sicnot

Perfil

País

Buscas e detenções em grupo têxtil por suspeitas de fraude fiscal

A Polícia Judiciária do Porto e inspetores tributários efetuaram hoje buscas a cerca de 20 empresas e a residências particulares. Todas as empresas investigadas são do grupo Feira dos Tecidos. Em causa estão suspeitas de crimes de fraude fiscal e branqueamento de capitais. Nove pessoas foram detidas nesta operação "Fazenda Branca".

(Arquivo)

(Arquivo)

SIC

Em comunicado de imprensa, a PJ explica que durante a operação denominada de "Fazenda Branca" executou "cerca de três dezenas de buscas", na área do Grande Porto e nas cidades de Lisboa, Coimbra e Braga, deteve "nove pessoas com idades compreendidas entre os 38 e os 63 anos" e apreendeu "milhares de euros em dinheiro e documentação relevante", "veículos automóveis", "diversas obras de arte e outros bens móveis".

A operação de combate à fraude fiscal no setor dos têxteis decorreu no âmbito de um inquérito dirigido pelo Ministério Público -- Departamento de Investigação e Ação Penal do Porto -, em articulação com a Autoridade Tributária e Aduaneira, e teve o objetivo de "cessar a atividade de um grupo de pessoas fortemente indiciado pela prática continuada de crimes de associação criminosa, fraude fiscal e branqueamento de capitais".

"As investigações permitiram indiciar a existência de um grupo organizado no setor da compra e venda de têxteis que, atuando de forma concertada e permanente, vinha efetuando transações comerciais sem proceder à respetiva declaração fiscal ou fazendo-o com falsidade, lesava a Fazenda Nacional em dezenas de milhões de euros em sede de IRC e IVA".

Os detidos vão ser presentes a primeiro interrogatório judicial para aplicação das medidas de coação.

Com Lusa
  • Militares da revolução denunciam corrupção nos órgãos de poder
    3:22

    País

    O presidente da Associação 25 de Abril acusa a classe política de não ter interesse em travar a corrupção em Portugal. Vasco Lourenço e Otelo Saraiva de Carvalho, dois dos militares da revolução, consideram que a corrupção está entranhada nos órgãos de poder e deve ser denunciada.

  • "Está prevista mais uma melhoria do rating para breve"
    2:46
  • Fábrica na Covilhã vai produzir para marcas de luxo
    1:47

    Economia

    A Covilhã foi a cidade portuguesa escolhida para a instalação de uma nova fábrica de produção de peças para marcas de luxo. O Grupo FM Industries Sycrilor vai reforçar o investimento na cidade e será responsável pelo polimento de metais para as marcas Louis Vuitton e Cartier.