sicnot

Perfil

País

Cerca de 150 operacionais combatem chamas em Odemira

Cerca de 150 operacionais, com o apoio de 49 viaturas e de um helicóptero, combatem esta quinta-feira um incêndio florestal na zona de Odemira, que se reacendeu após ter sido extinto na quarta-feira à noite, segundo os bombeiros.

(Arquivo)

(Arquivo)

© Rafael Marchante / Reuters

Fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Beja adiantou à agência Lusa que o fogo estava, cerca das 17:30 de hoje, ativo com duas frentes, em zona de difíceis acessos.

As chamas estão a destruir áreas de eucaliptos e de medronheiros.

O fogo deflagrou cerca das 14:15 de quarta-feira num local designado como Laranjeira, na freguesia de S. Teotónio, concelho de Odemira, Beja, tendo sido considerado extinto à noite, mas hoje, às 10:28, foi dado o alerta de reacendimento.

Além de um helicóptero, já foram mobilizados para o combate às chamas grupos de reforço de Lisboa, Setúbal, Faro e da Força Especial de Bombeiros (FEB), além de duas máquinas de rasto do Serviço Municipal de Proteção Civil.

No "teatro de operações" estão 148 pessoas de várias corporações de bombeiros, incluindo da FEB e sapadores florestais, apoiados por 49 veículos e um helicóptero de ataque inicial.
Lusa
  • Benfica não participa na final da Taça de Portugal de hóquei em patins

    Desporto

    O Benfica anunciou hoje que não vai comparecer na "final four" da Taça de Portugal de hóquei em patins, em protesto com "o estado de degradação que atingiu" a modalidade e com a alegada dualidade de critérios. As "águias" deveriam jogar no sábado com o FC Porto, que se sagrou campeão, no sábado, na segunda meia-final da Taça de Portugal, já depois de a Física de Torres Vedras e o Sporting de Tomar já se terem defrontado em Gondomar.

  • Carvalhal do Sapo tenta recuperar a vida normal após incêndio
    2:33

    País

    As populações das aldeias de Góis tentam voltar à normalidade, ao fim de vários dias rodeadas por um grande dispositivo de operacionais. A repórter Cristina Freitas esteve hoje em Carvalhal do Sapo, onde se realizou mais um funeral de uma das vítimas do incêndio de Pedrógão Grande.

  • Falta de médicos e de ofertas de emprego preocupa habitantes da Guarda
    5:13

    SIC 25 Anos

    No interior do país, a Guarda acusa todas as debilidades de um concelho envelhecido e desertificado. Faltam médicos especialistas e ofertas de emprego que, de ano para ano empobrecem o índice de atratividade da região e aumentam o despovoamento. Mas quem melhor do que as famílias para fazer o retrato da terra onde vivem e trabalham? Uma delas aceitou a proposta da SIC para fazer o roteiro do melhor e do pior da terra que escolheu para educar os filhos.

  • Daesh divulga imagens da destruição da mesquita de Mossul
    1:58
  • "Podemos ser atendidos por um médico branco?"
    0:58