sicnot

Perfil

País

Procuradoria Geral da República pressiona tribunais a registarem ADN de condenados

A procuradoria geral da República vai pressionar os tribunais a registarem o ADN de criminosos condenados a mais de três de anos de prisão. Joana Marques Vidal vai emitir uma ordem interna para fazer aumentar a base de dados. É que desde 2010, foram inseridos no sistema apenas 800 registos por ano em vez dos 6 mil previstos. Os números são ainda piores se falarmos de amostras de ADN, como vestígios de sémen ou de sangue. Destas, apenas foi registada uma média de 10 por ano. O sistema informático que reúne estas informações permite um cruzamento de informações mais rápido e é fundamental para resolver casos de abusos sexuais ou assaltos. Processos mais complicados porque não existem outros elementos, além do ADN, que permitam a identificação dos suspeitos. O registo de ADN está no entanto dependente de um despacho do juiz, depois da decisão de condenação ter transitado em julgado.

Sic Arquivo

  • Presidente catalão garante ter plano de contingência
    2:14
  • "Não há um verdadeiro debate democrático em Espanha"
    2:24
    Quadratura do Círculo

    Quadratura do Círculo

    QUINTA-FEIRA 23:00

    No Quadratura do Círculo desta quinta-feira, José Pacheco Pereira disse que este braço de ferro em território espanhol reforça a linha autoritária que existe em Espanha. Jorge Coelho considera que é urgente recorrer à diplomacia para definir um caminho a médio ou a longo prazo. Já o gestor Manuel Queiró afirma que Portugal não deve encarar este referendo com condescendência. 

  • Subimos ao novo miradouro no pilar da Ponte 25 de Abril
    2:06
  • Uber perde licença para operar em Londres

    Economia

    O regulador de transporte de Londres decidiu hoje que vai retirar à Uber a licença para operar na capital britânica. A proibição entra em vigor no final deste mês e vai afetar 40 mil motoristas da empresa multinacional norte-americana.

  • 60 sobreviventes resgatados dos escombros no México
    1:21