sicnot

Perfil

País

Aviso amarelo a partir das 15h00 devido à previsão de chuva forte

Todos os distritos de Portugal continental vão estar, a partir das 15:00 de hoje, sob aviso amarelo devido à previsão de aguaceiros fortes e acompanhados de trovoadas, informou o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

(Reuters/ Arquivo)

(Reuters/ Arquivo)

© Phil Noble / Reuters

De acordo com o IPMA, os 18 distritos do continente vão estar, a partir das 15h00 de hoje e até às 23h59 de quarta-feira, sob aviso amarelo devido à previsão de aguaceiros por vezes fortes de granizo e acompanhados de trovoadas.

O IPMA colocou ainda o distrito de Faro sob aviso amarelo devido à previsão de agitação marítima forte com ondas de sueste com 2 a 2,5 metros.

Este aviso amarelo para a agitação marítima entrou em vigor às 6h00 e termina às 15h00 de hoje.

O aviso amarelo, o terceiro mais grave de uma escala de quatro, é emitido pelo IPMA quando há risco para determinadas atividades que dependem do estado do tempo.

O IPMA prevê para hoje no continente períodos de céu muito nublado, períodos de chuva ou aguaceiros na região sul a partir do meio da manhã, estendendo-se gradualmente às restantes regiões, que poderão ser por vezes fortes, de granizo e acompanhados de trovoada.

Está também previsto vento fraco a moderado do quadrante leste, soprando moderado a forte, por vezes com rajadas até 60 quilómetros por hora, no Algarve e nas terras altas até meio da tarde.

A previsão aponta ainda para uma pequena subida da temperatura mínima.

Em Lisboa as temperaturas vão oscilar entre os 15 e os 23 graus Celsius, no Porto entre 16 e 26, em Vila Real entre 11 e 24, em Viseu entre 12 e 24, em Bragança entre 9 e 25, na Guarda entre 10 e 20, em Castelo Branco entre 14 e 24, em Évora entre 11 e 24, em Beja entre 13 e 23, em Coimbra entre 15 e 26, em Leiria entre 11 e 24 e em Faro entre 17 e 20.


Lusa
  • Um pedido de desculpas aos portugueses e um ultimato ao Governo
    3:21
  • Vouzela tenta regressar à normalidade, 8 pessoas morreram no concelho
    2:28

    País

    No concelho de Vouzela, a população começa a voltar à normalidade. Aos poucos a luz e a água estão a voltar e as pessoas começam a ganhar forças para reconstruir aquilo que lhes foi tirado pelos fogos. No entanto, as feridas demoram a sarar e não será fácil esquecer que 80 a 90 por cento deste concelho foi destruído pelos incêndios e oito pessoas morreram.

  • Material de guerra de Tancos encontrado, faltam munições
    1:40
  • "Se os bombeiros não chegam, os vizinhos vão ficar sem casa"
    1:03
  • Madrid admite suspender autonomia da Catalunha
    1:51
  • Alemanha já tem uma versão de Donald Trump... em cera
    1:08