sicnot

Perfil

País

PS ataca Governo com o desemprego, Passos responde com o crescimento económico

O líder parlamentar do PS confrontou hoje o primeiro-ministro com a subida do desemprego para a casa dos 14 por cento, enquanto Pedro Passos Coelho afirmou esperar que os socialistas reconhecessem o crescimento económico para 2015.

M\303\201RIO CRUZ

Estas posições foram assumidas na abertura do debate quinzenal, na Assembleia da República, com Ferro Rodrigues a citar os mais recentes dados do Instituto Nacional de Estatística (INE).

Segundo Ferro Rodrigues, o emprego recuou "20 anos em Portugal" e o desemprego estrutural "é uma ameaça" para o país a médio e longo prazos.

"A recuperação de que o senhor primeiro-ministro fala é uma miragem", considerou o líder da bancada socialista.

Na resposta, o primeiro-ministro disse que era sua expetativa que Ferro Rodrigues reconhecesse que a economia portuguesa está a crescer, sendo o "patamar mínimo" previsto para este ano 1,5 por cento.

Pedro Passos Coelho defendeu ainda que é positivo o desempenho de Portugal ao nível da redução do desemprego nos últimos anos.

Lusa

  • A Verdade sobre a Mentira
    35:13
  • Elemento dos Super Dragões com medida de coação mais gravosa
    1:37

    Desporto

    Os seis arguidos da Operação Jogo Duplo, que investiga crimes de corrupção e viciação de resultados na II Liga de futebol, saíram em liberdade. A medida de coação mais gravosa é para um membro da claque Super Dragões, que terá de pagar uma caução de 5 mil euros.

  • "A Venezuela sofreu um Madurazo"
    0:32
  • "Leiam os meus lábios. Não!"
    0:12

    Mundo

    Vladimir Putin participou esta quinta-feira numa conferência, no Ártico. Questionado sobre se a Rússia tinha interferido nas últimas eleições dos Estados Unidos da América, o Presidente voltou a negar qualquer interferência, com uma frase que pensava pertencer a Ronald Reagan, mas que na verdade foi proferida por George Bush.

  • A provocação de Juncker a Trump
    0:40

    Mundo

    Jean-Claude Juncker lançou esta quinta-feira uma provocação a Donald Trump. No último dia do congresso do PPE, o presidente da Comissão Europeia disse que, se Trump incentivar outros países a sair da União Europeia, ele próprio vai apoiar a independência do Ohio e do Texas