sicnot

Perfil

País

Alberto João Jardim vai à tomada de posse do novo Governo Regional da Madeira

O presidente cessante do Governo Regional da Madeira, Alberto João Jardim, disse hoje que marcará presença na tomada de posse do novo executivo insular, agendada para o dia 20 de abril.

Alberto João Jardim presidiu à sua última inauguração antes das eleições de domingo que ditarão a nova composição da Assembleia Legislativa da Madeira e, consequentemente, o novo Governo Regional.

Alberto João Jardim presidiu à sua última inauguração antes das eleições de domingo que ditarão a nova composição da Assembleia Legislativa da Madeira e, consequentemente, o novo Governo Regional.

TIAGO PETINGA / Lusa

Questionado pelos jornalistas durante uma visita a dois projetos de reflorestação na Bica da Cana, Paul da Serra, Jardim declarou: "Então não vou? Claro que vou. Ainda por cima eu gostei sempre de festas".

Jardim, que governou a Madeira nos últimos 36 anos, tinha afirmado recentemente que estaria presente na cerimónia que se realiza no dia 20, pelas 17:00, se fosse convidado.

Na quinta-feira, no final da audiência que o PSD/Madeira teve com o representante da República para a região no âmbito da auscultação dos partidos com vista à formação do governo, o atual secretário-geral do partido, Rui Abreu, confirmava o convite, agora aceite.

Fonte do gabinete do representante da República confirmou à agência Lusa a presença de Ireneu Barreto nesta cerimónia, "à semelhança do que aconteceu em 2011, como forma de manifestar respeito pelos órgãos de governo próprio da Região Autónoma e de credibilizar a vontade expressa pelos madeirenses nas eleições legislativas antecipadas de 29 de março".

Nestas eleições legislativas regionais, o PSD, agora liderado por Miguel Albuquerque, que substituiu Alberto João Jardim, conquistou a sua 11.ª maioria absoluta, obtendo 44,33% dos votos e 24 lugares no parlamento regional.

O CDS-PP foi a segunda força mais votada na região (13,69%) e conseguiu um grupo parlamentar com sete elementos, menos dois que na anterior legislatura.

A coligação Mudança (PS/PTP/MPT/PAN) ficou-se pelos 11,41% e seis deputados, o Juntos Pelo Povo, que se estreou nestas legislativas, elegeu cinco deputados fruto dos 10,34% dos votos, a CDU ficou com dois, o mesmo número do BE que regressa ao parlamento regional com um grupo parlamentar. O PND conseguiu manter o seu lugar no parlamento regional.

O PSD/Madeira reúne hoje à noite a sua comissão política regional para aprovar os nomes escolhidos por Miguel Albuquerque para comporem o XII Governo Regional. 

Fonte do PSD/Madeira confirmou à Lusa que o novo executivo madeirense terá oito secretarias, mais uma que o atual executivo de Alberto João Jardim, duas das quais tituladas por mulheres, e o elenco não inclui vice-presidência.

Lusa

  • Rui Vitória não espera facilidades frente ao Tondela
    1:34

    Desporto

    O líder do campeonato, o Benfica, recebe este domingo o último classificado, o Tondela. Na conferência de antevisão do encontro, Rui Vitória afirmou que não espera facilidades. O treinador do Benfica falou ainda de Sebastian Coates.

  • O primeiro dia de Donald Trump na Casa Branca
    3:05
  • Advogados de Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático
    2:13

    Operação Marquês

    Os advogados de José Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático e garantem que o antigo primeiro-ministro nunca favoreceu Ricardo Salgado ou o Grupo Espirito Santo. Segundo o Expresso, o presidente da Escom, Helder Bataglia, terá admitido que Ricardo Salgado utilizou uma conta bancária do empresário, na Suíça, para passar 12 milhões de euros a Carlos Santos Silva, alegadamente para o amigo José Sócrates.

  • Marine Le Pen diz que Brexit terá efeito dominó na UE
    0:39

    Brexit

    Marine Le Pen diz que o Brexit vai ter um efeito dominó na União Europeia. Durante um congresso da extrema-direita, a líder da Frente Nacional francesa afirmou que a Europa vai despertar este ano em que estão marcadas eleições em vários países, como a Alemanha e a Holanda.