sicnot

Perfil

País

GNR quer identificar jovens em risco que possam aderir ao terrorismo

A GNR quer identificar, através de perfis psicológicos, jovens em risco que possam vir a ter comportamentos radicais e aderirem a organizações terroristas, disse hoje o comandante operacional da GNR.

Reuters

O major-general Luís Botelho Miguel, que participou numa conferência sobre terrorismo organizada pelo Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas (ISCSP), adiantou que os perfis vão ser identificados pelo Gabinete de Psicologia e Intervenção Social da GNR.

No âmbito da Estratégia Nacional de Combate ao Terrorismo recentemente aprovada pelo Governo e no domínio da deteção, Luís Botelho Miguel afirmou que a Guarda Nacional Republicana quer "robustecer a estrutura de recolha de informação".

Nesse sentido, a GNR quer conseguir identificar os perfis para detetar mais facilmente jovens que queiram aderir a organizações terroristas, afirmou.

Luís Botelho Miguel disse à agência Lusa que a GNR quer identificar os perfis psicológicos dos jovens em risco para perceber eventuais comportamentos de radicalização.

O comandante operacional da GNR explicou que através de perfis psicológicos é possível perceber se os jovens podem vir a ter eventuais comportamentos radicais.

 "Se tiverem estes perfis há um grande potencial de ter comportamentos radicais", disse.

Também presente na conferência, o diretor nacional da PSP, superintendente-chefe Luís Farinha, defendeu que se deve "aumentar a capacidade de deteção precoce".

Abordando os desafios futuros para prevenir e combater o terrorismo, o diretor nacional da PSP considerou "fundamental" que se aposte "estrategicamente no policiamento de proximidade.

"Nenhum sistema de segurança pode garantir a deteção de todas as ameaças e riscos terroristas. Pois mesmo para ameaças conhecidas podem não ser considerados todos os riscos delas resultantes. O sistema de segurança não é perfeito e não consegue saber tudo, a incerteza é uma constante, em particular quando tratamos de ameaças complexas", sustentou.

Os dois elementos das forças de segurança participaram no painel dedicado à "investigação criminal no combate ao terrorismo: perspetivas das instituições" no âmbito da "I Conferência Nacional Terrorismo - O desafio à segurança interna no século XXI".

Lusa
  • Primeiro-ministro holandês liga a Costa para explicar palavras de Dijsselbloem
    2:23

    País

    António Costa pediu que Djisselbloem desaparecesse da Presidência do Eurogrupo. Após esta tomada de posição, o primeiro-ministro holandês ligou para Costa na semana passada a dar explicações. Contudo, o primeiro-ministro português não recua e volta a dizer que Dijsselbloem não tem condições para continuar, na sequência das declarações sobre copos e mulheres. Os eurodeputados do Partido Popular Europeu reforçaram também esta terça-feira o pedido de demissão.

  • Surto de hepatite A em Portugal
    2:45

    País

    Há um surto de hepatite A em Portugal. Desde janeiro, 105 pessoas foram diagnosticadas na região de Lisboa e Vale do Tejo, um número superior aos casos contabilizados em todo o país nos últimos 40 anos. O surto terá começado na Holanda e está a atingir quase toda a Europa.

  • Abertura da lagoa de Santo André atrai surfistas e bodyboarders
    4:15
  • Novo vídeo do Daesh mostra crianças a treinar para matar
    3:35
  • Kennedy acreditava que Hitler estava vivo

    Mundo

    Um diário de John F. Kennedy vai a leilão em Boston, nos Estados Unidos da América. O diário foi escrito durante a sua breve carreira como jornalista, depois da 2.ª Guerra Mundial. No livro, foram expostas algumas teorias do antigo Presidente norte-americano, como a possibilidade de Hitler estar vivo.

    Ana Rute Carvalho

  • Trump propõe cortes orçamentais para pagar muro

    Mundo

    O Presidente dos Estados Unidos está a propor cortes de milhões de dólares no orçamento para que os contribuintes norte-americanos, e não o México, paguem o muro a construir na fronteira entre os dois países.

  • Tecnologia permite a tetraplégico mexer mão e braço

    Mundo

    Um homem que ficou tetraplégico num acidente voltou a mover-se com a ajuda da tecnologia e apenas usando o pensamento, num projeto de investigadores dos Estados Unidos divulgado esta terça-feira na revista especializada em medicina The Lancet.