sicnot

Perfil

País

OCDE sublinha importância de aumentar a escolaridade dos portugueses

O secretário-geral da OCDE defendeu hoje a necessidade de aumentar os níveis de escolaridade da população portuguesa, que colocam Portugal entre os três países da OCDE com a mais baixa percentagem de adultos sem ensino secundário completo.

(AP/ Arquivo)

(AP/ Arquivo)

(Francisco Seco/ AP)

Cerca de "62% da população entre os 25 e os 64 anos não concluíram o ensino secundário", afirmou Angel Gurría, secretário-geral da OCDE durante a apresentação do Relatório de Diagnóstico: Portugal 2015, lembrando que esta é a "terceira percentagem mais elevada na área da OCDE".

Para o representante da OCDE, organismo responsável pelo relatório hoje apresentado no Centro Cultural de Belém, em Lisboa, é preciso "trabalhar nesse ponto".

O documento faz um diagnóstico da situação do país e "fornece um quadro útil para desenvolver políticas integradas" em três pilares: desenvolvimento de competências desde a infância até à idade adulta; capacidade de oferecer competências no mercado de trabalho e utilizar as competências na economia e mercado de trabalho, explicou.

No que toca à educação, Angel Gurría começou por sublinhar as melhorias registadas nos últimos anos, lembrando que "Portugal é hoje um dos poucos países" que conseguiu reduzir o número de alunos com fraco desempenho e melhorar os resultados dos estudantes a matemática.

A melhoria do acesso ao ensino básico e a qualidade do sistema de ensino foram outras das melhorias registadas no documento intitulado "Estratégicas de Competências da OCDE. Relatório de Diagnóstico: Portugal 2015". 

No entanto, também existem alguns indicadores preocupantes, como "a origem socioeconómica dos alunos continuar a ter um impacto acima da média nos resultados académicos" ou as taxas de abandono escolar e retenção continuarem elevadas.

O relatório aponta o atraso de Portugal em relação aos países mais desenvolvidos no que toca ao nível médio das qualificações da população adulta e jovem, que considera estar "associado à tardia escolarização da população portuguesa, à reduzida participação da população adulta em atividades de educação e formação certificada e ao abandono escolar precoce dos jovens".

"A inexistência, apesar da melhoria, de um sistema de educação e formação de qualidade e eficiente; e o desajustamento entre as qualificações produzidas e as procuradas pelo mercado de trabalho" são outras das falhas apontadas no documento que defende a necessidade de "intervenções diretas" destinadas a reduzir o abandono escolar e promover o sucesso educativo.

A situação dos jovens conhecidos como os "nem-nem", porque não estão a estudar, nem a trabalhar nem a fazer qualquer formação, também "merece particular preocupação", dizem os relatores do documento, lembrando que a percentagem destes jovens atingiu os 16,7% em 2013 (16,2% de homens e 17,2% de mulheres).

"Aqui fica o diagnóstico. Mas a cura tem custos", disse o secretário-geral da OCDE no final da sua apresentação, lembrando que agora o desafio é "passar o diagnóstico à ação".

A apresentação do relatório contou com a presença do primeiro-ministro, o ministro da Educação e Ciência, Nuno Crato, o ministro da Solidariedade, Emprego e Segurança Social, Pedro Mota Soares, e o ministro-adjunto e do Desenvolvimento Regional Poiares Maduro, que levou o Angel Gurría a sublinhar "o trabalho hoje está suspenso".

Lusa
  • Bruno de Carvalho manda SMS aos jogadores em nome dos jogadores. Confuso?

    Desporto

    De acordo com a imprensa desta manhã, o presidente do Sporting Clube de Portugal terá enviado mensagens escritas aos jogadores com o seguinte texto " Obrigado presidnete pelas felicitações. Ainda temos muito para conquistar juntos" e assinou o nome do jogador a quem enviou a mensagem. Uma aparente reação ao facto de nenhum dos jogadores ter respondido aos SMS de Bruno de Carvalho, com incentivos e elogios antes e depois da vitória frente ao Boavista.

  • Marcelo já sabia da substituição do embaixador de Angola
    4:00

    País

    O Presidente da República sabia há bastante tempo da substituição do embaixador de Angola em Lisboa e já tinha aprovado o nome do futuro representante de Luanda. A revelação foi feita, esta terça-feira, por Marcelo Rebelo de Sousa, numa conversa exclusiva com a SIC no Palácio de Belém. O Presidente contou ainda que não vai enviar recados ao Governo nem aos partidos no discurso de 25 abril que vai fazer na Assembleia da República.

    Exclusivo SIC

  • Chegaram os brinquedos de cartão para a consola
    6:24
  • O 10 de julho de 1941 na escrita de João Pinto Coelho
    15:09
  • Governo promete melhorar condições de 26 mil famílias
    1:23

    País

    O ministro do Ambiente explicou esta terça-feira, no Parlamento, as novas medidas para a habitação: reduzir os impostos para arrendamentos longos, melhorar as condições de 26 mil famílias e introduzir o arrendamento vitalício para maiores de 65 anos. Este é um investimento que vai chegar aos 1700 milhões de euros.

  • Pato em excesso de velocidade faz disparar radar numa estrada suíça
    1:31
  • Peixe-galo e batatas rosti, qual o cardápio do encontro entre os líderes das Coreias?

    Mundo

    O menu do encontro entre o líder norte-coreano, Kim Jong-un, e o Presidente sul-coreano, Moon Jae-in, já foi dado a conhecer esta terça-feira. Através do site oficial do Governo, Seul anunciou um cardápio com vários pratos típicos da Península da Coreia, como dumplings ao vapor, arroz cultivado na Coreia, carne grelhada, salada fria com polvo, peixe-galo, batatas rosti e sopa fria.

    SIC

  • O vestido de noiva de Megan Markle
    1:17