sicnot

Perfil

País

Amigos defendem Ordem da Liberdade para jornalista Tolentino de Nóbrega

Um grupo de pessoas ligadas à comunicação social defende a atribuição da Ordem da Liberdade, a título póstumo, ao jornalista Tolentino de Nóbrega, falecido no passado dia 07 de abril, com 63 anos, no Funchal.

SIC

Em defesa da sua posição, os subscritores desta iniciativa alegam que Tolentino de Nóbrega representa um "distinto exemplo do exercício da profissão de jornalista", que este praticou durante 43 anos "com enorme e intransigente sentido de independência, a que aliava um firme e simultaneamente suave compromisso com a defesa da liberdade de expressão".

 

O grupo de jornalistas e amigos de Tolentino de Nóbrega que assina esta tomada de posição inclui nomes como os do patrão do grupo Impresa, Francisco Pinto Balsemão, a diretora do jornal Público, Bárbara Reis, e a presidente do Sindicato dos Jornalistas, Sofia Branco, num rol de 45 figuras.

 

Os amigos recordam o longo e prestigiado percurso profissional de Tolentino de Nóbrega, desde o Comércio do Funchal, onde se iniciou em 1972, até ao Público, passando pelo Diário de Notícias do Funchal, A Luta, o Expresso e O Jornal, mencionando que desempenhou o seu ofício na ilha da Madeira, "lugar difícil para se ser jornalista".

 

No documento lê-se que "é (...) tempo de fazer justiça à sua memória, reconhecendo o seu exemplar exercício do jornalismo, e o seu corajoso e perseverante comportamento de resistência à intolerância", para justificar o merecimento do jornalista à Ordem da Liberdade.

 

Esse texto e a respetiva intenção são já do conhecimento de Manuela Ferreira Leite, chanceler do Conselho das Ordens Nacionais, e de Nunes Liberato, chefe da Casa Civil da Presidência da República.

 

 Lusa

 

 

  • Bomba encontrada na Nazaré pode ter sido largada durante 2.ª Guerra Mundial
    2:26

    País

    A bomba que esta segunda-feira veio nas redes de um arrastão na Nazaré já foi detonada. O engenho explosivo foi identificado como uma bomba de avião por especialistas da Marinha, que eliminaram também o perigo equivalente a 600 quilogramas de TNT. A bomba sem qualquer inscrição tinha um desgaste evidente e, segundo a Marinha, pode ter sido largada de um avião durante a 2.ª Guerra Mundial.

  • Derrocada de muro em Lisboa obriga à retirada de 40 pessoas de 5 prédios
    2:14

    País

    Os moradores de três prédios de Lisboa não podem regressar tão cedo a casa. Durante a madrugada, a derrocada de um muro obrigou à retirada de 40 pessoas de cinco edifícios. Um dos inquilinos sofreu ferimentos ligeiros. Entretanto, a maioria dos residentes já foi realojada em casas de familiares e num hotel.

  • "Geringonça" elogiada na Europa e EUA
    4:22

    País

    Num momento em que por cá se fala de claustrofobia democrática, a Europa e os Estados Unidos desdobram-se em elogios ao sucesso da maioria de Esquerda em Portugal. A palavra "geringonça" já tem até tradução em várias línguas.

  • ONU estima que mais 750 mil civis estejam em risco na cidade de Mossul
    1:39

    Mundo

    As Nações Unidas estimam que mais 750 mil civis estejam em risco na zona ocidental de Mossul, no Iraque. Mais de 10 mil pessoas fugiram da zona ocidental da cidade nos últimos quatro dias. Enquanto a população tenta escapar ao fogo cruzado, as forças iraquianas avançam sobre a cidade ainda controlada pelo Daesh.