sicnot

Perfil

País

Mais de metade dos portugueses considera que tem uma alimentação saudável

Mais de metade dos portugueses considera que faz uma alimentação saudável e quase todos reconhecem que esta é "muito importante para a sua saúde", segundo os resultados da primeira edição do Observatório da Nutrição e Alimentação em Portugal (ONAP).

(Arquivo)

(Arquivo)

© Darren Staples / Reuters

De acordo com o primeiro estudo do ONAP, 90% dos inquiridos consideraram a alimentação como muito importante para a sua saúde, mas apenas 66% consideram fazê-la de forma saudável.

Os mesmos resultados indicam que 65% dos inquiridos fazem quatro refeições por dia e 20% não fazem refeição de prato ao jantar.

As conclusões desta 1ª edição do ONAP, apresentados recentemente, "permitem concluir que há hoje uma maior consciencialização para a importância da alimentação na saúde e qualidade de vida e que o termo saudável já entrou no léxico dos portugueses".

Depois do inquérito nacional à nutrição dos portugueses realizado em 1980 e do estudo sobre Hábitos Alimentares dos Portugueses levado a cabo pela Sociedade Portuguesa das Ciências da Nutrição e Alimentação (SPCNA), em 2009, este estudo vem agora reforçar e atualizar os conhecimentos sobre a forma como os portugueses se alimentam.

O estudo avaliou ainda outros parâmetros como a adição de sal, o consumo de hortícolas, o consumo de saladas e o consumo de fruta. 

Nestes parâmetros, 9,7% dos inquiridos referiram adicionar sal de mesa à refeição, 51,1% consomem sopa de hortícolas uma ou mais vezes por dia, 26% admitem consumir saladas e 56,6% comem duas a cinco peças de fruta por dia.

Os hábitos de refeição estão também incluídos no estudo, que demonstra que 22,3% dos respondentes fazem duas refeições em frente ao computador ou à televisão e 20% admitem não comer refeição de prato ao jantar. 

Além da alimentação, o estudo debruça-se sobre hábitos de vida, tendo concluído que mais de 50% dos inquiridos não praticam exercício físico por falta de vontade.
Lusa
  • DJ Avicii morre aos 28 anos

    Cultura

    Tim Bergling, conhecido por Avicii e um dos mais famosos DJ's do mundo, morreu aos 28 anos. A notícia foi avançada pelo site TMZ, que adianta que o DJ e produtor sueco foi encontrado morto esta sexta-feira em Muscat, em Omã, e os detalhes da morte ainda não são conhecidos.

    SIC

  • Avicii tinha deixado os palcos há 2 anos por motivos de saúde
    2:14
  • "Não andámos a tomar calmantes, nem a dar abracinhos"
    0:52

    Desporto

    Rui Vitória recusa atirar a toalha ao chão. O treinador do Benfica acredita que ainda muito pode acontecer e revela a motivação da equipa depois da derrota com o FC Porto na Luz, que levou à perda da liderança a quatro jornadas do fim.

  • "Se não querem que vos baixem as calças, não se tornem modelos"

    Mundo

    "Se não querem que vos baixem as calças, não se tornem modelos", esta foi apenas uma das declarações de Karl Lagerfeld sobre as denúncias de abuso sexual, que estão a marcar o mundo do cinema, da música e da moda. Numa entrevista, o diretor criativo da Chanel e da Fendi declarou mesmo que estava farto do #MeToo, o movimento usado para denunciar estes casos de abusos por todo o mundo.

    SIC

  • Viagem de balão para ver as cerejeiras em flor
    14:27
  • Portugal compromete-se a enviar profissionais de saúde para África
    2:39
  • EUA acusam Síria de tentar apagar provas de alegado ataque químico em Douma
    1:28
  • Já pode escolher uma morte amiga do ambiente

    Mundo

    Preocupa-se com o ambiente? Recicla? Prefere andar a pé ou partilhar transportes? Então saiba que a partir de agora a morte também pode ser amiga do ambiente. Desde caixões degradáveis de vime a cremação líquida, já é possível diminuir o impacto ambiental da morte.

    SIC

  • Karlie Kloss, o "anjo" que quer ensinar raparigas a programar
    2:59