sicnot

Perfil

País

Mulher que disparou contra marido condenada a oito anos e meio de prisão

O Tribunal de Santa Maria da Feira condenou esta quinta-feira a uma pena de prisão de oito anos e meio uma mulher acusada de ter tentado matar o marido com um tiro de caçadeira, em Castelo de Paiva, em 2014.

(Arquivo)

(Arquivo)

SIC

O tribunal deu como provado que a arguida, de 44 anos, disparou contra o marido com a intenção de o matar, não dando assim credibilidade ao depoimento da mulher, durante o julgamento, que disse que só o pretendia "assustar".

"A arguida fez uma espera ao marido, pela calada da noite, experimentou a arma de fogo e disparou para uma zona nevrálgica do corpo humano", afirmou o juiz-presidente durante a leitura do acórdão.

O magistrado realçou ainda a gravidade deste comportamento, assinalando que se tem assistido a uma "preocupante escalada de violência entre cônjuges ou ex-cônjuges".

"O tribunal tem de emitir um sinal à sociedade de que não pode tolerar este tipo de comportamentos", disse o juiz, acrescentando que a pena a aplicar tem de ser "suficientemente dissuasora".

A mulher, que assistiu à leitura do acórdão por videoconferência, foi condenada a oito anos de prisão, por um crime de homicídio qualificado na forma tentada, e um ano e meio, por um crime de detenção ilícita de arma proibida.

Em cúmulo jurídico, o coletivo de juízes aplicou-lhe uma pena única de oito anos e meio de prisão.

O marido da arguida, que também foi julgado no mesmo processo por um crime de detenção de arma proibida, foi condenado a 250 dias de multa, à taxa diária de oito euros, totalizando 2.000 euros.

No final, a advogada da arguida disse que vai recorrer do acórdão, considerando a pena "extremamente excessiva".

O crime remonta a 10 de julho de 2014 e terá ocorrido num quadro de desavenças do casal, com três filhos de 9, 19 e 26 anos.

Segundo a acusação do Ministério Público (MP), a mulher muniu-se de uma espingarda e escondeu-se atrás de uns arbustos no jardim à espera que o marido chegasse a casa.

A arguida esperou que o marido saísse do carro e quando se encontrava a cerca de 8 ou 9 metros do mesmo, apontou-lhe a arma na direção do tronco e efetuou um disparo que o atingiu na zona do abdómen.

O MP diz que o marido só não morreu porque, "por mero acaso e imprecisão na pontaria da arguida", apenas foi atingido superficialmente.
Lusa
  • Pablo Bravo: o chileno suspeito de um assalto milionário em Gaia
    6:01

    País

    As autoridades receiam um aumento da violência nos assaltos de redes sul-americanas em Portugal, à semelhança do que tem acontecido noutros países europeus. Pablo Bravo é um chileno com um longo cadastro criminal que, em Portugal, é suspeito de um assalto milionário a um hipermercado, em Gaia e, dias depois, foi detido em flagrante, em Paris, a tentar roubar uma loja de relógios de luxo.

    Notícia SIC

  • Obras para as novas instalações da SIC já começaram
    1:54

    País

    As obras do novo estúdio da SIC e SIC Notícias vão começar. A ampliação do edifício do grupo Impresa vai unir os funcionários do grupo num único espaço, com uma área de 750 metros. O Presidente da Câmara de Oeiras entregou esta terça-feira a licença de obra.

  • Já há destinos esgotados para o Carnaval e Páscoa
    3:08

    Economia

    A procura de viagens na altura do Carnaval e Páscoa tem vindo a aumentar e vários destinos já estão esgotados já que muitas pessoas optam por tirar dias de férias nesta altura do ano. Em contagem decrescente, as agências de viagens não têm tido mãos a medir com promoções e ofertas para destinos variados e adequados a várias bolsas.