sicnot

Perfil

País

Trabalhadores da Saúde ocuparam entrada do Ministério

Cerca de três dezenas de trabalhadores da Saúde ocuparam pelas 15:00 a entrada do Ministério da Saúde, em Lisboa, para exigir a marcação de reunião com o ministro Paulo Macedo.

HUGO DELGADO/ LUSA

Entre as reivindicações dos trabalhadores estão a criação da carreira de técnico auxiliar da saúde, a reposição das 35 horas semanais de trabalho, a criação do suplemento de risco, penosidade e insalubridade, a criação da carreira de técnico de emergência do INEM e a valorização das carreiras de técnico de diagnóstico e terapêutica e técnico superior de saúde.

 

Luís Pesca, da Federação Nacional dos Sindicatos dos Trabalhadores em Funções Públicas e Sociais, disse à agência Lusa que foi enviada no dia 17 deste mês uma carta ao ministro a exigir a marcação de uma reunião, tendo Paulo Macedo remetido para a secretaria de Estado, que até hoje não deu qualquer resposta.

 

Os trabalhadores pretendem manter-se na entrada do Ministério da Saúde até que haja uma reposta por parte do ministro.

 

"Está na hora de o Governo ir embora" e "Basta, basta, basta, a saúde está à rasca" são frases gritadas pelos trabalhadores, que exibem também cartazes a exigir a demissão do Governo e que aludem à defesa do Serviço Nacional de Saúde.



Lusa

  • Pelo menos 63 médicos trocaram o público pelo privado entre 2013 e 2014

    País

    Nos últimos dois anos pelo menos 63 médicos trocaram o serviço público pelo privado. Segundo dados divulgados hoje pelo Expresso, referentes aos anos de 2013 e 2014, o Algarve é a região mais afectada pela saída dos médicos em que, ao todo, se registam  21 casos. Seguem-se as regiões de Lisboa e Centro com 15 saídas cada. Grande parte dos que abandonaram o serviço público, são médicos de medicina geral e familiar o que agrava um problema antigo nos Centros de Saúde. Segundo dados da Administração Central do Sistema de Saúde há um milhão e 300 mil utentes em Portugal sem médico de família. 

  • Fogo na baixa do Porto provoca quatro feridos, dois em estado grave
    1:38

    New Articles

    Um incêndio em três habitações na baixa do Porto, que deflagrou esta noite, provocou quatro feridos, dois em estado grave. O fogo que foi extinto pelos Bombeiros Sapadores do Porto causou cinco desalojados, dos quais quatro foram acolhidos por familiares e um realojado pela junta de freguesia. Desconhece-se a origem das chamas que destruíram três casas.

  • O primeiro dia de Donald Trump na Casa Branca
    3:05
  • Advogados de Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático
    2:13

    Operação Marquês

    Os advogados de José Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático e garantem que o antigo primeiro-ministro nunca favoreceu Ricardo Salgado ou o Grupo Espirito Santo. Segundo o Expresso, o presidente da Escom, Helder Bataglia, terá admitido que Ricardo Salgado utilizou uma conta bancária do empresário, na Suíça, para passar 12 milhões de euros a Carlos Santos Silva, alegadamente para o amigo José Sócrates.

  • Marine Le Pen diz que Brexit terá efeito dominó na UE
    0:39

    Brexit

    Marine Le Pen diz que o Brexit vai ter um efeito dominó na União Europeia. Durante um congresso da extrema-direita, a líder da Frente Nacional francesa afirmou que a Europa vai despertar este ano em que estão marcadas eleições em vários países, como a Alemanha e a Holanda.