sicnot

Perfil

País

Portugueses preocupam-se mais com ambiente e poluição do ar passou a primeiro lugar

Os portugueses estão mais preocupados com as questões ambientais, principalmente com a poluição do ar, que ultrapassou as questões da água nos últimos anos e passou a ocupar o primeiro lugar, revelou hoje a investigadora especialista em ambiente Luísa Schmidt.

reuters

No último Eurobarómetro, que analisa as atitudes dos cidadãos europeus perante o ambiente, com dados recolhidos em maio de 2014, regista-se "uma percentagem elevadíssima, de 97%, a considerar que o ambiente é importante e muito importante, o que se aproxima dos números da União Europeia", disse à agência Lusa a investigadora do Instituto de Ciências Sociais (ICS) da Universidade de Lisboa.

Na comparação com os dados de 2011, em Portugal "ainda aumentou mais a atribuição desta importância" ao ambiente, acrescentou.

A especialista em temas ambientais falava a propósito da conferência "Consumo Sustentável - Uma atitude Verde", organizada pelo Green Project Awards (GPA) e que se realiza na terça-feiram em Lisboa.

Os cidadãos estão cada vez mais interessados nos assuntos do ambiente, que relacionam com a noção de qualidade de vida e com as condições dos espaços próximos do local onde vivem, "ao contrário do que muitas vezes os políticos e os media refletem, porque em termos políticos, o tema não está fortemente implantado na agenda".

Esta situação "liga-se sobretudo à ideia de que a gestão ambiental é muito importante porque tem consequências diretas na vida quotidiana das pessoas", explicou a investigadora, avançando que os dois temas realçados pelos portugueses: a poluição do ar e a poluição da água.

A poluição do ar "aumentou comparativamente aos últimos anos", sendo a maior preocupação para 66% dos portugueses, acima da média europeia, e a questão "clássica" da poluição das águas, rios, lagos, águas subterrâneas e mares passou para segundo lugar.

"É um facto que as pessoas estão preocupadas com a poluição do ar e com a falta de informação sobre o assunto", defendeu Luísa Schmidt.

A investigadora transmitiu a ideia de que as pessoas, à medida que se afastam de uma vida mais ligada ao consumo, devido aos problemas económicos, começam a dar mais importância àquilo que são os seus espaços públicos de usufruto gratuito, como jardins ou zonas ribeirinhas.

Também aumentou entre os portugueses a preocupação com o esgotamento dos recursos naturais, mas há uma diferença geracional e os mais jovens preocupam-se mais com a questão da conservação da natureza e têm maior exigência cívica em termos ambientais.

A biodiversidade não entra muito no vocabulário dos mais velhos, mas está entre as maiores preocupações dos mais novos, o mesmo acontecendo com as alterações climáticas e com algumas práticas relacionadas com os resíduos e com as energias renováveis.

Verifica-se também uma "maior dinâmica de convergência com os padrões europeus entre as gerações mais novas, com mais literacia ambiental, mais conhecimento, mais perceção, mais práticas", tal como a existência de "esperança" na economia verde, referiu Luísa Schmidt.

  • Marco Silva vai treinar o Watford

    Desporto

    O treinador português Marco Silva assinou contrato com o Watford, da Liga Inglesa. O emblema que terminou a última Premier League na 17ª posição, a última antes dos lugares de descida, ganhou assim a corrida ao Crystal Palace e ao FC Porto, que também tentaram contratar o técnico.

  • "A maior conquista foi construir estabilidade"
    2:14

    Economia

    António Costa voltou esta sexta-feira a garantir que a partir de junho nenhum subsídio de desemprego será inferior a 421 euros por mês. O primeiro-ministro falava nas jornadas parlamentares do PS, onde afirmou que a estabilidade é a maior conquista deste Governo.

  • Com a multiplicação de bons indicadores económicos e financeiros do país, multiplicam-se os elogios ao Governo e declaram-se mortas e enterradas as políticas do passado recente, nomeadamente a da austeridade. Nada mais errado. O que os bons resultados agora alcançados provam definitivamente é que a austeridade resolveu de facto os problemas das contas públicas e, mais do que isso, contribuiu para o crescimento económico que foi garantido por reformas estruturais e pela reorientação do modelo económico.

    José Gomes Ferreira

  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14
  • Portugal pode ser atingido por longos períodos de seca

    País

    Portugal e Espanha podem ser atingidos até 2100 por 'megasecas', períodos de seca de dez ou mais anos, segundo os piores cenários traçados num estudo da universidade britânica Newcastle, que tem a participação de uma investigadora portuguesa.

  • G7 reforça compromisso na luta contra o terrorismo
    2:11
  • Uma foto para a história

    Mundo

    As mulheres dos líderes mundiais que se reúnem nas cimeiras da NATO posam para a fotografia oficial das primeiras-damas. A deste ano é histórica. Pela primeira vez, há um marido de um primeiro-ministro entre as nove mulheres. Trata-se de Gauthier Destenay, casado com o líder do Luxemburgo.