sicnot

Perfil

País

Debate quinzenal marcado pela polémica das mensagens alegadamente trocadas entre Portas e Passos

Debate quinzenal marcado pela polémica das mensagens alegadamente trocadas entre Portas e Passos

O debate quinzenal ficou marcado pela polémica sobre as mensagens alegadamente trocadas entre Paulo Portas e Pedro Passos Coelho aquando da demissão do líder do CDS do Governo. E também pelo SMS que o líder do PS, António Costa enviou a um diretor adjunto do Expresso.

  • CDS esclarece que Portas não pediu demissão por SMS
    3:39

    País

    Pela primeira vez., Pedro Passos Coelho explica o que aconteceu na crise política de 2013, numa versão que já está a provocar incómodo no CDS. Na biografia autorizada, lançada esta terça-feira, o primeiro-ministro revela, por exemplo, que foi informado da demissão de Paulo Portas por SMS. Uma versão da história que contrasta com a informação revelada pela SIC, há um ano, numa das reportagens que retratavam os dias da troika em Portugal. O gabinete de imprensa do CDS enviou uma nota sobre o conteúdo da biografia de Passos Coelho, onde o partido esclarece que o pedido de demissão foi formalizado por carta, sem fazer qualquer referência a um eventual SMS. Paulo Portas admite que se terá tratado de um "lapso" da autora, ao qual não atribuiu importância.

  • Paulo Portas elogia a coligação com o PSD
    0:41

    País

    Paulo Portas elogiou hoje a coligação com o PSD, apontando o dedo ao PS, que considerou responsável pela intervenção externa, antevendo que os socialistas se preparam para colocar "a dívida a crescer" e fazer "disparar o défice". Num almoço comemorativo do 1.º de Maio, na Sobreda da Caparica, Almada, o vice-primeiro-ministro lembrou que "PSD e CDS votaram nos seus órgãos próprios, livremente, uma aliança para dar a Portugal um projeto de governo estável, maioritário, capaz de levar o pais para um situação de crescimento, criação de emprego, recuperação de poder de compra, sem por em risco o caminho já feito para reconquistar a credibilidade e evitar o vexame" sofrido com a presença da 'troika'.

  • Não houve negligência médica no caso do jovem que morreu em São José
    2:33

    País

    Afinal, não houve negligência médica no caso do jovem que morreu há cerca de um ano no Hospital de São José, vítima de um aneurisma. Esta é a conclusão da Ordem dos Médicos e dos peritos do Instituto de Medicina Legal. Segundo o jornal Expresso, todos os relatórios relatórios pedidos pelo Ministério Público e pelo Centro Hospitalar de Lisboa Central dizem que o corpo clínico do hospital não teve responsabilidades na morte de David Duarte.

  • Jovens estariam de fones e poderão não ter ouvido comboio a aproximar-se
    1:47

    País

    As adolescentes, de 13 e 14 anos, encontradas mortas junto à linha do norte perto de Coimbra podem não ter ouvido a aproximação do comboio, uma vez que estariam de auriculares. Os corpos só foram descobertos 36 horas depois do desaparecimento das jovens, aparentemente vítimas de um descuido fatal.

  • Patti Smith engana-se na música de Bob Dylan durante cerimónia dos Nobel
    1:49

    Mundo

    Os prémios Nobel deste ano já foram entregues. Bob Dylan não compareceu à entrega do galardão da Literatura e fez-se representar pela amiga Patti Smith, que teve um bloqueio enquanto cantava "A Hard Rain's A-Gonna Fall" do músico. O Presidente da Colômbia Juan Manuel dos Santos foi distinguido com o Nobel da paz pelo acordo que alcançou com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia.

  • CIA acredita que Trump foi ajudado por piratas informáticos russos
    1:24

    Eleições EUA 2016

    As eleições nos Estados Unidos da América já terminaram e o Presidente está eleito. Contudo, Barack Obama quer saber se os russos tentaram mesmo influenciar o voto e ao mesmo tempo perceber o que os serviços secretos aprenderam com todas as fugas de informação durante a campanha. Já a CIA diz não ter dúvidas: para os serviços secretos norte-americanos, Donald Trump foi ajudado por piratas informáticos.