sicnot

Perfil

País

Câmara Olhão receia que demolições na Ria Formosa obrigue a indeminizações

A Câmara Municipal de Olhão vai colocar uma providência cautelar pela suspensão das demolições na Ria Formosa por receio que, caso as demolições venham a ser consideradas ilegais pelos tribunais, as autarquias tenham de participar nas indeminizações.

© Vasco Celio / Reuters

"Temos receio que, caso a Polis avance neste processo de 'cegueira' de deitar casas abaixo e venha a ser dada razão [pelos tribunais] aos donos das casas, a Polis terá depois de entrar num processo de indeminizações e nós [autarquias] somos acionistas da Polis", disse hoje à Lusa o presidente do município de Olhão.

A reação da autarquia tem por base o facto de, pela primeira vez, o Tribunal Administrativo e Fiscal de Loulé ter decidido pela suspensão de uma casa de segunda habitação na ilha de Faro, área abrangida pelo plano de renaturalização que a Sociedade Polis Litoral Ria Formosa tem vindo a executar com demolições de casas.

O processo de renaturalização da ria Formosa, lançado pelo Ministério do Ambiente, através do programa Polis, prevê a demolição de um total de 800 construções nos núcleos urbanos das ilhas-barreira.

Os trabalhos começaram em dezembro, no ilhote dos Ramalhetes e no ilhote de Cobra, e deverão prolongar-se até ao verão, segundo o calendário anunciado inicialmente pela sociedade Polis.

O Programa Polis Litoral da Ria Formosa é o instrumento financeiro para a execução do Plano de Ordenamento da Orla Costeira (POOC) Vilamoura - Vila Real de Santo António, aprovado em 2005 e que deveria ter sido concluído em 2014, mas foi prolongado por mais um ano.

"A juíza mandou suspender a demolição", observou António Miguel Pina, acrescentando que a juíza considerou existirem dúvidas que deverão ser esclarecidas em tribunal.

Segundo aquele autarca, as dúvidas são as mesmas da Câmara de Olhão, nomeadamente "falhas processuais na constituição da Polis e nas decisões da Polis que levam a que todo este processo esteja ferido de ilegalidade".

A providência cautelar da demolição de uma casa de segunda habitação sustenta que o processo de demolições e a tomada de posse das casas apresenta um conjunto de ilegalidades porque não foram acautelados procedimentos como por exemplo a aprovação do Plano Estratégico da Polis pelas Assembleias Municipais.

António Miguel Pina diz que o seu executivo coloca ainda em causa que a Polis esteja legal atualmente "uma vez que o seu prazo de validade era até 2014".

"Ainda corremos o risco de os munícipes de Olhão virem a ter de pagar os desvarios da Sociedade Polis e do Ministro do Ambiente", comentou o presidente da Câmara Municipal.

A providência cautelar da autarquia de Olhão será entregue até ao final do mês.

Até ao final desta semana a autarquia conta apresentar uma outra providência onde alega que a Sociedade Polis não respeitou as determinações do Plano de Ordenamento da Orla Costeira (POOC) para a proteção do camaleão, espécie protegida que as ilhas-barreiras como um dos seus habitats.

"O POOC Vilamoura- Vila Real de Santo António previa que fossem feitos estudos e um programa para acautelar [os camaleões] no processo de demolições e o mesmo não foi feito", explicou António Miguel Pina.

Lusa
  • Moradores das ilhas da Ria Formosa protestam no Parlamento
    1:59

    País

    Proprietários de casas nas ilhas da ria Formosa foram hoje expulsos das galerias do Parlamento. Houve gritos de protesto após o chumbo dos diplomas para parar com as demolições. A presidente da Assembleia da República ordenou a retirada imediata dos manifestantes. Assunção Esteves disse que o incidente seria tratado em sede de conferência de líderes.

  • Salgado impedido de sair do país e de contactar outros arguidos
    1:21

    Operação Marquês

    O ex-presidente do BES, Ricardo Salgado, ficou esta quarta-feira impedido de se ausentar para o estrangeiro sem autorização prévia e proibido de contactar com os arguidos da Operação Marquês, determinou o Tribunal Central de Instrução Criminal. O jornalista da SIC Luís Garriapa esteve no TCIC, onde deu a conhecer as medidas de coação, depois de uma "longa maratona de nove horas".

  • Temperatura global de 2016 foi a mais alta desde 1880

    Mundo

    A temperatura média na superfície terrestre e oceânica em 2016 foi a mais alta desde 1880, no terceiro ano consecutivo de recordes do aquecimento global, anunciou esta quarta-feira a agência dos Estados Unidos para a atmosfera e os oceanos.

  • CIA desvenda segredos de quase 50 anos de História

    Mundo

    A CIA publicou online quase 12 milhões de documentos confidenciais. Basta uma ligação à Internet para navegar por entre 50 anos de relatórios outrora secretos. Entre os milhões de páginas, estão documentos sobre um eventual assassínio de Fidel Castro, detalhes sobre os crimes de guerra nazis, relatórios sobre avistamentos de OVNI e um estudo sobre telepatia denominado "Projeto Star Gate".

  • Cadela sobrevive após engolir faca de cozinha

    Mundo

    Na Escócia, uma história de sobrevivência, no mínimo, bicuda. Uma cadela engoliu uma faca de cozinha com mais de 20 centímetros, manteve-a dentro de si durante algumas semanas mas sobreviveu, depois de ser operada de urgência..