sicnot

Perfil

País

Comemorações do 1º de Maio condicionam trânsito em Lisboa

As comemorações do 1.º de Maio vão condicionar o trânsito em Lisboa desde as 08:30, na zona de Alvalade, até depois meio da tarde, na Praça do Comércio e Alameda, informou hoje a PSP. 

(Lusa/ Arquivo)

(Lusa/ Arquivo)

LUSA

Segundo um comunicado hoje divulgado pela PSP de Lisboa, a 34.ª corrida internacional de 1.º de Maio vai provocar condicionamentos/cortes de trânsito junto ao estádio 1.º Maio, na zona de Alvalade, a partir das 08:30. No restante percurso haverá condicionamentos, a partir das 09:45, estando prevista a normalização da circulação pelas 13:30 ou após o último atleta finalizar.

A prova vai condicionar as áreas de Alvalade, Entrecampos, Saldanha, Marquês do Pombal, Baixa, Almirante Reis e Areeiro.

A partir das 09:00 preveem-se condicionamentos na área da Alameda D. Afonso Henriques, onde decorrem os habituais eventos  da CGTP-IN no dia do trabalhador, e no troço entre a Praça Francisco Sá Carneiro e a Praça do Chile.

Às 13:00 deverá iniciar-se, no Largo Martim Moniz, a concentração/manifestação da CGTP-IN, com desfile a partir das 15:00 pela Rua da Palma e Av. Almirante Reis até à Alameda D. Afonso Henriques, estando previstos condicionamentos e cortes de trânsito durante a deslocação.

Para as 13:00 está prevista a concentração na Praça Luís de Camões e posterior desfile de mais manifestantes da CGTP-IN pelo Largo do Chiado - Rua Garrett -- R. do Carmo -- Pr. D. Pedro IV - R. da Betesga -- Pr. da Figueira -- Rua D. Duarte e Pr. do Martim Moniz.

Por seu lado, a USI -- União dos Sindicatos Independentes deverá iniciar a sua concentração na Praça D. Pedro IV (Rossio), pelas 13:00, e pelas 16:00 deverá decorrer, na Praça do Comércio, o evento, "Sentar em Paz e Silêncio por Alternativas à Cultura do Trabalho, da Produção e do Consumo".

"A PSP adotará pontualmente as medidas de segurança julgadas mais convenientes, de modo a assegurar a circulação de pessoas e bens, minimizando inconvenientes causados pelos necessários e inerentes condicionamentos ao trânsito", lê-se no comunicado hoje divulgado.



Lusa
  • Eurogrupo dá luz verde ao Orçamento do Estado
    0:29

    Orçamento do Estado 2017

    O Orçamento português passou no Eurogrupo mas os ministros das Finanças alertam que podem ser precisas mais medidas para cumprir as metas e em março vão voltar a olhar para as contas. Para já, estão satisfeitos com o compromisso assumido por Mário Centeno e mais sete ministros da zona euro, cujos Orçamentos estão em risco de incumprimento.

  • Youtuber Miguel Paraiso escreveu uma paródia musical para a Reportagem da SIC "Renegados"
    1:27

    Grande Reportagem SIC

    O youtuber Miguel Paraiso escreveu uma paródia musical para a Grande Reportagem SIC "Renegados".Desde ontem já teve 67 mil visualizações no Facebook. Imagine que ia renovar o cartão de cidadão e diziam-lhe que afinal não é português? Mesmo tendo nascido, crescido, estudado e trabalhado sempre em Portugal? Foi o que aconteceu a inúmeras pessoas que nasceram depois de 1981, quando a lei da nacionalidade foi alterada.«Renegados» é como se sentem estes filhos de uma pátria que os excluiu. Para ver, esta quarta-feira, no Jornal da Noite da SIC.

  • "A nossa guerra não deixou heróis, só vilões e vítimas"
    5:26

    Mundo

    Luaty Beirão é o rosto mais visível de um movimento de contestação ao regime angolano que começou em 2011, ano da Primavera árabe. Mas a par dos 15+2, mediatizados num processo que os condenou por lerem um livro, outros activistas arriscam diariamente a liberdade. A SIC esteve em Luanda e falou com o advogado Adolfo Campos e com os músicos Carbono Casimiro, Mona Dya Kidi e David Salei. Já todos estiveram presos. Já todos foram vítimas de violência policial. Defendem que "a geração anterior comprometeu o país" e acreditam que só a mudança política pode trazer um futuro melhor. Para estes jovens activistas, a guerra que arrasou o país, e com que o regime justifica tudo, não deixou heróis, apenas "vilões e vítimas".

  • O que aconteceu à menina síria que relatava a guerra no Twitter?
    1:59