sicnot

Perfil

País

Suspeito de homicídio entregou-se na PSP de Vila Real

Um tiroteio no Pinhão, no concelho de Alijó, fez esta manhã uma vítima mortal. Os autores dos disparos fugiram num carro branco mas um deles entregou-se entretanto na esquadra de PSP de Vila Real. O outro ainda está a ser procurado. 

ASSOCIATED PRESS

Uma mulher morreu e outra permanece em estado crítico depois de terem sido atingidas a tiro por um suspeito no Pinhão, em Alijó, esclareceu a GNR, corrigindo a primeira informação de que teriam falecido as duas. Os primeiros militares da GNR que chegaram ao local do crime detetaram duas vítimas, que suspeitaram estar mortas, mas só posteriormente foi verificado que uma delas ainda respirava.

As duas mulheres, de 21 e 22 anos, foram atingidas quando trabalhavam numa pastelaria da vila do Pinhão, no distrito de Vila Real.  

Segundo o tenente-coronel João Morgado, após os disparos o suspeito pôs-se em fuga num carro branco.

O comissário João Martins, da PSP de Vila Real, disse que o suspeito se entregou na esquadra desta polícia e já foi entregue à Polícia Judiciária, responsável pela investigação.

O homicídio ocorreu cerca das 07.00.

Logo de imediato a GNR acionou os meios dos postos vizinhos e a avisou a PSP e a PJ.


Com Lusa



  • Incêndio de Setúbal "quase dominado"
    4:04

    País

    O incêndio que deflagrou segunda-feira em Setúbal está "quase dominado", segundo informações da presidente da Câmara. Maria das Dores Meira diz que não há feridos a registar e que os habitantes já vão regressando a casa. Para ajudar no combate ao fogo foram enviados meios de Lisboa.

  • "Lancei um tema que os portugueses há muito queriam discutir"
    11:26
  • Danos Colaterais 
    18:55
    Reportagem Especial

    Reportagem Especial

    Jornal da Noite

    Nos últimos oito anos a banca perdeu 12 mil profissionais. A dimensão de despedimentos no setor é a segunda maior da economia portuguesa, só ultrapassada pela construção civil. A etapa mais complexa da história começou em 2008, com a nacionalização do BPN. Desde então, as saídas têm sido a regra. A reportagem especial desta terça-feira, "Danos Colaterais", dá voz aos despedidos da banca.