sicnot

Perfil

País

Miguel Albuquerque quer "estreitar" laços com os Açores

O presidente da Comissão Politica Regional do PSD-Madeira, Miguel Albuquerque, disse hoje que a Região quer "estreitar" os seus laços com a Região Autónoma dos Açores por "questões estruturais, históricas e de interesse comum". 

"Quero dizer que não guardo ressentimentos das nossas disputas recentes. Não guardo, meu caro presidente, porque não confundo questões de natureza pessoal com as de natureza política." - Miguel Albuquerque, líder do PSD/Madeira, dirigindo-se a Alberto João Jardim

"Quero dizer que não guardo ressentimentos das nossas disputas recentes. Não guardo, meu caro presidente, porque não confundo questões de natureza pessoal com as de natureza política." - Miguel Albuquerque, líder do PSD/Madeira, dirigindo-se a Alberto João Jardim

Lusa

Miguel Albuquerque fez esta observação no final de um encontro com o seu homólogo açoriano, Duarte Freitas, realizado na sede do PSD-Madeira, tendo este sido o primeiro encontro institucional a nível partidário do novo líder dos sociais-democratas madeirenses.

"A nível institucional é evidente que nós temos que fazer uma aproximação aos Açores por questões estruturais, históricas e de interesses que são comuns e que são prioritários salvaguardar", defendeu.

O presidente do PSD-Madeira equacionou como matérias a desenvolver conjuntamente com os Açores o estatuto de ultraperiferia no âmbito da União Europeia, realçando que estas ilhas (Madeira, Açores, Canárias e os Departamentos Ultramarinos franceses), apesar de serem mais periféricas, dão, contudo, "uma mais-valia fundamental à União Europeia em termos da vertente Atlântica".

"As nossas ilhas têm um grande potencial e precisam tirar vantagens desta realidade", disse.

Para Miguel Albuquerque, "é também importante que a União Europeia olhe para as suas regiões ultraperiféricas como regiões com especificidades próprias, que precisam de apoios muito específicos e que não podem ser tratadas, do ponto de vista económico e político com regiões continentais centrais".

O novo presidente do Governo da Madeira quer ainda desenvolver outras medidas ao nível do mar, da universidade, da economia, do comércio e do turismo.

Revelou ainda que vai tentar que a SATA volte a operar para a Madeira: "Vou tentar, novamente, que a SATA volte a prestar serviços também, aqui, na Região e com a Região".

Miguel Albuquerque manifestou a solidariedade do PSD-Madeira ao líder do PSD Açores, Duarte Freitas, nomeadamente no processo de renovação que está a levar a cabo no partido.

"O Dr. Duarte Freitas, enquanto líder do PSD, está a iniciar um processo de renovação do partido nos Açores, com o rejuvenescimento dos seus quadros, de abertura à sociedade, como nós fizemos, aqui, na Madeira, e que penso que será muito importante num novo quadro politico nos Açores", vaticinou. 

O líder do PSD Açores realçou, por seu lado, a vitória de Miguel Albuquerque e a sua estratégia de renovação do partido que disse querer "levar para os Açores". 

"Dar uma nota partidária daquilo que representa este sucesso de Miguel Albuquerque no sentido de uma renovação que, eu, próprio, tenho imprimido nos Açores", frisou.

"Esta renovação, aqui, na Madeira, já teve efeitos positivos para o PSD e vai ter certamente para os madeirenses e é também um pouco essa confirmação da validade desta renovação que eu quero sublinhar e levar para os Açores no projeto que estamos a apresentar aos açorianos com um PSD renovado", acrescentou.

Instado se as duas regiões deveriam apresentar, caso o processo seja aberto, um projeto de revisão constitucional conjunto, Duarte Freitas respondeu: "Neste momento estamos, apenas, a analisar aquilo que são as matérias de interesse comum, se virmos que essa é a melhor solução para as duas regiões, saberemos identificar e defender aquilo que é do interesse das duas regiões".

Duarte Freitas encontra-se na Madeira onde, na segunda-feira, esteve presente na tomada de posse do XII Governo Regional, agora presidido por Miguel Albuquerque.

Lusa

  • Presidente do Sporting vai processar um dos sócios do clube
    0:42

    Desporto

    Bruno de Carvalho anunciou esta sexta-feira que vai processar o sócio José Pedro Rodrigues. O presidente do Sporting acusa o sócio de ter posto a circular um documento falso que revelava que Bruno de Carvalho estaria a ser investigado por causa das transferências de Bruno César e Alan Ruiz. O caso fez Bruno de Carvalho tomar uma decisão sobre o futuro.

  • Bruno de Carvalho contra almoço de Dias da Cunha e Menezes Rodrigues com Luís Filipe Vieira
    1:17

    Desporto

    Bruno de Carvalho insurgiu-se, esta sexta-feira, contra Dias da Cunha e Menezes Rodrigues por terem estado, em Setúbal, num almoço com Luís Filipe Vieira. Durante o discurso na Assembleia-geral do clube, o presidente dos leões considerou lamentável a atitude dos dois sportinguistas numa altura em que o Benfica é acusado pelos rivais de poder estar envolvido num alegado esquema de corrupção e tráfico de influências.

  • PJ investiga forma como o FC Porto obteve os e-mails
    1:58

    Desporto

    Enquanto o campeonato português de futebol está de férias do relvado, nos bastidores continua uma guerra aberta por causa dos e-mails. O FC Porto entregou à Polícia Judiciária toda a documentação disponível do chamado caso dos e-mails, que envolve o Benfica num alegado esquema de corrupção. O pedido foi feito pela Unidade Nacional de Combate à Corrupção da PJ. A forma como o FC Porto obteve os e-mails também está a ser investigada pela Polícia Judiciária.

  • Atirador canadiano mata combatente do Daesh a 3,5km de distância

    Mundo

    Um atirador das Forças Especiais do Canadá matou um combatente do Daesh com um tiro disparado a 3,5 quilómetros de distância, no passado mês de maio, no Iraque. O Comando de Operações Especiais canadiano garantiu à BBC que a distância do disparo, realizado com sucesso, é já considerada um recorde na história militar.

  • Revelada a verdadeira identidade de Banksy?

    Cultura

    O músico e produtor Goldie pode ter revelado a identidade do artista mais conhecido por Banksy, durante uma entrevista ao podcast do rapper Scroobius Pip. Goldie referiu Robert Del Naja de forma acidental e os fãs acreditam que a identidade do artista britânico foi finalmente desvendada.

  • "Mãe, por favor, para de dizer asneiras. Não quero que leves um tiro"
    0:51

    Mundo

    O Departamento de Investigação da Polícia do Minnesota divulgou esta sexta-feira um vídeo com imagens de um incidente que levou à morte de um afro-americano pela polícia, nos Estados Unidos da América. Em julho de 2016 um polícia atingiu mortalmente Philando Castile, de 32 anos, durante uma operação de controlo rodoviário. O homem procurava os documentos de identificação quando o polícia disparou quatro tiros. Nas imagens é possível ver o desespero da filha da companheira de Philiando Castile, minutos depois de ter visto o padrasto a morrer. O agente responsável pela morte de Castile foi absolvido pelo Tribunal na semana passada.

  • Depois da "provocação", o acidente em cadeia
    0:43

    Mundo

    Um vídeo de um acidente numa autoestrada em Santa Clarita, na Califórnia (EUA), está a tornar-se viral nas redes sociais. Nas imagens é possível ver um motociclista a dar um pontapé num carro que seguia à sua frente. Como forma de "retribuição", o carro vira na direção da mota mas bate no separador e depois numa carrinha que acabou por capotar. Segundo a imprensa norte-americana o condutor da carrinha foi levado para o hospital com ferimentos ligeiros. Já a pessoa que conduzia a mota seguiu o seu caminho. 

  • Johnny Depp pede desculpa por piada a sugerir assassínio de Trump

    Mundo

    Johnny Depp pediu esta sexta-feira desculpa por ter feito uma piada sobre assassinar Donald Trump, durante a sua atuação no Festival de Glastonbury, em Inglaterra. "Quando foi a última vez que um ator assassinou um Presidente?", foi assim que o ator e músico falou para a multidão que o estava a ver. Contudo, as declarações não foram bem recebidas pela Casa Branca, que emitiu um comunicado a condenar as palavras.