sicnot

Perfil

País

Dois novos linces ibéricos libertados no Parque Natural do Vale do Guadiana

Dois novos linces ibéricos, as fêmeas "Lluvia" e "Lagunilla", foram libertados na terça-feira no Parque Natural do Vale do Guadiana, em Mértola, aumentando para sete o número de exemplares da espécie existentes no local, foi hoje anunciado.

Lince libertado em dezembro de 2014 em Mértola.

Lince libertado em dezembro de 2014 em Mértola.

Arquivo Lusa

A libertação das duas fêmeas ocorreu quase duas semanas depois de um casal de linces, "Loro" (macho) e "Liberdade" (fêmea), ter sido colocado igualmente em liberdade, no parque, assinala em comunicado o Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF).

Em março, houve uma "baixa" na população de linces reintroduzidos no Parque Natural do Vale do Guadiana, depois de a fêmea "Kayakweru", libertada em fevereiro, ter sido encontrada morta, por envenenamento, segundo o ICNF. 

O processo de reintrodução dos linces ibérios em Portugal começou em dezembro, em colaboração com Espanha e entidades locais e, de acordo com o ICNF, não implica restrições ou limitações às atividades agrícola, florestal, turística ou de caça.

No comunicado, o ICNF refere que os linces-fêmeas "Lluvia" e "Lagunilla" foram libertados "seguindo o processo de solta branda, para potenciar a adaptação e fixação, tal como aconteceu com os animais anteriores". 

"Lluvia" e "Lagunilla" nasceram em cativeiro, há pouco mais de um ano, no Centro de Reprodução em Cativeiro de Lince Ibérico de Zarza de Granadilla, na Extremadura, Espanha.

O Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas adianta que o casal "Loro" e Liberdade", bem como três linces libertados anteriormente, "Jacarandá" (fêmea), "Katmandú" (macho) e "Kempo" (macho), "continuam bem, apresentando os comportamentos naturais da espécie".

O lince ibérico tinha praticamente desaparecido do território português na década de 90, tendo sido considerado uma espécie "criticamente em perigo". 

O animal é um símbolo da conservação dos ecossistemas mediterrânicos e uma espécie única, endémica de Portugal e de Espanha, classificada, pela União Internacional para a Conservação da Natureza, como o felino mais ameaçado do mundo.


Lusa

  • Principais factos da acusação no caso BPN dados como provados

    País

    O coletivo de juízes responsável pelo julgamento do processo principal do caso BPN, liderado por Luis Ribeiro, deu início à leitura do acórdão pelas 10:30, com quatro arguidos ausentes do tribunal, entre os quais Oliveira Costa. Os principais factos da acusação são dados como provados, mas a leitura deverá demorar algumas horas

  • Autódromo do Estoril está ilegal há 45 anos

    Desporto

    De acordo com o Público este equipamento desportivo, inaugurado na década de 70, não tem licença de construção nem de utilização. Uma notícia que apanhou de surpresa o executivo camarário de Cascais, liderado por Carlos Carreiras.

  • Seca na Bacia do Sado exige restrições ao uso da água no Alentejo

    País

    A Agência Portuguesa do Ambiente aprovou hoje um conjunto de medidas para gestão dos recursos hídricos, definindo medidas específicas para a bacia hidrográfica do Sado, a única que se encontra em situação de seca. Além da diminuição de regas em hortas e jardins, a APA recomenda o encerramento das fontes decorativas, a proibição de encher piscinas e de lavagem de automóveis.