sicnot

Perfil

País

Mapa com localização dos campos de milho transgénico disponível na internet

A localização dos campos onde se cultiva milho transgénico em Portugal está disponível desde hoje na internet, anunciou a associação ambientalista Quercus, recordando que estas plantações podem ser prejudiciais para a saúde das populações vizinhas.

© Jim Young / Reuters

mapa com a identificação e a localização dos campos de milho transgénico em Portugal foi disponibilizado hoje pela Plataforma Transgénicos Fora, depois de vários pedidos feitos ao Ministério da Agricultura para que divulgasse esta informação. 

A Quercus recorda que o ministério recolhe anualmente esta informação mas "só divulga dados muito incompletos e tem vedado o acesso do público às localizações exatas dos terrenos: foram precisas cinco ações em tribunal para obter os dados completos de 2005 até 2014".

No mapa agora divulgado é possível consultar, para os anos de 2013 e 2014, os nomes, moradas e áreas das explorações agrícolas que adotaram o milho transgénico. 

A Plataforma Transgénicos Fora acredita que, com a publicação do mapa, os portugueses vão descobrir "os vizinhos que não sabiam que tinha à porta e pressionar o governo no sentido da proibição total do cultivo deste milho transgénico".

A associação ambientalista explica que a divulgação destes dados é importante porque permite a deteção precoce de eventuais problemas. 

"Não pode excluir-se a possibilidade, por exemplo, de alergias ao pólen transgénico para quem viva em zonas circundantes", alertou a associação, com base numa publicação científica divulgada este ano.

Em termos ambientais, a Quercus lembra que já foram encontrados impactos negativos em espécies que não são alvo do ecossistema agrícola. 

Este é um risco agravado pelo facto de "a Monsanto, a única empresa detentora de autorização para cultivo de milho transgénico na União Europeia, não cumprir a legislação em vigor quanto à monitorização ecológica de risco, uma acusação recentemente publicada pela própria EFSA - Autoridade Europeia de Segurança Alimentar".

A divulgação desta informação é importante também para os agricultores e apicultores, sobretudo em produção biológica, que assim podem saber o que se passa em redor dos seus terrenos.

A Quercus lamenta que Portugal continue a votar a favor dos pedidos de introdução de novos transgénicos: "Por exemplo, no final de 2014 votou a favor da importação de novas variedades de algodão e colza transgénicos, ao arrepio da maioria dos Estados Membros e apesar do risco direto que isso acarreta para a nossa biodiversidade selvagem e agrícola. Junto com a Espanha e a República Checa, é dos únicos países onde ainda se cultivam transgénicos na União Europeia.

Desde o início de março, Portugal pode proibir unilateralmente o cultivo de transgénicos no continente, recordou a Quercus, lembrando que a Madeira e os Açores já se declararam zonas livres. 


Lusa
  • Traço contínuo às curvas
    2:42
  • Quando se pode circular pela esquerda? A GNR explica (e fiscaliza)
    5:46

    Edição da Manhã

    A regra aplica-se a autoestradas e outras vias com esse perfil mas dentro das localidades há exceções. A Guarda Nacional Republicana está a promover em todo o território nacional várias ações de sensibilização e fiscalização no sentido de prevenir e reprimir a circulação de veículos pela via do meio ou da esquerda quando não exista tráfego nas vias da direita. O major Paulo Gomes, da GNR, esteve na Edição da Manhã. 

  • Jovens impedidas de embarcar de leggings

    Mundo

    A moda das calças-elásticas-super-justas volta a fazer estragos. Desta vez nos EUA onde duas adolescentes foram impedidas de embarcar num voo da United Airlines devido à indumentária, que não cumpria com as regras dos tripulantes ou acompanhantes da companhia aérea norte-americana.

    Manuela Vicêncio

  • Cristas calcula défice de 3,7% sem "cortes cegos" das cativações
    0:45

    Economia

    Assunção Cristas diz que o défice de 2,1% só foi conseguido porque o Governo fez cortes cegos na despesa pública. Esta manhã, depois de visitar uma unidade de cuidados continuados em Sintra, a presidente do CDS-PP afirmou que, pelas contas do partido, sem cativações, o défice estaria nos 3,7%.

  • O pedido de desculpas de Dijsselbloem
    2:12

    Mundo

    O Governo português continua a mostrar a indignação que diz sentir perante as declarações do presidente do Eurogrupo. O ministro dos Negócios Estrangeiros português garante que com Dijsselbloem "não há conversa possível". Jeroen Dijsselbloem começou por recusar pedir desculpa mas depois cedeu perante a onda de indignação.

  • A primeira vez do Sr. Árbitro
    12:41