sicnot

Perfil

País

Sete ilhas dos Açores sob aviso amarelo devido à previsão de chuva forte

Sete ilhas dos grupos central e oriental dos Açores estão hoje sob aviso amarelo devido à previsão de chuva forte e trovoada, informou o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

(AP/ Arquivo)

(AP/ Arquivo)

AP/ ARMANDO FRANCA

De acordo com o IPMA, as ilhas de São Miguel e Santa Maria, do grupo oriental dos Açores, estão sob aviso amarelo devido à previsão de chuva pontualmente forte e trovoada desde as 21:00 de terça-feira e até às 12:59 de hoje.


Também as ilhas de Faial, Pico, Terceira, Graciosa e São Jorge, do grupo central dos Açores, estão hoje sob aviso amarelo desde as 21:00 de terça-feira e até às 08:00 de hoje.


O aviso amarelo, o terceiro mais grave de uma escala de quatro, é emitido pelo IPMA quando há risco para determinadas atividades que dependem do estado do tempo.


O IPMA prevê para hoje no arquipélago dos Açores céu muito nublado com abertas a partir da tarde, períodos de chuva, passando a aguaceiros, mas que poderá ser pontualmente forte e acompanhado de trovoadas nos grupos oriental e central.


A previsão aponta ainda para vento moderado a fresco com rajadas que podem atingir os 55 quilómetros por hora.


Em Ponta Delgada e na Horta as temperaturas vão variar entre os 14 e os 18 graus Celsius, em Angra do Heroísmo entre 15 e 18 e em Santa Cruz das Flores entre 14 e 17.



Lusa
  • Escritor e filólogo Frederico Lourenço distinguido com o Prémio Pessoa 2016

    Cultura

    O escritor, tradutor, professor universitário Frederico Lourenço foi distinguido com o Prémio Pessoa 2016. O anúncio foi feito hoje pelo presidente do júri, Francisco Pinto Balsemão, no Palácio de Seteais, em Sintra, sublinhando que a atividade de Frederico Lourenço tem como "traço singular" ter oferecido "à língua portuguesa as grandes obras de literatura clássica".

  • Governo garante que Portugal não desperdiçou nenhum fundo de ajuda alimentar
    1:18

    País

    O ministro da Solidariedade e Segurança Social garante que Portugal não desperdiçou nenhum fundo europeu de ajuda alimentar. Vieira da Silva respondeu, esta manhã, à notícia avançada pelo Jornal de Notícias que dava conta de que, este ano, o país teria desperdiçado 28 milhões de euros de um fundo europeu porque o programa ainda não está operacional. O ministro garante que o programa vai ser executado em 2017 e que este ano serviu para tomar medidas no sentido dessa implementação. Vieira da Silva assegura também que o montante disponível para o programa não foi desperdiçado e vai poder ser usado.

  • Sporting de Braga eliminado da Liga Europa
    2:01
  • Explosão no Cairo faz seis mortos

    Mundo

    Seis pessoas morreram hoje numa explosão junto a um posto de controlo da polícia no Cairo, indicaram os meios de comunicação social e responsáveis egípcios.