sicnot

Perfil

País

SEF detém seis pessoas no Porto por auxílio à imigração ilegal e lenocínio

O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), informou hoje que deteve quatro pessoas na área do Porto por suspeita dos crimes de auxílio à imigração ilegal e lenocínio e deteve outras duas por permanência ilegal em Portugal.

Em comunicado de imprensa, o SEF indica deu cumprimento na madrugada hoje a um mandado de busca a estabelecimento de diversão noturna na área do Porto e a três mandados de busca domiciliária e refere que a operação culminou na identificação de 12 cidadãs e na detenção de quatro cidadãos, três nacionais e um estrangeiro, pela prática do crime de lenocínio. 

Durante a mesma investigação de suspeitas de prática de crime de auxílio à imigração ilegal e lenocínio, o SEF deteve também duas cidadãs estrangeiras "por permanência ilegal em território nacional" e que vão estão a ser presentes a tribunal para conhecerem as medidas de coação.

Das buscas domiciliárias, o SEF apreendeu armas de fogo, armas brancas e viaturas e diversa matéria de prova relacionada com o lenocínio.

O estabelecimento de diversão noturno foi "apreendido e selado" por ordem judicial.

O SEF desenvolveu esta investigação criminal ao longo de seis meses, sendo o inquérito dirigido pelo Departamento de Investigação e ação Penal (DIAP) de Santo Tirso.

Lusa

  • Governo vai avaliar situação da associação Raríssimas
    1:41

    País

    O Governo promete avaliar a situação da instituição Raríssimas e agir em conformidade, depois da denúncia de alegadas irregularidades na gestão financeira. A presidente da instituição terá usado dinheiro da Raríssimas para gastos pessoais como vestidos de alta-costura e alimentação. Esta é uma instituição que apoia doentes e famílias que convivem de perto com doenças raras. 

  • Diáconos permanentes: quem são e que cargo ocupam na comunidade católica
    10:04
  • Múmia quase intacta descoberta em Luxor
    1:23

    Mundo

    O Egito anunciou, este sábado, a descoberta de dois pequenos túmulos com 3.500 anos na cidade de Luxor. Foram também encontrados uma múmia em bom estado de conservação, uma estátua do deus Ámon Ra e centenas de artefactos de madeira e cerâmica ou pinturas intactas.