sicnot

Perfil

País

Greve da CP vai afetar cerca de 1 milhão de passageiros

A greve dos revisores da CP obrigou a companhia a cancelar a maior parte das ligações ferroviárias.Só os comboios de longo curso, o Alfa e o Intercidades, estão a funcionar normalmente.

A CP prevê perturbações na circulação de comboios nos próximos dias, já que, além dos dois dias de greve dos revisores, vai também haver uma paralisação ao trabalho extraordinário, convocada pelo Sindicato Nacional dos Trabalhadores do Setor. Um protesto contra a redução do pagamento do valor pago nos feriados. (Arquivo)

A CP prevê perturbações na circulação de comboios nos próximos dias, já que, além dos dois dias de greve dos revisores, vai também haver uma paralisação ao trabalho extraordinário, convocada pelo Sindicato Nacional dos Trabalhadores do Setor. Um protesto contra a redução do pagamento do valor pago nos feriados. (Arquivo)

© Rafael Marchante / Reuters

O sindicato que convocou a greve diz que a adesão está próximo dos 100%. A CP reconhece que os serviços estão a ser muito afectados, sobretudo nas linhas regionais e interurbanas.

À greve dos revisores, hoje e na segunda feira, junta-se outra, de todos os funcionários, ao trabalho em dias feriados. Ou seja, amanhã, sexta feira santa e domingo de páscoa.

Serão quatro dias de paralização que vão afetar cerca de 1 milhão de passageiros.

  • Fuzileiros continuam no terreno a ajudar população
    3:03
  • Família Obama de férias na Indonésia

    Mundo

    Das águas claras de Bali aos encantos dos templos de Java, o antigo Presidente norte-americano Barack Obama levou a esposa e as filhas de férias numa aventura de (re)descobertas por um país onde Obama viveu durante quatro anos da sua infância.

    SIC

  • NotPetya: Lourenço Medeiros explica o novo ciberataque global
    2:44
  • Desacatos no aeroporto de Faro deixam turistas britânicos em terra
    1:46

    País

    Cinco pessoas, que integravam o grupo de turistas britânicos que nos últimos dias causou desacatos em Albufeira, foram ontem impedidas de regressar a Inglaterra. Agressões no aeroporto e desacatos à entrada do avião levaram os comandantes de dois voos a recusar levar aqueles passageiros.