sicnot

Perfil

País

PSD e CDS esperam contributo do PS na proposta para a cobertura das eleições

PSD e CDS esperam contributo do PS na proposta para a cobertura das eleições

O PSD e o CDS confirmam que não vai haver qualquer visto prévio na cobertura jornalística das eleições e esperam ter contributos do PS na proposta que vão apresentar. No final de uma reunião, no Parlamento, Francisco Pinto Balsemão disse estar satisfeito e que as preocupações dos órgãos de comunicação social foram ouvidas pelos partidos da maioria.

  • Projeto da maioria deixa cair obrigação de plano prévio na cobertura das eleições
    2:07

    País

    Já está a ser discutida a nova proposta do PSD e do CDS para a cobertura jornalística das eleições. A SIC sabe que, quer a Entidade Reguladora para a Comunicação Social, quer a Comissão Nacional de Eleições já sabem qual é o teor da nova proposta feita pela maioria. Os dois partidos deixaram cair todas as matérias que causaram polémica. E esperam, agora, que se consiga chegar a um entendimento com o PS para que a nova lei seja aprovada rapidamente.

  • "Pela liberdade de informação"

    País

    Um grupo de diretores de informação de 20 órgãos de comunicação social emitiu esta sexta-feira um comunicado conjunto em defesa da liberdade de imprensa e contra o projeto que define regras para a cobertura noticiosa das eleições. Pode lê-lo abaixo, na íntegra.

  • Lei da cobertura das campanhas eleitorais vai ser discutida no Parlamento
    0:15

    País

    Os dirigentes regionais do PSD e do CDS-PP estiveram reunidos esta noite para acertar detalhes sobre o acordo de coligação. A reunião dos presidentes das distritais serviu para preparar as eleições mas não para definir listas. No final, o vice-presidente do CDS, Nuno Magalhães, falou da lei da cobertura das campanhas eleitorais, para dizer que o assunto vai ser discutido no Parlamento.

  • Líderes europeus unidos para iniciar saída do Reino Unido
    2:08
  • 100 dias de Trump em 04'30''
    4:33

    Pequenas grandes histórias

    Donald Trump tomou posse como 45º Presidente dos EUA dia 20 de janeiro de 2017, fez 100 dias este sábado. Prometeu grandes mudanças, mas os planos acabaram por chocar de frente com a realidade e a burocracia de Washington, como foi o caso do Obamacare. Foi a primeira ordem executiva que assinou, no dia em que tomou posse, mas a revogação está longe de acontecer.

  • Marcelo recebido por multidão na Ovibeja
    2:52