e pela Polónia. Manuel Simões acabou por ser detido no regresso a Portugal.

  • Portugal sem resposta de Moçambique sobre português desaparecido em Maputo
    1:25

    País

    Portugal tem tentado, sem sucesso, obter respostas das autoridades moçambicanas sobre o rapto de um empresário português há sete meses. De acordo com a notícia avançada este domingo pelo jornal Público, uma carta enviada há duas semanas pelo Presidente da República ao homólogo moçambicano não teve resposta. O Governo de Moçambique tem ignorado pedidos de informação das autoridades portuguesas.

  • Táxi capaz de sobrevoar filas de trânsito ainda este ano no Dubai

    Mundo

    É o sonho de muitos que passam horas intermináveis em filas de trânsito. Trata-se de um drone com capacidade para transportar pessoas. "Operações regulares" deste insólito aparelho terão início em julho, no Dubai. O anúncio foi feito pela entidade que gere os transportes da cidade. Apenas um passageiro, com o peso máximo de 100 kg, pode seguir viagem neste táxi revolucionário, capaz de sobrevoar vias congestionadas pelo trânsito.