sicnot

Perfil

País

Beja e Viseu são os distritos com mais idosos a viveram sozinhos ou isolados

Beja e Viseu são os distritos do país com mais idosos a viveram sozinhos ou isolados, onde residem um total de 7.660, segundo a operação "Censos Sénior 2015" da GNR hoje divulgada.

(Arquivo Reuters)

(Arquivo Reuters)

REUTERS

A Guarda Nacional Republicana adianta que no distrito de Beja foram sinalizados 3.914 idosos a viver sozinhos ou isolados, mais 829 do que na operação "Censos Sénior" realizada no ano passado, e em Viseu residem 3.755, mais 10 do que em 2014.

No ano passado, a GNR identificou o maior número de idosos no distrito de Viseu.

Em terceiro lugar surge o distrito da Guarda, com 3.236 idosos a viverem nestas condições, seguido de Bragança, com 3092, refere a GNR num comunicado para divulgar os resultados da operação "Censos Sénior 2015", que se realizou em todo o país entre 01 e 30 de abril.

Os distritos onde o número de idosos a viver sozinhos ou isolados mais subiu este ano foi o de Aveiro, tendo a GNR detetado um total de 1.646, mais 837 do que em 2014, e o de Beja, onde foram sinalizados mais 829. 

A liderar a lista dos distritos com mais pessoas idosas a viverem nestas condições estão Vila Real (2.916), Portalegre (2.829), Évora (2.853) e Castelo Branco (2.165).

A GNR sinalizou igualmente 1.647 idosos em Braga, 1.745 em Coimbra, 1.977 em Faro, 1.225 em Lisboa, 1.109 no Porto, 1.732 em Santarém, 1.632 em Setúbal e 921 em Viana do Castelo.

O distrito com menos idosos a residirem sozinhos ou isolados é Leiria, onde foram identificados 822.

A GNR sinalizou 39.216 pessoas da terceira idade a viverem sozinhos ou isolados em todo o país, mais 5.253 do que na operação "Censos Sénior" realizada no ano passado.

Realizada anualmente pela GNR, a operação "Censos Sénior" tem como objetivo "atualizar os registos dos idosos que vivem sozinhos e isolados, identificar novas situações e informar as entidades competentes das situações de potencial perigo".

Lusa
  • "O que é isto, mamã?"
    36:23
  • O ensino à distância em Portugal
    4:12

    País

    Em Portugal, o ensino básico e secundário à distância já conta com 300 alunos e com a preciosa ajuda das novas tecnologias. É através do computador que a escola viaja e acompanha os alunos, alguns com doenças que não os permitem ir às aulas, outros que são atletas de alta competição e que têm a maior parte do tempo ocupado por treinos ou ainda os que fazem parte de famílias itenerantes, como é o caso dos que vivem no circo e andam de terra em terra.

  • Aprender a jogar badminton ao ritmo do samba
    2:54

    Mundo

    No Brasil, a correspondente da SIC foi conhecer um projeto social no Rio de Janeiro que mistura samba e desporto. Um desporto que ainda é pouco praticado mas que tem sido fundamental para transformar a vida de jovens das favelas e para descobrir novos talentos do badminton brasileiro.

    Correspondente SIC