sicnot

Perfil

País

Madeira volta a contar votos nulos

A Assembleia de Apuramento Eleitoral da Madeira reúne-se hoje para avaliar as eleições. Este organismo vai verificar o número total de eleitores inscritos, os votos em branco e os votos nulos para confirmar se estão dentro da lei. Foram contabilizados mais de 4300 votos nulos, muitos deles na CDU. Se forem validados cinco destes votos, esta força política pode alcançar um terceiro deputado. E se assim for, o PSD perde a maioria absoluta.

Pela primeira vez desde que há eleições na Madeira, Alberto João Jardim não é candidato.

Pela primeira vez desde que há eleições na Madeira, Alberto João Jardim não é candidato.

TIAGO PETINGA / Lusa

A reunião acontece no Palácio de São Lourenço, a residência oficial do representante da República nesta região autónoma. Em declarações à agência Lusa, o porta-voz da Comissão Nacional de Eleições (CNE), João Almeida referiu ser expectável que o trabalho possa durar dois dias, mas admitiu que possa estar concluído ainda hoje.

O coordenador regional da CDU-Madeira, Edgar Silva, já afirmou que caso sejam validados cinco dos votos nulos na coligação, esta força política pode alcançar um terceiro deputado, retirando a maioria absoluta que o PSD/M conquistou domingo, com 24 lugares dos 47 disponíveis na Assembleia Legislativa da Madeira.

De acordo com os dados da secretaria-geral do Ministério da Administração Interna (MAI), foram contabilizados 4.353 votos nulos e 1.113 votos em branco. "Dentro dos votos nulos, muitos são da CDU", precisou o MAI.

A Assembleia de Apuramento Eleitoral é composta por doze elementos, sendo presidida por um juiz da Comarca da Madeira indicado pelo Conselho Superior de Magistratura e inclui também dois professores de Matemática que lecionam na Madeira e nove presidentes de secções de voto indicados pelo representante da República, além de um chefe de secretaria judicial.

Segundo o porta-voz da CNE, a Assembleia vai avaliar "obrigatoriamente os votos nulos", adiantando ser necessário "verificar se estão segundo o critério uniforme" determinado pela lei, assim como os votos protestados.

De acordo com a legislação, podem ainda assistir aos trabalhos "os candidatos e os mandatários das listas, sem voto, mas com direito a reclamação, protesto ou contraprotesto".

"Os resultados do apuramento geral são proclamados pelo presidente, e em seguida, publicados por meio de edital afixado à porta dos edifícios designados" pelo representante da República, que, neste caso, será o Palácio de São Lourenço, referiu João Almeida.

A lei refere que o apuramento geral consiste na verificação do número total de eleitores inscritos e votantes no círculo eleitoral; na avaliação total de votos obtidos por cada lista, bem como do número de votos em branco e dos nulos; na distribuição dos mandatos de deputados pelas diversas listas e na determinação dos candidatos eleitos por cada candidatura.

De acordo com os resultados finais provisórios fornecidos no domingo pela Secretaria Geral do Ministério da Administração Interna -- Administração Eleitoral, o PSD venceu com maioria absoluta (44,3%) as eleições regionais antecipadas na Madeira. Em segundo lugar, ficou o CDS-PP (13,7%) que tem sete representantes e a Mudança (PS/PTP/MPT/PAN) que alcançou 11,41 por cento dos votos e ficou com apenas seis deputados.

Quanto ao Juntos Pelo Povo (JPP), o partido que se estreou em legislativas regionais alcançou 10,34% dos votos, conseguiu cinco deputados, tornando-se na quarta força política na região. A CDU ficou com 5,54% dos votos, somando mais um deputado ao que tinha eleito há quatro anos, e o Bloco de Esquerda (BE) também regressa ao parlamento depois de assegurar dois lugares fruto dos 3,80 por cento dos votos. O PND com 2,05% dos votos conseguiu manter o deputado único que tinha na região.

Com Lusa
  • Polémica sobre offshore intensifica guerra de palavras entre PSD e Governo
    2:39
  • DGO divulga hoje execução orçamental de janeiro

    Economia

    A Direção-Geral do Orçamento (DGO) divulga hoje a síntese de execução orçamental em contas públicas de janeiro, sendo que o Governo estima reduzir o défice para 1,6% do Produto Interno Bruto (PIB) em contabilidade nacional em 2017.

  • Paulo Fonseca e Paulo Sousa fora da Liga Europa

    Liga Europa

    A segunda mão dos 16 avos-de-final da Liga Europa ficou marcada pelas eliminações de duas equipas treinadas por portugueses: a Fiorentina de Paulo Sousa e o Shakhtar Donetsk de Paulo Fonseca. Paulo Bento, no Olympiacos, e José Mourinho, no Manchester United, são os únicos técnicos lusos ainda em competição. Noutros jogos, destaque para os afastamentos do Tottenham e do Zenit. Veja aqui os resumos de todos os encontros desta noite europeia. O sorteio dos oitavos-de-final está agendado para esta sexta-feira, às 12h00, hora de Lisboa.

  • "Não preciso de ajustar contas com ninguém"
    0:49

    País

    O ex-Presidente da República insiste que José Sócrates foi desleal durante as negociações do Orçamento do Estado para 2011. Numa entrevista dada à RTP1, Cavaco Silva esclareceu ainda que não escreveu o livro de memórias para ajustar contas com o ex-primeiro-ministro.

  • Sócrates em processo judicial surpreende Cavaco
    0:18

    País

    Cavaco Silva afirmou ter ficado surpreendido com o envolvimento de José Sócrates num processo judicial. Em entrevista à RTP1 o ex-Presidente da República diz que nunca se apercebeu de qualquer "atuação legalmente menos correta" da parte de Sócrates.

  • PSD questiona funcionamento da Assembleia da República
    2:39

    Caso CGD

    O PSD e o CDS vão entregar esta sexta-feira no Parlamento o pedido para criar uma nova Comissão de Inquérito sobre a Caixa Geral de Depósitos. Os dois partidos reuniram-se esta quarta-feira para fechar o texto do requerimento. Durante o dia, o PSD considerou que o normal funcionamento da Assembleia da República está em causa, o que levou Ferro Rodrigues a defender-se e a garantir que está a ser imparcial.

  • Marcelo rejeita discussões menores na banca
    0:32

    Economia

    O Presidente da República avisa que não se devem introduzir querelas táticas e menores no sistema financeiro. Num encontro que reuniu publicamente Marcelo e Centeno, o Presidente diz que é preciso defender o interesse nacional.

  • Três dos planetas encontrados podem conter água e vida
    3:28
  • Túnel descoberto em cadeia brasileira tinha ligação a uma habitação
    0:44

    Mundo

    A polícia brasileira descobriu um túnel que ligava a cadeia de Porto Alegre a uma casa e serviria para libertar prisioneiros do estabelecimento. As autoridades detiveram sete homens e uma mulher no local. A construção permitiria uma fuga massiva que poderia chegar aos 200 mil fugitivos e estima-se que terá custado mais de 300 mil euros. A polícia do Rio Grande do Sul acredita, assim, ter impedido aquela que seria a maior fuga de prisioneiros de sempre no Estado brasileiro.