sicnot

Perfil

País

Sismo de 4,6 na ilha do Faial

 Um sismo de magnitude 4,6 na escala de Richter foi sentido hoje na ilha do Faial, Açores, sem que, até ao momento, se tenham registado danos pessoais ou materiais, informou o Instituto Português do Mar e da Atmosfera.

IRWIN FEDRIANSYAH

De acordo com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), o sismo foi registado às 06:29 (07:29 em Lisboa) nas estações da Rede Sísmica do Arquipélago dos Açores.

O epicentro do sismo, de magnitude 4,6 na escala de Richter, foi registado a cerca de 35 quilómetros a oeste-noroeste da freguesia do Capelo, concelho da Horta, ilha do Faial.

Este sismo, de acordo com a informação disponível, até ao momento, não causou danos pessoais ou materiais e foi sentido com intensidade máxima IV (escala de Mercalli modificada) no concelho da Horta, ilha do Faial, e no município de Lajes do Pico, na ilha do Pico, segundo o IPMA.

A Rede Sísmica do Arquipélago dos Açores tinha registado na quarta-feira um sismo de magnitude 3,4 na escala de Richter na freguesia do Capelo, ilha do Faial, Açores.

Na quarta-feira, o Centro de Informação e Vigilância Sismovulcânica dos Açores e a proteção civil açoriana revelaram que foram registados 160 sismos numa zona a oeste-noroeste da ilha do Faial desde 19 de abril, três deles sentidos pela população.

Segundo informação divulgada por aquelas duas entidades, desde 19 de abril que "tem vindo a ser registada alguma sismicidade" com epicentro entre 37 e 46 quilómetros a oeste-noroeste da ilha do Faial.

Segundo o Centro de Informação, a zona em causa fica numa "faixa de maior atividade sísmica situada entre 15 e 50 quilómetros a oeste da ilha do Faial que já foi palco de significativa atividade sísmica no passado".

"O desenvolvimento deste episódio de maior atividade sísmica tem vindo a ser continuamente acompanhado pelo CIVISA e pela proteção civil açoriana e nova informação será disponibilizada caso se verifiquem alterações ao padrão assinalado", acrescentam as duas entidades.

  • Negócios do Fogo
    22:00
  • Direção da Raríssimas na Madeira demitiu-se em setembro
    1:58

    País

    Três representantes da Raríssimas na ilha da Madeira demitiram-se, em setembro, de costas voltas para a direção. A delegação da instituição na ilha começou em 2015 e fechou com as três demissões. Em entrevista à SIC, uma das antigas delegadas afirmou que todos os fundos angariados foram para a sede, em Lisboa, ficando depois sem dinheiro para pagar as despesas.

  • Deputado do PSD recusa vice-presidência da Raríssimas
    1:58

    País

    Nas reações políticas ao caso da Raríssimas, o PSD e CDS dizem que é preciso acionar todos os mecanismos legais apropriados para averiguar a situação. O deputado social-democrata, Ricardo Baptista Leite, que tinha sido convidado recentemente para vice-presidente da instituição, diz que já não há condições para tomar posse.

  • Turistas aproveitam nevão na Serra da Estrela
    1:23
  • Fortes nevões no norte da Europa
    0:59
  • Dezenas de feridos em protestos contra decisão de Trump em Israel
    1:55
  • A brincadeira de um youtuber que podia ter acabado mal

    Mundo

    Um jovem youtuber inglês enfiou a cabeça num saco de plástico, prendeu-a na parte interna de um microondas e encheu depois o eletrodoméstico com cimento. A brincadeira, que podia ter acabado de forma trágica, deixou o jovem completamente preso e obrigou à intervenção dos serviços de emergência.

    SIC

  • "Popeye" russo pode ter que amputar braços

    Mundo

    Um jovem russo injetou um óleo no corpo para conseguir ter músculos, mais propriamente nos seus braços, que já cresceram cerca de 25 centímetros. Contudo, segundo um médico, o procedimento pode levar à necessidade de amputação, deixando o jovem sem os membros.