sicnot

Perfil

País

Licença para lançar engenho pirotécnico no Marco de Canaveses era para outro local

A empresa responsável pelo engenho pirotécnico que hoje provocou a morte a um homem de 21 anos, no Marco de Canaveses, tinha licença para efetuar o lançamento, mas para um local diferente, avançou à Lusa fonte policial.

Lusa

Segundo a GNR, a licença emitida destinava-se ao lançamento de fogo de tubos na zona da igreja de Constance, mas o incidente ocorreu no jardim de uma habitação do lugar do Ladário, a algumas centenas de metros.

Também segundo a autoridade policial, o rebentamento que provocou o incidente foi precedido de várias explosões de "balonas", engenhos que substituíram recentemente os tradicionais foguetes de cana.

De acordo com a GNR, a Equipa de Inativação de Explosivos que se deslocou ao local encontrou três fileiras de tubos, duas das quais terão sido despoletadas antes do rebentamento que provocou a vítima mortal e um ferido.

O acidente, segundo a GNR, ocorreu com a terceira fileira.

Os militares procederam à desativação e recolha dos engenhos restantes não despoletados.

Segundo a fonte, o inquérito policial ao incidente vai apurar as circunstâncias da ocorrência, nomeadamente se as duas vítimas eram colaboradores da empresa de pirotecnia que disponibilizou os engenhos explosivos.











Lusa
  • Luís Pina indiciado por quatro crimes de tentativa de homicídio
    2:24
  • Ministro "mais descansado" com relatório sobre Almaraz, ambientalistas contestam
    2:01

    País

    O ministro do Ambiente diz estar mais descansado depois de conhecer o relatório técnico que considera o armazém de resíduos nucleares em Almaraz uma solução adequada. Já as associações ambientalistas e os partidos criticam o parecer positivo à construção e querem ouvir os ministros do Ambiente e dos Negócios Estrangeiros no Parlamento.

  • Marcelo recebido por multidão na Ovibeja
    2:52
  • Líderes europeus unidos para iniciar saída do Reino Unido
    2:08
  • 100 dias de Trump em 04'30''
    4:33

    Pequenas grandes histórias

    Donald Trump tomou posse como 45º Presidente dos EUA dia 20 de janeiro de 2017, faz este sábado, 100 dias. Prometeu grandes mudanças, mas os planos acabaram por chocar de frente com a realidade e a burocracia de Washington, como foi o caso do Obamacare. Foi a primeira ordem executiva que assinou, no dia em que tomou posse, mas a revogação está longe de acontecer.