sicnot

Perfil

País

Jorge Sampaio sugere reforço das Provedorias de Justiça na Europa

O antigo presidente da República Jorge Sampaio sugeriu hoje o reforço da figura do Provedor de Justiça a nível europeu, dando como exemplo a "indizível e bárbara crueldade" dos náufragos africanos no Mediterrâneo.

Jorge Samapio (Lusa / Arquivo)

Jorge Samapio (Lusa / Arquivo)

LUSA

"No nosso tempo de mudanças aceleradas e múltiplas, até onde deverá chegar a ação do Provedor de Justiça? Perante as imagens de uma indizível e bárbara crueldade, de milhares de pessoas a naufragar no Mediterrâneo, como reforçar o papel do Provedor de Justiça a nível europeu?", questionou, assumindo tratar-se de um "desafio" futuro, dada a "plena confiança no respeitado perfil do Provedor de Justiça como promotor dos direitos humanos".

O chefe de Estado português entre 1996 e 2006 foi um dos participantes no seminário "O Provedor de Justiça no futuro - os novos desafios", organizado pela Assembleia da República, no âmbito do 41.º aniversário do 25 de Abril de 1974.

Sampaio ilustrou com as funções daquela instituição com algo vivido enquanto autarca, em Lisboa, elogiando a postura do então Provedor de Justiça, Menéres Pimentel.

"Havia mais de uma centena de queixas visando a Câmara Municipal de Lisboa (CML), que mantinha completo e total silêncio. Tive de criar uma task-force (grupo de trabalho) especial para convencer os serviços,  e eram difíceis de convencer, nos idos de 1990, que haveria que dar resposta ao Provedor de Justiça e, assim, aos cidadãos, pois há um dever de cooperação. Conseguiu-se, com a lentidão enervante que estas coisas têm por parte da Administração Pública, ir dando resposta", contou.

O jurista e ex-secretário-geral do PS afirmou que "o Estado de direito é sempre construção inacabada, na procura de melhoramentos que o aprofundem" e que, "no século XXI, são muitos os desafios com que o instituto da Provedoria de Justiça se defronta".

"Há novas exigências materiais de Justiça e padrões mais exigentes de realização dos direitos fundamentais, com a crescente densificação da vida internacional, a complexidade da ordem jurídica europeia, a necessária cooperação de agentes e atores com perfis similares", apontou, citando "a partilha crescente do exercício da soberania e o alargamento da cidadania, a era digital, a sociedade em rede, a alteração de relações entre esfera pública e privada", antes de sublinhar a "evolução das sociedades", nomeadamente "a diversificação crescente das realidades familiares".

Para Sampaio, a Provedoria de Justiça é "um fator de garantia de defesa dos direitos dos cidadãos" que tem exercido "verdadeira magistratura de influência ao longo destes 40 anos", tendo como "função principal a defesa e a promoção dos direitos, liberdades e garantias dos cidadãos", principalmente "perante os poderes públicos e a administração em geral" contra as "arbitrariedades".

Lusa

  • Primeiro-ministro hoje na cidade da Praia 

    País

    O primeiro-ministro, António Costa, está hoje em Cabo Verde para a a IV cimeira bilateral entre Portugal e aquele país africano, aproveitando a passagem pela cidade da Praia para inaugurar a escola portuguesa.

  • As polémicas do primeiro mês de Donald Trump como Presidente
    3:17
  • Deputados britânicos debatem hoje petição que desvaloriza visita de Donald Trump

    Mundo

    Os deputados britânicos debatem hoje uma petição que reclama que a futura visita de Estado do Presidente norte-americano, Donald Trump, seja reduzida a uma visita oficial, enquanto dezenas de milhares de pessoas se manifestam sobre o mesmo assunto. Dezenas de milhares de pessoas são esperadas hoje nas ruas de várias cidades do Reino Unido, em protestos organizados para coincidir com a discussão no parlamento (na Câmara dos Comuns) de uma petição 'online' que já tem quase dois milhões de subscritores.

  • Portugal sem resposta de Moçambique sobre português desaparecido em Maputo
    1:25

    País

    Portugal tem tentado, sem sucesso, obter respostas das autoridades moçambicanas sobre o rapto de um empresário português há sete meses. De acordo com a notícia avançada este domingo pelo jornal Público, uma carta enviada há duas semanas pelo Presidente da República ao homólogo moçambicano não teve resposta. O Governo de Moçambique tem ignorado pedidos de informação das autoridades portuguesas.

  • Benefícios fiscais trouxeram a Portugal 10 mil estrangeiros em 2015

    Economia

    Os benefícios fiscais em Portugal atraíram mais de 10 mil estrangeiros no ano passado. A maioria vem com o estatuto de residente não habitual, que dá isenção total de IRS aos reformados por dez anos e 20% de isenção no imposto para profissionais que estiverem ligados a atividades de valor acrescentado como Psicologia, Investigação ou Medicina.

  • Táxi capaz de sobrevoar filas de trânsito ainda este ano no Dubai

    Mundo

    É o sonho de muitos que passam horas intermináveis em filas de trânsito. Trata-se de um drone com capacidade para transportar pessoas. "Operações regulares" deste insólito aparelho terão início em julho, no Dubai. O anúncio foi feito pela entidade que gere os transportes da cidade. Apenas um passageiro, com o peso máximo de 100 kg, pode seguir viagem neste táxi revolucionário, capaz de sobrevoar vias congestionadas pelo trânsito.