sicnot

Perfil

País

Trabalhadores da Saúde ocuparam entrada do Ministério

Cerca de três dezenas de trabalhadores da Saúde ocuparam pelas 15:00 a entrada do Ministério da Saúde, em Lisboa, para exigir a marcação de reunião com o ministro Paulo Macedo.

HUGO DELGADO/ LUSA

Entre as reivindicações dos trabalhadores estão a criação da carreira de técnico auxiliar da saúde, a reposição das 35 horas semanais de trabalho, a criação do suplemento de risco, penosidade e insalubridade, a criação da carreira de técnico de emergência do INEM e a valorização das carreiras de técnico de diagnóstico e terapêutica e técnico superior de saúde.

 

Luís Pesca, da Federação Nacional dos Sindicatos dos Trabalhadores em Funções Públicas e Sociais, disse à agência Lusa que foi enviada no dia 17 deste mês uma carta ao ministro a exigir a marcação de uma reunião, tendo Paulo Macedo remetido para a secretaria de Estado, que até hoje não deu qualquer resposta.

 

Os trabalhadores pretendem manter-se na entrada do Ministério da Saúde até que haja uma reposta por parte do ministro.

 

"Está na hora de o Governo ir embora" e "Basta, basta, basta, a saúde está à rasca" são frases gritadas pelos trabalhadores, que exibem também cartazes a exigir a demissão do Governo e que aludem à defesa do Serviço Nacional de Saúde.



Lusa

  • Pelo menos 63 médicos trocaram o público pelo privado entre 2013 e 2014

    País

    Nos últimos dois anos pelo menos 63 médicos trocaram o serviço público pelo privado. Segundo dados divulgados hoje pelo Expresso, referentes aos anos de 2013 e 2014, o Algarve é a região mais afectada pela saída dos médicos em que, ao todo, se registam  21 casos. Seguem-se as regiões de Lisboa e Centro com 15 saídas cada. Grande parte dos que abandonaram o serviço público, são médicos de medicina geral e familiar o que agrava um problema antigo nos Centros de Saúde. Segundo dados da Administração Central do Sistema de Saúde há um milhão e 300 mil utentes em Portugal sem médico de família. 

  • "Podemos estar a sair da União Europeia, mas não vamos sair da Europa"
    0:40
  • Viver em Évora
    5:11
  • Projeto piloto no Porto com o objetivo de detetar Ambliopia em crianças
    1:16

    País

    São resultados que dizem respeito apenas ao Grande Porto, mas que podem dar uma ajuda para traçar o panorama nacional: 13% das crianças que participaram num rastreio à saúde visual tiveram de ser encaminhadas para consultadas da especialidade. O projeto piloto foi implementado em quatro concelhos do norte do país, mas pode ser alargado.

  • Presidente catalão garante ter plano de contingência
    2:14