sicnot

Perfil

País

Resgatado corpo de pescador galego desaparecido no rio Lima em Ponte da Barca

 Um pescador lúdico galego, de 67 anos, que hoje desapareceu no rio Lima, na zona de Parada Monte, em Ponte da Barca, foi encontrado sem vida cerca das 20:15, disse à agência Lusa fonte da GNR. 

SIC

De acordo com a fonte do Comando Territorial da GNR de Viana do Castelo, o corpo do homem, reformado da Guardia Civil espanhola, foi encontrado "junto à margem do rio Lima", em Ermelo, naquele concelho do distrito de Viana do Castelo, "por um popular que passava na zona".

"Tudo indica ter-se tratado de um acidente, mas a autópsia, a realizar no Instituto de Medicina Legal (IML) de Viana do Castelo, irá determinar as causas da morte", explicou a mesma fonte policial.

O sexagenário galego terá saído para pescar terça-feira à noite, no lado português daquele rio, e não voltou a ser visto, levando o filho a dar o alerta para as autoridades hoje cerca das 10:19, "após ter tentado contactar o pai através do telemóvel", sem sucesso.

Horas antes da descoberta do corpo, durante as operações de busca foi encontrada a cana de pesca do sexagenário.

As operações de busca, realizadas em ambas as margens durante todo o dia, envolveram autoridades policiais do Alto Minho e da Galiza.

Do lado português, a GNR de Viana do Castelo mobilizou para o local o Grupo de Intervenção de Proteção e Socorro (GIPS), o Núcleo de Proteção Ambiental daquela força policial e cães de busca e salvamento.

No local estiveram ainda seis operacionais dos Bombeiros Voluntários de Ponte da Barca, com um bote e uma viatura.


Lusa
  • Pescador desaparecido no rio Lima

    País

    Um pescador galego dado hoje como desaparecido está a ser procurado no rio Lima, na zona de Parada Monte, em Ponte da Barca, por autoridades policiais do Alto Minho e da Galiza, disse hoje Lusa fonte da GNR.

  • "É evidente que não fecho a porta ao Eurogrupo"
    1:38

    Economia

    O ministro das Finanças diz que não fecha a porta ao Eurogrupo. A declaração é feita numa entrevista ao semanário Expresso. No entanto, Mário Centeno deixa a ressalva que qualquer ministro das Finanças do Eurogrupo pode ser presidente.

  • Trump adia decisão sobre permanência nos acordos de Paris
    1:48
  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14