sicnot

Perfil

País

Portugueses preocupam-se mais com ambiente e poluição do ar passou a primeiro lugar

Os portugueses estão mais preocupados com as questões ambientais, principalmente com a poluição do ar, que ultrapassou as questões da água nos últimos anos e passou a ocupar o primeiro lugar, revelou hoje a investigadora especialista em ambiente Luísa Schmidt.

reuters

No último Eurobarómetro, que analisa as atitudes dos cidadãos europeus perante o ambiente, com dados recolhidos em maio de 2014, regista-se "uma percentagem elevadíssima, de 97%, a considerar que o ambiente é importante e muito importante, o que se aproxima dos números da União Europeia", disse à agência Lusa a investigadora do Instituto de Ciências Sociais (ICS) da Universidade de Lisboa.

Na comparação com os dados de 2011, em Portugal "ainda aumentou mais a atribuição desta importância" ao ambiente, acrescentou.

A especialista em temas ambientais falava a propósito da conferência "Consumo Sustentável - Uma atitude Verde", organizada pelo Green Project Awards (GPA) e que se realiza na terça-feiram em Lisboa.

Os cidadãos estão cada vez mais interessados nos assuntos do ambiente, que relacionam com a noção de qualidade de vida e com as condições dos espaços próximos do local onde vivem, "ao contrário do que muitas vezes os políticos e os media refletem, porque em termos políticos, o tema não está fortemente implantado na agenda".

Esta situação "liga-se sobretudo à ideia de que a gestão ambiental é muito importante porque tem consequências diretas na vida quotidiana das pessoas", explicou a investigadora, avançando que os dois temas realçados pelos portugueses: a poluição do ar e a poluição da água.

A poluição do ar "aumentou comparativamente aos últimos anos", sendo a maior preocupação para 66% dos portugueses, acima da média europeia, e a questão "clássica" da poluição das águas, rios, lagos, águas subterrâneas e mares passou para segundo lugar.

"É um facto que as pessoas estão preocupadas com a poluição do ar e com a falta de informação sobre o assunto", defendeu Luísa Schmidt.

A investigadora transmitiu a ideia de que as pessoas, à medida que se afastam de uma vida mais ligada ao consumo, devido aos problemas económicos, começam a dar mais importância àquilo que são os seus espaços públicos de usufruto gratuito, como jardins ou zonas ribeirinhas.

Também aumentou entre os portugueses a preocupação com o esgotamento dos recursos naturais, mas há uma diferença geracional e os mais jovens preocupam-se mais com a questão da conservação da natureza e têm maior exigência cívica em termos ambientais.

A biodiversidade não entra muito no vocabulário dos mais velhos, mas está entre as maiores preocupações dos mais novos, o mesmo acontecendo com as alterações climáticas e com algumas práticas relacionadas com os resíduos e com as energias renováveis.

Verifica-se também uma "maior dinâmica de convergência com os padrões europeus entre as gerações mais novas, com mais literacia ambiental, mais conhecimento, mais perceção, mais práticas", tal como a existência de "esperança" na economia verde, referiu Luísa Schmidt.

  • Coutinho e Neymar salvam Brasil de empatar com a Costa Rica já na compensação

    Mundial 2018 / Brasil

    O Brasil venceu a Costa Rica por 2-0 numa partida a contar para a 2ª jornada do grupo E do Mundial da Rússia. Contas feitas, o Brasil sobe para o primeiro lugar do grupo, com 4 pontos, seguido da Sérvia com 3 pontos. A Suíça (1 ponto) e a Costa Rica (0 pontos) ocupam, assim, os últimos lugares da tabela.

  • Moutinho e Rafael Guerreiro de "baixa", Fonte disponível "para tocar bombo"
    1:52
  • Mulher morre após ser mandada para casa pelo Centro Hospitalar do Oeste
    2:23

    País

    Uma mulher morreu depois de ter tido alta no Centro Hospitalar do Oeste. Há fortes suspeitas que tenha sido vítima de um diagnóstico mal feito por uma empresa de telemedicina. O Bastonário da Ordem dos Médicos quer avaliar todos os contratos do Estado com serviços de telemedicina e impedir que as empresas e os hospitais fujam às responsabilidades. Até agora ninguém foi responsabilizado, a família apresentou várias queixas e Entidade Reguladora da Saúde abriu um inquérito.

  • Antigo campeão nacional de Ori-BTT, de 19 anos, morreu em colisão com carro
    1:42

    País

    Um ciclista de 19 anos morreu e o pai ficou gravemente ferido, numa colisão com uma viatura que fazia uma inversão de marcha, em Loulé, na quarta-feira. Quando o acidente aconteceu, o jovem estava a treinar para um campeonato na Hungria, onde ia participar dentro de poucos dias. Duarte Lourenço, que chegou a ser campeão nacional de Ori-BTT, pertencia ao escalão de Juniores, devido à sua idade, mas por vontade própria fazia escalão Sénior.