sicnot

Perfil

País

Portugueses cumprem mais as regras de trânsito quando partilham viagens

Os condutores portugueses cumprem mais as regras de trânsito e são mais responsáveis quando partilham uma viagem do que quando conduzem sozinhos, indica um estudo europeu que é hoje divulgado em Portugal.

O aumento de quase 50% registou-se entre os meses de janeiro e abril deste ano. (Lusa/Arquivo)

O aumento de quase 50% registou-se entre os meses de janeiro e abril deste ano. (Lusa/Arquivo)

MARIO CRUZ

Segundo o inquérito realizado em dez países europeus, 73 por cento dos condutores portugueses torna-se mais seguro e responsável quando partilha o automóvel em viagens, posicionando-se Portugal em quinto lugar da tabela, atrás da Holanda, Reino Unido, Itália e França.

A percentagem desce quando se trata dos automobilistas portugueses que viajam sozinhos, tendo 47% afirmado que se sente mais seguro e cumpre as regras do trânsito.

O primeiro estudo europeu sobre o impacto da partilha de automóveis na segurança rodoviária refere que a presença de passageiros no carro "é uma força motivadora" para os condutores serem "mais atenciosos e cuidadosos ao volante".´

Nesse sentido, 88 por cento dos condutores portugueses explica que ter passageiros a bordo os ajuda a manterem acordados e em alerta ao volante, 68% sente-se obrigado a respeitar cuidadosamente as regras de trânsito e 84% declara que a viagem decorre sem qualquer stress.

O estudo indica também que 95% dos condutores portugueses presta mais atenção ao espelho retrovisor quando partilha a viagem, 86% não fala ao telemóvel, nem envia mensagens escritas durante a condução, 90% faz sinais luminosos que indica a mudança de direção e 95% presta mais atenção ao espelho retrovisor.
O estudo, levado a cabo por uma empresa francesa de estudos de opinião, em parceria com uma rede europeia de partilha de automóvel, realizou-se entre novembro e dezembro de 2014 em Portugal, França, Reino Unido, Espanha, Bélgica, Itália, Alemanha, Polónia, Rússia e Turquia.

A amostra foi de 1500 portugueses, dos quais 500 são membros da rede europeia de partilha de carros.


Lusa

  • A morte das sondagens foi ligeiramente exagerada

    Opinião

    Um atentado sem efeitos eleitorais, sondagens que acertaram em praticamente tudo, inexistência do chamado eleitorado envergonhado. E um candidato que se situa no centro político com fortíssimas hipóteses de vencer a segunda volta. As presidenciais francesas tiveram uma chuva de acontecimentos anormais, mas acabam por ser um choque de normalidade. Pelo menos até agora...

    Ricardo Costa

  • Fuga de Vale de Judeus em junho de 1975 no Perdidos e Achados
    0:36

    Perdidos e Achados

    Prisão Vale de Judeus, final de tarde de domingo, dia 29 de junho de 1975. O plano da fuga terá sido desenhado por uma vintena de homens. Serrada a presiana metálica era preciso passar, para fora do edifício, as cabeceiras dos beliches onde os presos dormiam. Ao longo de cerca de uma hora 89 detidos, agentes da PIDE/DGS, a Polícia Internacional e de Defesa do Estado português extinta depois da revolução de 1974, fogem do estabelecimento prisional.

    Hoje no Jornal da Noite

  • Pj ainda não fez detenções relacionadas com atropelamento de adepto italiano
    1:52

    Desporto

    As autoridades policiais confirmaram à SIC que o atropelamento que fez este sábado uma vítima mortal, junto ao Estádio da Luz, não terá sido acidental. A Policia Judiciária já saberá quem foi o autor do atropelamento. O homem faria parte do grupo de adeptos do Benfica, que se envolveram em confrontos com adeptos do Sporting.