sicnot

Perfil

País

Santana diz que próximo Presidente deve "promover mudanças"

Santana diz que próximo Presidente deve "promover mudanças"

O antigo primeiro-ministro Pedro Santana Lopes voltou a sugerir que Marcelo Rebelo de Sousa se perfila como "um quase candidato" às presidenciais de 2016. Ontem à noite, num debate organizado pelo PSD, Santana Lopes considerou que o próximo chefe de Estado deve promover mudanças no país.

Pedro Santana Lopes e o ex-secretário-geral da CGTP Manuel Carvalho da Silva participaram no debate "Percursos feitos - Desafios atuais", no âmbito de uma iniciativa dedicada a Francisco Sá Carneiro, organizada pelo PSD da Moita, que decorreu na Biblioteca Municipal.

"É importante perceber o que cada um dos possíveis candidatos presidenciais pensa sobre o país. O próximo Presidente da República tem que se assumir muito como chefe de Estado, na prática, pois já passou o tempo do Presidente sentado no seu lugar", afirmou.

Santana Lopes referiu que o Presidente da República tem que ser "proactivo e próximo dos cidadãos", de modo a conseguir resolver alguns problemas.

"Tem que estar acima dos poderes do Estado e ser institucionalmente solidário, seja qual for a cor do Governo. Não há países em que o Presidente da República e o primeiro-ministro discutam em público. Em Portugal parece que existem datas marcadas para o Presidente divergir, como por exemplo o discurso do 25 de Abril ou do ano novo", defendeu.

Por seu turno, Carvalho da Silva referiu que é preciso construir um "novo compromisso" para o país, considerando que é necessário valorizar a produção, revalorizar as classes médias e conseguir acordos em relação ao trabalho.

"O Presidente da República não é o Governo, mas tem obrigação de interpretar o seu papel, envolver o cidadãos e trazer questões para a agenda política. O atual fez muitas coisas más, que fizeram desvalorizar o seu papel", disse.

Já Santana Lopes afirmou que, com o fim do segundo mandato do Presidente da República e com as eleições legislativas, se está a encerrar um ciclo e que é preciso fazer um "relatório e contas".

"Temos que fazer um relatório e contas. O país chegou a este ponto e agora, neste fim de ciclo, não podemos escolher as mesmas vias e as mesmas pessoas. A sociedade precisa de uma revolução, depois deste relatório, para um novo ciclo. Temos que ver o que cada um fez e o que se propõe a fazer", frisou.

Carvalho da Silva defendeu, por sua vez, que é preciso romper com o passado.

"A sociedade tem sido dominada pelas mesmas estruturas de elite e, como estamos a chegar a uma fase nova, precisamos de um Presidente que rompa com esta lógica e traga coisas novas. Tem que saber interpretar o seu papel, mas tem que ser capaz de responder aos anseios do povo", concluiu.


Com Lusa
  • Bernardo Silva no Manchester City

    Desporto

    O internacional português Bernardo Silva é o mais recente reforço do Manchester City, equipa inglesa treinada por Pep Guardiola, num contrato válido por cinco temporadas.

  • Sérgio Conceição no radar do FC Porto

    Desporto

    O treinador português e os seus representantes têm marcada para esta sexta-feira uma reunião decisiva com o FC Porto. Sérgio Conceição poderá ser o sucessor de Nuno Espírito Santo no comando técnico dos dragões.

  • Madonna despede-se: "Glorioso! Lisboa, diverti-me imenso!

    Cultura

    "Glorioso! Lisboa, diverti-me imenso! Mal posso esperar para voltar um dia e descobrir todos os teus segredos." Foi com estas palavras que Madonna se terá despedido esta sexta-feira de Portugal. Juntamente com a mensagem, a cantora publicou ainda uma fotografia no Estádio do Benfica.

  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14
  • Portugal pode ser atingido por longos períodos de seca

    País

    Portugal e Espanha podem ser atingidos até 2100 por 'megasecas', períodos de seca de dez ou mais anos, segundo os piores cenários traçados num estudo da universidade britânica Newcastle, que tem a participação de uma investigadora portuguesa.

  • EUA testam sistema de defesa antimíssil

    Mundo

    Os Estados Unidos realizam na próxima semana um teste ao seu sistema de defesa antimíssil que, pela primeira vez, terá em consideração uma eventual ameaça de um míssil balístico intercontinental, ação que terá em mente as recentes ameaças norte-coreanas.

  • Cão interrompe jornal em direto
    1:00

    Pequenas grandes histórias

    Aconteceu na Rússia, na estação de televisão Mir24 TV. A pivô, Ilona Linarte, viveu um momento insólito, no estúdio, quando apresentava o jornal. Um cão de raça labrador preto apareceu atrás dela aos saltos. A pivô foi apanhada de surpresa e reagiu com humor.