sicnot

Perfil

País

Durão Barroso reafirma que não será candidato a Belém

O antigo primeiro-ministro e presidente da Comissão Europeia, José Manuel Durão Barroso, reafirmou esta quarta-feira que não será candidato a Presidente da República, mas elogiou as caraterísticas do perfil de presidente traçado pelo atual residente em Belém, Cavaco Silva.

© Francois Lenoir / Reuters

"Já o disse publicamente e tenho de ser coerente e consequente com o que disse: Não serei candidato a Presidente da República. Já o disse há bastante tempo. Para mim esse assunto, agora, está encerrado do ponto de vista pessoal", disse Durão Barroso à agência Lusa, à margem da Cimeira do Conselho Mundial de Turismo e Viagens, a decorrer em Madrid.

Em março, Cavaco Silva considerou que um Presidente da República deve ter experiência e domínio da política externa; formação, capacidade e disponibilidade bem como um conhecimento de causa dos assuntos políticos, militares, económicos, sociais, científicos, culturais e ambientais. Por outro lado, afirmou que um chefe de Estado deveria ter capacidade de apresentar e argumentar ideias e experiência na política europeia.

Confrontado com este perfil, que se encaixa no seu próprio percurso político, o ex-primeiro-ministro (PSD) reafirmou que não será candidato, mas admitiu - sem se alargar em comentários - que existem "existem excelentes candidatos", e com as características traçadas pelo atual Presidente.

 "Mas há com certeza excelentes candidatos e espero que possamos escolher - eu também vou votar - um bom presidente da República, que poderá ter essas características que o atual presidente, Cavaco Silva, apontou como desejáveis. Aliás, parece-me sem dúvida um elenco bastante positivo de características", disse Durão Barroso.

Sobre a polémica em torno da escolha de um candidato na área do PS, Durão Barroso escusou-se a comentar.
Lusa
  • Passos explica porque se irritou com Costa
    0:42

    Economia

    Depois das imagens em que surgiu visivelmente irritado com António Costa, no último debate quinzenal, Passos Coelho veio agora explicar porquê. Na discussão com o primeiro-ministro, o líder do PSD não gostou que Costa tivesse insinuado que a fuga de 10 mil milhões de euros para offshores tenha ocorrido por inação do Governo anterior.

  • Ferro Rodrigues desvaloriza críticas do CDS
    3:24

    Caso CGD

    Marcelo Rebelo de Sousa fez questão de receber em público Ferro Rodrigues antes de um almoço com o presidente da Assembleia da República. O Presidente também recebeu a representante do CDS-PP, Assunção Cristas, que foi apresentar queixa de Ferro Rodrigues e da maioria de esqueda em relação à comissão de inquérito da Caixa Geral de Depósitos. Ferro Rodrigues desvalorizou as críticas.

  • Luaty Beirão agredido em manifestação em Luanda
    1:27

    Mundo

    Luanda tem sido palco de várias manifestações contra a forma como está a decorrer o processo eleitoral em Angola. Esta sexta-feira, uma dessas manifestações acabou em confrontos com as autoridades. Entre os manifestantes estava o ativista Luaty Beirão.

  • Regime de Pyongyang nega envolvimento na morte de Kim Jong-nam 
    1:53

    Mundo

    A polícia da Malásia diz que o irmão do líder da Coreia do Norte foi morto com uma arma química. Os investigadores encontraram vestígios de gás VX no corpo de Kim Jong-nam, um gás letal proibido pelas convenções internacionais. O Governo da Coreia do Sul pediu esta sexta-feira ao regime de Pyongyang que admita que está por detrás da morte de Kim Jong-nam mas o mesmo já veio negar o envolvimento no assassinato.