sicnot

Perfil

País

Bombeiros retomam buscas de homem desaparecido sábado em ribeira do Gerês

As buscas para encontrar o homem que terá caído, no sábado, num poço no Gerês foram retomadas hoje com uma nova estratégia, que passa pela redução do caudal da ribeira de Cabril, disse fonte dos bombeiros.

Para o terceiro dia de procura pela vítima, um homem de 33 e da zona do Porto, foram mobilizados mais de 40 operacionais, entre bombeiros das corporações de Salto e de Montalegre, militares da GNR e Proteção Civil Distrital de Vila Real e Proteção Civil Municipal de Montalegre.

O comandante dos bombeiros de Salto, Hernâni Carvalho, disse à agência Lusa que hoje se decidiu optar por uma nova estratégia que passa pela redução do caudal da ribeira, que tem dificultado as operações de resgate. 

Os trabalhos durante o dia vão contar também com o apoio de um meio aéreo que fará o transporte de carga.

A vítima desapareceu sábado quando estava a praticar 'canyoning', perto de Xertelo, no Parque Nacional da Peneda Gerês (PNPG), um desporto radical que consiste na exploração progressiva de um rio, transpondo os obstáculos verticais.

O comandante dos bombeiros de Salto referiu que o homem terá caído durante uma descida a um poço, na ribeira de Cabril, "com muita profundidade" e também "muita corrente e caudal", condições que estão a dificultar as operações.

As equipas de resgate conseguiram localizar as cordas, o material com que a vítima estaria a efetuar a descida e é nessa zona que estão a concentrar os esforços.

O local é de difícil acesso, com declive muito acentuado e rochoso. Os operacionais têm de andar cerca de um quilómetro a pé para chegarem ao poço.


  • Buscas por homem desaparecido em Montalegre continuam sem sucesso
    2:28

    País

    Prosseguem as buscas para encontrar um homem desparecido desde ontem na Serra da Peneda Gerês. O homem com 30 anos, estava a praticar canoagem e despareceu na ribeira de Cabril, no concelho de Montalegre. As operações dos bombeiros e da GNR para o encontrar foram interrompidas ontem com o cair da noite. Esta manhã foram novamente retomadas mas, até agora, sem sucesso, como nos relata Manuela Carneiro.

  • Michelle Obama partilhou momento de despedida da Casa Branca
    1:43
  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Trabalhadores da saúde iniciam greve nacional

    País

    Trabalhadores da saúde estão esta sexta-feira a cumprir uma greve a nível nacional para reivindicar a admissão de novos profissionais, exigir a criação de carreiras e a aplicação das 35 horas semanais a todos os funcionários do setor.

  • Portugal a tremer de frio
    3:07

    País

    Portugal continua a registar temperaturas negativas, sobretudo no Norte do país. Em Trás-os-Montes, por exemplo, marcaram mínimas de 11 graus abaixo de zero e os termómetros desceram tanto que congelaram rios, canalizações de água e até aquecimentos de escolas. Mas nem tudo é mau pois os produtores falam em boa época para curar fumeiro.

  • Juiz brasileiro morto em acidente aéreo investigava corrupção na Petrobras
    1:28
  • Zoo da Indonésia acusado de querer matar ursos à fome

    Mundo

    Um grupo de ativistas da Indonésia acusa o Jardim Zoológico de Bandung de estar a matar à fome os seus animais, incluindo os ursos-do-sol, para ser fechado. Um vídeo recentemente publicado mostra os ursos, que aparecem muito magros e a implorar por comida.

  • Podem as plantas ver, ouvir e até reagir?

    Mundo

    Um professor de Ciências Vegetais da Universidade de Missouri, nos Estados Unidos, passou quatro décadas a investigar as relações entre vegetais e insetos. Na visão de Jack Schultz, as plantas são "como animais muito lentos", que conseguem ver, ouvir, cheirar e até têm comportamentos próprios.