sicnot

Perfil

País

António Costa garante que as promessas do PS vão ser para cumprir

António Costa garante que as promessas do PS vão ser para cumprir

António Costa diz que o cenário macroeconómico, que vai ser apresentado esta terça-feira por um grupo de economistas, vai demonstrar que é possível acabar com a austeridade. O líder do PS reafirma que as promessas feitas pelo PS vão ser para cumprir.

  • António Costa acusa Governo de sobrecarregar portugueses
    2:23

    País

    António Costa acusou hoje o Governo de sobrecarregar os portugueses com mais austeridade quando há um mês dizia que tinha os cofres cheios. O secretário-geral socialista foi o rosto principal do partido na celebração dos 42 anos do PS. Mas houve muitas caras conhecidas esta tarde no Pavilhão Rosa Mota, Porto, o local escolhido para as celebrações.

  • Costa promete repor o complemento solidário para os idosos
    1:16

    País

    António Costa garante que, se for eleito primeiro ministro, vai repor o complemento solidário para os idosos. No discurso de encerramento das comemorações dos 42 anos do PS, o secretário-geral dos socialistas disse que o partido não está parado, como é acusado pelo PSD, mas que não faz propostas vagas, como as apresentadas pela maioria.

  • BE acusa direita de bloquear atual comissão à CGD
    1:37

    Caso CGD

    O Bloco de Esquerda acusa a oposição de estar a fazer tudo para impedir as conclusões da comissão de inquérito sobre a Caixa Geral de Depósitos que está em curso. Numa altura em que PSD e CDS já entregaram o requerimento para avançar com uma segunda comissão, Catarina Martins defende que ainda há muita coisa por apurar sobre o processo de recapitalização do banco público.

  • Visita de Costa a Angola pode estar em risco
    2:26

    País

    A visita de António Costa a Luanda poderá estar em risco devido à acusação da justiça portuguesa contra o vice-Presidente de Angola. O jornal Expresso avança que o comunicado com a reação dura do Governo angolano é apenas o primeiro passo e que pode até estar a ser preparado um conjunto de medidas contra Portugal. Para já, o primeiro-ministro português desvaloriza a ameaça e mantém a visita marcada para a primavera.