sicnot

Perfil

País

Dois novos linces ibéricos libertados no Parque Natural do Vale do Guadiana

Dois novos linces ibéricos, as fêmeas "Lluvia" e "Lagunilla", foram libertados na terça-feira no Parque Natural do Vale do Guadiana, em Mértola, aumentando para sete o número de exemplares da espécie existentes no local, foi hoje anunciado.

Lince libertado em dezembro de 2014 em Mértola.

Lince libertado em dezembro de 2014 em Mértola.

Arquivo Lusa

A libertação das duas fêmeas ocorreu quase duas semanas depois de um casal de linces, "Loro" (macho) e "Liberdade" (fêmea), ter sido colocado igualmente em liberdade, no parque, assinala em comunicado o Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF).

Em março, houve uma "baixa" na população de linces reintroduzidos no Parque Natural do Vale do Guadiana, depois de a fêmea "Kayakweru", libertada em fevereiro, ter sido encontrada morta, por envenenamento, segundo o ICNF. 

O processo de reintrodução dos linces ibérios em Portugal começou em dezembro, em colaboração com Espanha e entidades locais e, de acordo com o ICNF, não implica restrições ou limitações às atividades agrícola, florestal, turística ou de caça.

No comunicado, o ICNF refere que os linces-fêmeas "Lluvia" e "Lagunilla" foram libertados "seguindo o processo de solta branda, para potenciar a adaptação e fixação, tal como aconteceu com os animais anteriores". 

"Lluvia" e "Lagunilla" nasceram em cativeiro, há pouco mais de um ano, no Centro de Reprodução em Cativeiro de Lince Ibérico de Zarza de Granadilla, na Extremadura, Espanha.

O Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas adianta que o casal "Loro" e Liberdade", bem como três linces libertados anteriormente, "Jacarandá" (fêmea), "Katmandú" (macho) e "Kempo" (macho), "continuam bem, apresentando os comportamentos naturais da espécie".

O lince ibérico tinha praticamente desaparecido do território português na década de 90, tendo sido considerado uma espécie "criticamente em perigo". 

O animal é um símbolo da conservação dos ecossistemas mediterrânicos e uma espécie única, endémica de Portugal e de Espanha, classificada, pela União Internacional para a Conservação da Natureza, como o felino mais ameaçado do mundo.


Lusa

  • Família Aveiro na inauguração do Aeroporto Cristiano Ronaldo
    2:34

    País

    A decisão de dar o nome de Cristiano Ronaldo ao aeroporto da Madeira divide opiniões. Contudo, na cerimónia de inauguração desta quarta-feira só se ouviram aplausos. Os madeirenses juntaram-se à porta do aeroporto para ver e receber o melhor jogador do mundo. Também a família do jogador esteve na Madeira para apoiar Ronaldo.

  • A (polémica) mudança de nome do aeroporto da Madeira
    2:00

    País

    O aeroporto da Madeira é desde esta quarta-feira aeroporto Cristiano Ronaldo. O Presidente da República e o primeiro-ministro estiveram juntos na homenagem ao futebolista. A alteração não é consensual entre os madeirenses.

  • O busto de Ronaldo que virou piada no mundo inteiro
    2:04

    País

    No dia em que foi formalizado o novo nome do aeroporto da Madeira, foi também conhecido o busto em bronze de Cristiano Ronaldo e que, desde logo, começou a provocar reações em todo o mundo. As críticas da imprensa internacional não são propriamente positivas e a internet aproveitou para dar contornos humorísticos à criação.

  • Os seus descontos para a Segurança Social estão em ordem?
    7:50
    Contas Poupança

    Contas Poupança

    4ª FEIRA JORNAL DA NOITE

    Os portugueses estão cada vez mais preocupados com a reforma. O valor que se vai receber depende dos descontos que se fizerem para a Segurança Social. Mas há contabilistas que cometem burlas com o dinheiro dos clientes, há esquecimentos, e empresas que deixam de pagar as contribuições por falta de verbas. O Contas Poupança explica-lhe como pode ver neste instante se todos os seus descontos estão nos cofres da Segurança Social, e corrigir algum erro antes que seja tarde demais.

  • "Não há razão para fingirmos que hoje é um dia feliz"
    1:55

    Brexit

    Depois de receber esta quarta-feira a notificação do Brexit, o presidente do Conselho Europeu antecipou negociações difíceis. Donald Tusk diz que agora é preciso minimizar os prejuízos para os cidadãos europeus e para as empresas.

  • "Não há recuo possível"
    2:30

    Brexit

    O processo de saída do Reino Unido da União Europeia começou esta quarta-feira, com a ativação do artigo 50.º do Tratado de Lisboa. A notificação de Theresa May foi feita por carta a Donald Tusk e a primeira-ministra disse que não recuo possível. O processo de negociações levará dois anos e a saída do Reino Unido da União Europeia ficará concluída em 2019.