sicnot

Perfil

País

Resgatados com vida dois tripulantes desaparecidos ao largo dos Açores

Os dois tripulantes do veleiro francês que se encontravam desaparecidos desde a madrugada de hoje a cerca de 500 milhas náuticas a sul dos Açores foram já resgatados, disse à Lusa fonte da Marinha Portuguesa.

Várias embarcações pediram auxílio, houve cinco veleiros em que foi necessário evacuar os tripulantes

Várias embarcações pediram auxílio, houve cinco veleiros em que foi necessário evacuar os tripulantes

De acordo com Maria Martins, das relações públicas da Marinha, os dois náufragos, pai e filho, que se encontravam desaparecidos no oceano Atlântico foram resgatados e já se encontram num navio mercante com bandeira de Hong Kong.

 

Por seu turno, o capitão do Porto de Ponta Delgada, comandante Matos Nogueira, avançou que "os quatro náufragos do navio foram resgatados com vida", estando agora a ser realizado o transbordo de dois dos tripulante que tinham sido resgatadas por um navio mercante para bordo do navio hospital espanhol que está na área.

 

Marinha resgata 12 tripulantes de cinco veleiros em perigo

 

A Marinha Portuguesa resgatou, no total, 12 pessoas de cinco veleiros que se encontravam a navegar a 500 milhas a sul dos Açores, depois de um pedido de auxílio devido às condições meteorológicas adversas, com ondas de dez metros.

 

Em declarações à agência Lusa, o porta-voz da Marinha Portuguesa, Paulo Vicente explicou que as autoridades receberam cinco pedidos de auxílio durante a madrugada e dia de quarta-feira, de embarcações que navegavam a cerca de 500 milhas náuticas (930 quilómetros) a sul do arquipélago dos Açores.

 

"Devido às condições meteorológicas muito adversas que estavam no oceano Atlântico, uma depressão cavada a cerca de 500 milhas a sul dos Açores, várias embarcações pediram auxílio, houve cinco veleiros em que foi necessário evacuar os tripulantes, tendo os alertas começaram às duas da manha de ontem [quarta-feira], e prolongaram-se durante o dia", explicou Paulo Vicente.

 

Com Lusa

  • "É evidente que não fecho a porta ao Eurogrupo"
    1:38

    Economia

    O ministro das Finanças diz que não fecha a porta ao Eurogrupo. A declaração é feita numa entrevista ao semanário Expresso. No entanto, Mário Centeno deixa a ressalva que qualquer ministro das Finanças do Eurogrupo pode ser presidente.

  • Itália tenta colocar migrações na agenda do G7 contra vontade dos EUA
    1:45
  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14
  • Portugal pode ser atingido por longos períodos de seca

    País

    Portugal e Espanha podem ser atingidos até 2100 por 'megasecas', períodos de seca de dez ou mais anos, segundo os piores cenários traçados num estudo da universidade britânica Newcastle, que tem a participação de uma investigadora portuguesa.