sicnot

Perfil

País

António Costa garante que as promessas do PS vão ser para cumprir

António Costa garante que as promessas do PS vão ser para cumprir

António Costa diz que o cenário macroeconómico, que vai ser apresentado esta terça-feira por um grupo de economistas, vai demonstrar que é possível acabar com a austeridade. O líder do PS reafirma que as promessas feitas pelo PS vão ser para cumprir.

  • António Costa acusa Governo de sobrecarregar portugueses
    2:23

    País

    António Costa acusou hoje o Governo de sobrecarregar os portugueses com mais austeridade quando há um mês dizia que tinha os cofres cheios. O secretário-geral socialista foi o rosto principal do partido na celebração dos 42 anos do PS. Mas houve muitas caras conhecidas esta tarde no Pavilhão Rosa Mota, Porto, o local escolhido para as celebrações.

  • Costa promete repor o complemento solidário para os idosos
    1:16

    País

    António Costa garante que, se for eleito primeiro ministro, vai repor o complemento solidário para os idosos. No discurso de encerramento das comemorações dos 42 anos do PS, o secretário-geral dos socialistas disse que o partido não está parado, como é acusado pelo PSD, mas que não faz propostas vagas, como as apresentadas pela maioria.

  • Todos os distritos sob Aviso Amarelo devido ao frio

    País

    O Instituto Português do Mar e da Atmosfera colocou Portugal continental sob Aviso Amarelo na quarta e na quinta-feira. Os termómetros vão estar abaixo de zero em todo o território, à exceção dos distritos de Lisboa, Porto e Faro.

  • Motim em prisão brasileira fez pelo menos 30 mortos
    1:09

    Mundo

    Um novo motim numa prisão brasileira fez pelo menos 30 mortos. A prisão, que é a maior do Estado do Rio Grande do Norte, tem capacidade para 600 reclusos mas acolhe quase o dobro. Após o motim de 14 horas, a polícia já tem o controlo total da prisão.

  • Aqui também se vive
    16:07
  • Austrália condena Japão por caça de baleias no Oceano Antártico

    Mundo

    O Governo da Austrália condenou hoje o Japão por retomar a caça de baleias no Oceano Antártico, após a divulgação de imagens de um cetáceo morto a bordo de um barco japonês que se encontrava em águas protegidas.O ministro do Ambiente, Josh Frydenberg, manifestou "profunda deceção", um dia depois de a organização Sea Shepherd divulgar fotografias e vídeos de uma baleia minke no barco japonês Nisshin Maru.